Matemática ajuda médicos a prever risco de morte em cirurgia » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 18-06-2019 » MP das aéreas | Bolsonaro sanciona 100% de capital estrangeiro e veta bagagem gratuita 18-06-2019 » Substituto de Levy | Guedes escolhe Gustavo Montezano para assumir BNDES 18-06-2019 » Confisca bens de traficantes | Ao lado do casal Moro, Bolsonaro exalta ministro ao assinar nova MP 18-06-2019 » General Rêgo Barros | Porta-voz: Governo não terá pessoal que pôs país em 'situação catastrófica' 18-06-2019 » Casal tem 55 filhos | Polícia prende mais um filho de deputada que teve o marido assassinado no RJ 18-06-2019 » Diálogos da Lava Jato | Moraes: Vazamento 'a conta-gotas' não permite avaliar mensagens de Moro 18-06-2019 » Regras vão mudar | Veja quem terá aposentadoria de R$ 3.000 antes da reforma 18-06-2019 » Caso Neymar | Justiça emite mandado de busca e apreensão para celular de Najila 18-06-2019 » Em busca do tri | Chile goleia Japão por 4 a 0 em sua estreia na Copa América 18-06-2019 » Opinião - Stycer | Ao sugerir contradição de Moro, humor da Globo faz jornalismo 18-06-2019 » Nova resolução | Governo suspende exigência de aulas para pilotar 'cinquentinha' 18-06-2019 » Por caso Neymar | Mulher de Mauro Naves comenta punição: 'Não desejo nem a inimigo' 18-06-2019 » Resumo do dia | Repercussão de demissão de Levy, morte de pastor, padres casados e mais 18-06-2019 » Comunidades terapêuticas | Governo financia entidades acusadas de maus-tratos a dependentes químicos 18-06-2019 » Copa América | Seleção se preocupa com 'surpresa' Venezuela e esconde a escalação 18-06-2019 » Suposto racismo | Mensagem está fora de contexto, diz Paulo Betti sobre processo de Milton Gonçalves 18-06-2019 » Prós e contras da versão Trailhawk | Novo Renegade custa R$ 140 mil; vale investir para jogá-lo na lama? 18-06-2019 » O pesadelo de Jan Broberg | 'Pedófilo disse que aliens matariam minha família se revelasse estupros' 18-06-2019 » De princesa Diana a dramática coleção | A estilista por trás do vestido de noiva mais famoso da história 17-06-2019 » Com dívidas de R$ 98,5 bi | Odebrecht entra com maior pedido de recuperação judicial da história do país
Publicidade
6 de outubro de 2018

Matemática ajuda médicos a prever risco de morte em cirurgia

Foto Reprodução

Pesquisadores ligados ao Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da USP (Incor), à Universidade de Coimbra (Portugal) e ao Impa (Instituto de Matemática Pura e Aplicada), no Rio, elaboraram uma calculadora que ajuda médicos a prever risco de morte em cirurgia.

Com base em dados de quase 3 mil pacientes operados entre 2010 e 2015, chegou-se a conclusão de que os fatores que mais interferem na chance de sucesso da cirurgia são o tamanho do átrio esquerdo (uma das cavidades do coração), o nível de creatinina (metabólito presente no sangue cujo nível aumenta quando há problemas renais), a realização de procedimentos anteriores nas válvulas cardíacas e a presença de hipertensão pulmonar.

Segundo informações da Folha, Omar Mejia, cirurgião do InCor responsável pela unidade cirúrgica de qualidade e segurança da instituição e um dos autores do estudo, explica que a febre reumática e a cardiopatia reumática têm origem em infecções, como a de garganta, que não foram bem resolvidas.

Ao combater as bactérias, as células do sistema imunológico formam complexos que se depositam nas válvulas cardíacas, que passam a sofrer agressões do organismo, acumulando lesões e perdendo função.

A doença é mais prevalente em países subdesenvolvidos, por causa da maior dificuldade de acesso ao tratamento adequado com antibióticos. No mundo, estima-se que 300 mil novos casos surjam a cada ano e que 200 mil pessoas morram todo ano por causa da doença.

Quando o caso é cirúrgico —e a origem é reumática —, a reparação das válvulas (plástica valvar) é o tratamento ideal, mas também o mais difícil. As válvulas podem ainda ser substituídas por próteses biológicas ou metálicas.

Ao estabelecer uma maneira eficaz de medir o risco da operação, é possível tomar decisões mais conscientes como antecipar uma cirurgia para aproveitar condições favoráveis ou mesmo não realizá-la, dado o risco de o paciente morrer no procedimento.


VOLTAR