Manobra na Câmara para ajudar Cunha teve dedo de Wagner, diz jornal » Rede Acontece
Últimas
19-07-2018 » 'Não me entrego' | Com câncer, Ana Furtado diz: 'Decido todo dia por viver' 19-07-2018 » Vale ver de novo? | Veja as novelas recordistas em reprises na TV 19-07-2018 » Ex de Chay | Após fim de noivado, Laura mostra clique nua 19-07-2018 » Em novo ramo | Ronaldinho cria própria criptomoeda e inicia pré-venda 19-07-2018 » Brasileiro | São Paulo vence Flamengo e vira vice-líder; veja o gol 19-07-2018 » Mercado de trabalho | Site permite fazer currículo em pequeno vídeo e saber se foi visto 19-07-2018 » Em Itaquera | Corinthians bate Botafogo e encerra série negativa 19-07-2018 » Bola aérea letal garantiu vitória | Grêmio vence o Atlético-MG por 2 a 0 na volta do Brasileirão; assista aos gols 19-07-2018 » Nova denúncia contra o médico | Estudante diz que 'Dr. Bumbum' usou silicone industrial em seu glúteo 19-07-2018 » Como mudar um psicopata? | Especialistas tentam elaborar terapias para infratores violentos reincidentes 19-07-2018 » UOL Confere falas do governador | Márcio França erra ao citar dados do ensino superior paulista no Roda Viva 19-07-2018 » Mais sensíveis ao estresse | Como a depressão na gravidez afeta a saúde e o comportamento dos bebês 19-07-2018 » Ex-presidente preso | TSE nega pedido para declarar Lula inelegível já 19-07-2018 » Mais uma mudança de discurso | Putin seria o responsável por interferência na eleição, diz Trump 19-07-2018 » Pré-candidato do partido | PDT pede ponderação a Ciro e se preocupa com impacto de xingamento 19-07-2018 » Crime no interior de SP | Trio matou Vitória ciente de que ela não era o alvo, diz Promotoria 19-07-2018 » Médico está foragido | 'Dr. Bumbum' se entregará após negociar com polícia, diz defesa 18-07-2018 » Sífilis, herpes, HPV e mais | Sexo oral desprotegido também pode transmitir doenças; veja quais 18-07-2018 » Após Copa do Mundo | Refugiados creem que título francês abre porta a africanos na Europa 18-07-2018 » Sadovski | Coringa de Ledger pode ser arruinado pela nova versão do vilão?
Publicidade
supermercado centrel lab laboratorio centro medico sao gabriel intersorft clinica master grafica bandeirante
21 de novembro de 2015

Manobra na Câmara para ajudar Cunha teve dedo de Wagner, diz jornal

FOTO: BRUMADO ACONTECE

FOTO: BRUMADO ACONTECE

O ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, se reuniu com um grupo de líderes da base na noite de quarta-feira (18), em seu gabinete, para negociar o apoio do governo ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB). A informação é do jornal O Globo. Partiu de dentro do Palácio do Planalto um pedido para que três deputados do PT com assento no Conselho de Ética se ausentassem da reunião desta quinta (19) no colegiado, ajudando na operação de salvamento de Cunha. Os parlamentares que se reuniram com o ex-governador da Bahia foram Sibá Machado (PT-AC), Maurício Quintella Lessa (PR-AL), André Moura (PSC-SE), e Jovair Arantes (PTB-GO). Segundo o diário fluminense, durante a reunião, Wagner telefonou aos deputados Léo de Brito (AC), Zé Geraldo (PA), e Valmir Prascidelli (SP), pedindo que não comparecessem a sessão no dia seguinte. Brito viajou para o Acre, mas Zé Geraldo e Prascidelli se recusaram a faltar ao Conselho, alegando serem publicamente favoráveis à cassação de Cunha. No entanto, aceitaram a contraproposta feita pelo ministro de somente comparecerem se houvesse quórum, o que acabou ocorrendo. Segundo relato de um dos participantes, a reunião ocorreu no Palácio por volta das 22h. Os líderes defenderam junto a Wagner o apoio a uma pena alternativa a Cunha. Em vez da cassação, a suspensão temporária do exercício do mandato. Com isso, o peemedebista ficaria impedido de presidir a Câmara, relatar projetos, entre outras funções burocráticas, por um prazo de até seis meses. Wagner negou a informação. O ministro informou que não ligou para nenhum deputado do PT com assento no Conselho de Ética para pedir que se ausentassem da reunião e disse, por meio de nota, que se reuniu com os líderes da base às 18h para tratar da votação dos vetos. Wagner afirmou ter saído do Planalto às 21h30. “Não liguei para ninguém. Não é verdade. Conversei com líderes do governo sobre votações de vetos”, disse Wagner por meio de sua assessoria”. Depois de deixarem o plenário da Câmara revoltados com a manobra de Cunha para impedir o trabalho do Conselho de Ética, parlamentares de diversos partidos – entre eles PT, PSDB, DEM, PDT, PROS, PR, Rede, PSOL e PCdoB – caminharam, aos gritos de “basta” e “Fora, Cunha”, na tarde desta quinta, até o plenário do Conselho de Ética da Casa.


VOLTAR