Lucro da Petrobras no trimestre sobe 25 vezes e alcança R$ 6,6 bilhões » Rede Acontece
Últimas
24-03-2019 » Começou com ex-pastor evangélico | Islã ganha seguidores e muda cara de cidade no interior nordestino 24-03-2019 » Profissionais não deixaram o Brasil | Cubanos que ficaram após fim do Mais Médicos relatam dificuldades 24-03-2019 » Para alunos de medicina e odontologia | Alckmin ressurge como professor Geraldo em 'aulas-discurso' em SP 24-03-2019 » Reforma da Previdência | Partidos saem em defesa de Maia após crise com governo 24-03-2019 » Aos 82 anos | Morre no Rio de Janeiro o ator e diretor Domingos de Oliveira 24-03-2019 » Presidente do STF | Toffoli: 'Solução' para o país virá pelo diálogo, não pelo Judiciário ou militares 24-03-2019 » Campeonato Paulista | Federação revela ângulo usado no VAR e vê 'gol legal'; Palmeiras rebate 24-03-2019 » Brasil 1 x 1 Panamá | Tite se preocupa com criatividade, mas não vê Brasil abaixo do esperado 24-03-2019 » Cruzeiro no mar da Noruega | Vídeos mostram tensão de passageiros à espera de resgate em navio à deriva 24-03-2019 » Na Infraestrutura | Ministro Tarcísio de Freitas vira 'queridinho' de Bolsonaro 24-03-2019 » Assista aos gols | Bangu vira nos acréscimos e vence Vasco em São Januário 24-03-2019 » IR 2019 | Pague menos imposto com deduções de dependente e saúde 24-03-2019 » Ajuda de apps | Quer gravar as ligações que faz no celular? Saiba como fazer 24-03-2019 » Reclamação | Colecionadores: Placa Mercosul não tem o 'charme da placa preta' 24-03-2019 » Quartas do Paulistão | Santos tem gol anulado pelo VAR, mas vence Red Bull e abre vantagem 24-03-2019 » Prisão do ex-presidente | Anônimo tentou depositar R$ 20 mi em dinheiro para empresa de amigo de Temer
Publicidade
corretora de seguros
INTERSORFT 100 MEGA
7 de novembro de 2018

Lucro da Petrobras no trimestre sobe 25 vezes e alcança R$ 6,6 bilhões

Foto Rede Acontece

A Petrobras terminou o terceiro trimestre de 2018 com lucro líquido atribuível aos acionistas de R$ 6,64 bilhões, 25 vezes superior ao lucro de R$ 266 milhões apurado no mesmo intervalo do ano anterior.

Segundo informações do jornal Valor Econômico, o resultado refletiu, entre outros fatores, as maiores margens de derivados no mercado interno, devido ao aumento dos preços das commodities no mercado internacional e ao aumento da demanda de diesel, com ganhos em participação no mercado.

A companhia também seguiu cortando despesas gerais e administrativas, seguindo a disciplina de controle de gastos. A redução do endividamento, por sua vez, possibilitou uma menor despesa com juros.

A receita da estatal somou R$ 98,26 bilhões no trimestre, alta de 37%, ante a receita de R$ 71,82 bilhões do mesmo intervalo de 2017.

De acordo com o jornal, o resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado teve aumento de 55% no trimestre, para R$ 29,8 bilhões, ante os R$ 19,2 bilhões obtidos entre julho e setembro do ano passado.

Os resultados vieram em linha com o projetado por analistas, com exceção do lucro, que veio abaixo do previsto, afetado por efeitos não recorrentes.

A média das projeções coletadas pelo Valor com cinco instituições financeiras apontava para um lucro de R$ 10,09 bilhões. A expectativa para receita líquida era de alta de 29%, para R$ 92,5 bilhões. Para o Ebitda, a alta projetada era de 75%, para R$ 33,57 bilhões.


VOLTAR