Mais de 600 armas são destruídas em operação do Exército na Bahia » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 22-07-2019 » Silvio Santos | Neymar participa de atração no SBT e diz que não beijou Anitta 22-07-2019 » Na GloboNews | José Roberto Burnier pede licença para se tratar de um câncer 22-07-2019 » Alto nº de homicídios | Por que a América Latina é a região mais violenta do mundo 22-07-2019 » Foi identificada | Grêmio oferece apoio a torcedora vítima de agressão no Gre-Nal 22-07-2019 » Comparou a Moro | Deputada Joice Hasselmann diz que teve o celular clonado 22-07-2019 » Do meio de campo; veja | Emocionado, Juninho diz que bola bateu na canela em gol contra 22-07-2019 » Bolsonaro questionou órgão | 'Posso até ser demitido, mas não se pode atacar o Inpe', afirma diretor 22-07-2019 » 'Filme de terror' | Mattos e funcionários do Palmeiras relatam drama em voo para Argentina 22-07-2019 » 40% do FGTS | Para deputados, trabalhador precisa ser compensado se multa for reduzida 22-07-2019 » Corinthians 1 x 1 Flamengo | Carille vê Corinthians 'dentro da normalidade', mas cobra melhor pontaria 22-07-2019 » Antônio Prata | Uma mesma palavra e tantos significados 22-07-2019 » Reinaldo Azevedo | Por qual crime Bolsonaro será deposto? 22-07-2019 » Benja | A minha luta continua: o futebol vai 'ACAVAR'! 22-07-2019 » Samuel Pêssoa | Velha esquerda no país morrerá de morte morrida 22-07-2019 » Tostão | No futebol e na vida, interpretação não é fato 22-07-2019 » Diogo Schelp | Por que 'guerra' em Hong Kong continua? 22-07-2019 » Ruy Castro | Heroica e infeliz, MEC-AM tem seus dias contados 22-07-2019 » Perrone | Hostilidade de palmeirenses não é normal 22-07-2019 » PVC | No Brasil, os times ricos também choram 22-07-2019 » Drauzio Varella | Fatalismo deve ser substituído por práticas saudáveis
Publicidade
20 de dezembro de 2017

Mais de 600 armas são destruídas em operação do Exército na Bahia

Brumado Acontece

Brumado Acontece

Pelos menos 670 armamentos, sendo 528 da Bahia, e 142 de Sergipe, serão destruídos em operação do Exército, nesta terça-feira (19). A Operação Vulcão, que foi iniciada às 8h, acontece na 6ª Região Militar, em Alagoinhas, Nordeste do estado. As armas pertenciam à Justiça dos dois estados, e, conforme o Estatuto do Desarmamento, após o fim dos processos judiciais, foram liberadas para serem inutilizadas. A Seção de Fiscalização de Produtos Controlados (SFPC) é responsável pelo recebimento e a pré-destruição das armas e munições recolhidas. A operação é uma primeira medida que surgiu após a assinatura do acordo de cooperação técnica firmado entre o Exército e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em novembro. Para o Exército, o acordo consiste em intensificar o recebimento de armas de fogo que já não são mais úteis aos processos dos Tribunais de Justiça, e que não tenham sido destinadas à doação para os órgãos de segurança pública ou para as Forças Armadas. O objetivo, ainda segundo o Exército, é destruir os artefatos para impedir que retornem ao crime organizado ou para pessoas sem autorização. Após o recebimento das armas, é feito o procedimento de pré-destruição em prensa hidráulica. O processo total acontece a partir do acúmulo das armas, sob a supervisão e a fiscalização dos integrantes do Sistema de Fiscalização de Produtos Controlados (SisFPC) da 6ª Região Militar. Em seguida, as armas pré-destruídas são lançadas à fornalha de cobre de alta temperatura.


VOLTAR