Mais de 10 mil casos de feminicídio não foram julgados em 2017 no Brasil » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 16-09-2019 » Área de proteção ambiental | Incêndio em Alter do Chão se agrava, e Pará pede ajuda da Força Nacional 16-09-2019 » Em Angra dos Reis (RJ) | Vida de luxo e lancha de R$ 6 mi levaram polícia à prisão de líder do PCC 16-09-2019 » Brasileirão | São Paulo arranca empate no fim contra o CSA no Morumbi 16-09-2019 » Causa não divulgada | Filho de Benito Di Paula morre aos 36 anos de idade no Rio 16-09-2019 » Área de floresta do DF | Bombeira morre eletrocutada ao combater incêndio 16-09-2019 » Tem Frota, Joice e Moro | Com tuíte polêmico, Carlos abre capítulo de brigas da direita 16-09-2019 » Previdência | Policiais recorrem à lei de 1985 para obter aposentadoria mais alta 16-09-2019 » Senador já recorreu | Romário é condenado a pagar R$ 408 mil por dívida de aluguel 16-09-2019 » Em Brasília | Fluminense bate Corinthians por 1 a 0 com frango do goleiro Cássio; veja o gol 16-09-2019 » Grêmio | Renato diz que conversou com André sobre BO por distúrbio 16-09-2019 » Em São Paulo | Moro visita Bolsonaro em hospital e diz que "o homem é forte" 16-09-2019 » Morreu aos 67 anos | Roberto Leal lembrou 'quase morte' em última aparição na TV 15-09-2019 » Ruy Castro | A realização que veio só após se livrar do marido 15-09-2019 » Antônio Prata | Há anos que eu não sei o que concluir disso tudo 15-09-2019 » Siga o copo | Vinho 'salgadinho' guardado no mar chega ao Brasil 15-09-2019 » Renato S. de Lima | Moro adota a tática do "Rei Afogado" 15-09-2019 » PVC | Ganso e Cássio fizeram o que não é normal 15-09-2019 » Mauricio Stycer | 2020 será o ano da guerra global de streaming 15-09-2019 » Vecchioli | "Nosso Pacaembu" deixa de ser municipal 15-09-2019 » Marcos Lisboa | Teto de gastos será atingindo no ano que vem
Publicidade
25 de junho de 2018

Mais de 10 mil casos de feminicídio não foram julgados em 2017 no Brasil

Foto: Reprodução

Cerca de 10,7 mil processos de feminicídio não foram jugados pela Justiça no ano passado, de acordo com o estudo “O Poder Judiciário na Aplicação da Lei Maria da Penha – 2018”, elaborado pelo Departamento de Pesquisas Judiciárias (DPJ) do Conselho Nacional de Justiça, divulgado na última semana. Os dados mostraram que a Justiça emitiu quse 5 mil sentenças relacionadas a assassinatos de mulheres em 2017, mas deixou impune mais que o dobro de crimes. Segundo o relatório, “O volume de processos é maior que a capacidade da Justiça de julgar responsáveis pelos crimes. O ano de 2017 terminou com 10,7 mil processos de feminicídio sem solução da Justiça”, destaca o levantamento.

Apesar disso, em todo o país, a conclusão de processos em 2017 foi superior ao ano de 2016. A diferença foi de 4.829 sentenças emitidas para 1.942. Estados como Alagoas, Amazonas, Amapá, Ceará, Paraíba, Roraima e Sergipe solucionaram menos do que cinco casos de feminicídio cada um em 2016. Já na Bahia e no Piauí não foi solucionada nenhuma queixa.
A metade dos casos pendentes na justiça em 2017 foram proferidos pelo Tribunal de justiça do Paraná. Por coincidência, o estado é também o que mais emitiu sentenças relacionadas a casos de feminicídio de 2017, ao todo 2.872. Somente em 2015, a Lei 13.104 passou a normatizar o feminicídio como o crime que aborda o assassinato de uma mulher e cuja motivação envolve o fato de a vítima ser do sexo feminino. O Atlas da Violência, divulgado na semana passada, mostrou que os casos de feminicídio aumentaram 15,3% em uma década no Brasil , passando de 4.030 ocorrências em 2006 para 4.645 em 2016.

O Conselho Nacional de Justiça adverte que o número baixo de casos de feminicídio registrados em 2016 indica uma subestimação das ocorrências. Isso porque a imprecisão dos dados é decorrente da dificuldade que muitos tribunais enfrentam para registrar corretamente o crime.


VOLTAR