Mastercard quer crescer acima do mercado de cartões e manter liderança » Rede Acontece
Últimas
21-02-2019 » Audiência no Senado | Damares critica ativismo e rebate ministro do STF sobre questão de gênero 21-02-2019 » Desastre em Brumadinho (MG) | Bombeiros acham almoxarifado soterrado; há indícios de corpos 21-02-2019 » Texto entregue ao Congresso | Oposição tranca pauta na Câmara em protesto à reforma da Previdência 21-02-2019 » Marcelo Antônio, do Turismo | Ministro pede para STF suspender apuração de laranjas do PSL em MG 21-02-2019 » Tema em discussão no STF | Fachin defende criminalizar homofobia e aplicar Lei de Racismo 21-02-2019 » Crise no país vizinho | Nicolás Maduro manda fechar a fronteira da Venezuela com o Brasil 21-02-2019 » Impasse | Sem acerto, direção do Corinthians se irrita com postura de Romero 21-02-2019 » Novo smartphone | Confira sete novidades do Galaxy S10 da Samsung 21-02-2019 » Caso tríplex | Ministro do STF nega mais um pedido de liberdade a Lula 21-02-2019 » SUV 'acupêzado' | Renault Arkana é registrado no Brasil e deve sair até 2021 21-02-2019 » Impasse continua | Globo aceita exibir parceiros da Conmebol apenas na TV paga 21-02-2019 » Caso Daniel | Audiência tem risada de réu e acenos da família Brittes; advogado faz críticas 21-02-2019 » Em São Bernardo | Governo de SP diz que buscará comprador para fábrica da Ford 21-02-2019 » Antimusa do Carnaval | Lívia Andrade rejeita ser 'certinha': 'Empoderada? Minha vida me fez assim' 21-02-2019 » Mulheres em profissões 'invisíveis' | 'Se some algo, sempre suspeitam de quem faz a limpeza'; leia relatos 21-02-2019 » Buscas continuam em Brumadinho | 'Quanto mais tempo passa, mais difícil', diz bombeiro símbolo de MG
Publicidade
6 de dezembro de 2018

Mastercard quer crescer acima do mercado de cartões e manter liderança

Foto Rede Acontece

Depois de galgar a liderança do mercado brasileiro de cartões pela primeira vez desde que desembarcou com seu primeiro escritório no País, há 22 anos, a Mastercard espera crescer acima do segmento e se manter no primeiro lugar, de acordo com o presidente da companhia, João Pedro Paro Neto. “Queremos crescer e manter a liderança. Mais do que ter a liderança, queremos crescer acima do mercado, trazer novos fluxos, fazer o mercado acontecer”, disse ele, a jornalistas, nesta tarde de quinta-feira, 6.

Na mira da Mastercard, segundo o executivo, está o segmento de transportes. A companhia mira expandir para mais regiões, conforme ele, o pagamento por aproximação. Atualmente, a Mastercard já opera no setor de transporte com esta tecnologia em Belo Horizonte, Porto Alegre, Jundiaí, Rio de Janeiro e Brasília, onde tem a maior operação.

“Queremos avançar nesta agenda em 2019, contaminar o Brasil com pagamentos de aproximação no setor de transportes”, destacou Paro.

As oportunidades, conforme ele, são grandes. No sistema de ônibus, por exemplo, metade dos pagamentos ainda é feita com dinheiro.

Além disso, a participação de pagamentos por aproximação no Brasil, incluindo cartão, celular, meios vestíveis, ainda é baixa, de acordo com Paro, somando algumas milhões de transações. No Chile, segundo o executivo, esse segmento já representa 30% do todo apesar de ter sido implementado há um ano e meio. Há mercados, contudo, ainda maiores, como na Austrália, onde os pagamentos por aproximação chegam a 90% no setor de transporte local.

A parceria da Mastercard, segundo o presidente da companhia, se dá com as empresas de software que operam as catracas no sistema de transportes. Presente no Brasil há mais de duas décadas, a empresa conquistou a liderança do mercado de cartões no ano passado e se manteve neste posto. Não abre, contudo, sua fatia no País, segundo mercado mais importante para a companhia no mundo.


VOLTAR