Mais de um milhão de pessoas sofrem com doença de chagas » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 25-01-2020 » Mau tempo | Sobe para 33 o número de pessoas mortas por chuvas em Minas Gerais 25-01-2020 » Rubro-Negro do Rio | Fla leva susto, mas marca no fim e vence Volta Redonda por 3 a 2 no Carioca 25-01-2020 » Atrito no Planalto | Moro deve ignorar fritura de Bolsonaro e manter agenda de exposição pública 25-01-2020 » Viagem do presidente | Comitiva com CEO da Taurus acompanha Bolsonaro na Índia 25-01-2020 » Educação | Governo federal recorre de decisão que suspende seleção do Sisu 25-01-2020 » Mercado automotivo | Ford Focus e mais: os 10 carros com maior depreciação em 2019 25-01-2020 » Relson Gracie, 66 anos | Filho de Helio Gracie é preso com skunk e óleo de maconha no RJ 25-01-2020 » Jornalista esportivo | Noronha teve almoços com ex-mulheres e amigos no fim da vida 25-01-2020 » Loteria | Mega-Sena: confira dezenas sorteadas para prêmio de R$ 41 mi 25-01-2020 » Como Nathalia Arcuri | Fórum Econômico levou blogueiros a Davos para ficar mais 'pop' 25-01-2020 » Alerta na saúde | Número de mortos por coronavírus na China chega a 42 25-01-2020 » Um ano da tragédia | Filha de funcionário mais antigo da Vale em Brumadinho doa indenização a igreja 25-01-2020 » No Caldeirão do Huck | Léo Santana faz versão do viral A Gata e o Xereré e recebe cantor 25-01-2020 » Contém spoiler! | Netflix deu fim confuso para Sabrina 3 25-01-2020 » Ex-nº 1 do Brasil | Banido do tênis: Defesa de Feijão diz que vai recorrer 25-01-2020 » Denunciado após vazamentos | Presumi que seria muito parecido com a história de Snowden, diz Glenn a NYT 25-01-2020 » Falha na transparência | Governo divulga dados errados sobre pensões e omite militares e BC 25-01-2020 » Folia já começou | 'Mulheres, se joguem no Carnaval!', diz Anitta antes de show em São Paulo 25-01-2020 » Cortejo modernista | Bloco Pagu dá início ao pré-carnaval de SP em frente ao Teatro Municipal 25-01-2020 » Tenta ser vegana | Anitta diz que em 2019 foi "só 4 vezes" a churrascarias
Publicidade
8 de outubro de 2019

Mais de um milhão de pessoas sofrem com doença de chagas

Foto: Ilustração

Mal-estar, acompanhado de febre e dor nos gânglios. Esses são alguns dos sintomas da doença de Chagas. Os sintomas podem mudar e nem sempre são perceptíveis, o que dificulta o diagnóstico da doença. De acordo com a mais recente edição do Boletim Epidemiológico da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), a estimativa é de que exista no Brasil mais de um milhão de pessoas vivendo com essa infecção, que é provocada por um protozoário parasita de nome Trypanosoma cruzi e cuja transmissão ocorre pelas fezes do inseto triatoma, popularmente conhecido como barbeiro. Segundo o levantamento mais recente da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), enviado à reportagem, somente este ano 266 pessoas morreram vítimas da doença, sendo 48 em Salvador. Em todo o ano de 2018, o número foi ainda maior: 581 mortes na Bahia, sendo 123 destas registradas em Salvador. A transmissão oral da doença, conforme consta no boletim da SVS, ocorre de forma acidental. Geralmente, pela ingestão de alimentos contaminados pelo próprio vetor infectado macerado e ingerido juntamente com os alimentos. Os surtos da doença, que acomete principalmente adultos e jovens, quase sempre está ligado a esse tipo de transmissão. “Atualmente, a forma de transmissão oral é a mais incidente, porém observa-se também a continuidade de registros de casos por transmissão vetorial nos últimos anos, sugerindo a ocupação do nicho deixado pelo Triatoma infestans, principal espécie vetora, por outras espécies de triatomíneos de importância epidemiológica. Ressalta-se que em 2006, a Organização Panamericana da Saúde concedeu ao Brasil a certificação de livre transmissão da doença pelo T. Infestans”, diz a pesquisa. Tendo em vista que a contaminação dos alimentos é um dos principais fatores de transmissão oral, o boletim aponta a necessidade de ampliar as ações de vigilância em saúde, “incorporando o acesso à rede de atenção à saúde para diagnóstico e tratamento dos casos identificados na fase crônica, considerando que menos de 1% das pessoas estimadas na forma indeterminada são tratadas”. Também são formas de transmissão a transfusão de sangue. No caso de gravidez, a mãe pode transmitir para o bebê. Também já foi identificado, no Brasil, caso de infecção transmitida por via oral a pessoas que tomaram caldo de cana. Mais informações sobre a doença, como formas de tratamento, constam no site do Ministério da Saúde.


VOLTAR