Mensagens explicam como Geddel Vieira Lima atuou para a OAS » Rede Acontece
Últimas
21-08-2018 » Cotação em alta | Mercado especula com eleição, e dólar opera perto de R$ 3,97 21-08-2018 » Ex-presidente é candidato | Para acelerar caso Lula, Barroso pode abrir mão de prazos no TSE 21-08-2018 » Chove, mas continua seco | Imagens de satélite mostram que estiagem impera na maioria do NE 21-08-2018 » Uma alternativa pouco conhecida | Não tem fiador? Título de capitalização pode servir para garantir aluguel 21-08-2018 » Ideia é repetir Donald Trump | Bolsonaro diz que cometeu ato falho e que jamais pensou em sair da ONU 21-08-2018 » O craque de 13 patrocinadores | Por contrato, Neymar destina 85% do lucro com publicidade aos pais 21-08-2018 » Nova Blazer, Argo 'Cross' e mais | Confira os carros que serão lançados no Salão de São Paulo 2018 21-08-2018 » Jornalismo | Morre aos 61 anos Otavio Frias Filho, diretor de Redação da Folha 21-08-2018 » Pesquisa Ibope | Suplicy tem 28%, Covas, 17%, e Olimpio, 15% para Senado em SP 21-08-2018 » Caso Letícia Almeida | Ex-cunhada fala sobre traição de atriz e cita perdão 21-08-2018 » TV cita 'renovação' | Domingão do Faustão tem cinco bailarinas demitidas 21-08-2018 » Após oito anos | Narrador do SporTV é dispensado: 'Fui pego de surpresa' 21-08-2018 » Reality volta hoje | 5 participantes que se rebelaram contra o MasterChef 21-08-2018 » Pirâmide de sucessos | Como Goiânia virou o mais importante mercado do sertanejo 21-08-2018 » Multa e saída gratuita | Leila fala em prejuízo de R$ 100 mi com Barrios no Palmeiras 21-08-2018 » Seu corpo | Por que sentimos mais fome quando está frio? 21-08-2018 » Guerra contra a hora extra | Japão está pedindo que trabalhadores tirem uma manhã de 2ª de folga 21-08-2018 » Luto além do jornalismo | Como dramaturgo, Otavio teve sucessos e fracassos 21-08-2018 » Trajetória | Otavio esteve à frente da campanha pelas Diretas Já 21-08-2018 » Refrigerante importado? | Sem subsídio na Zona Franca, Coca-Cola ameaça deixar Brasil
Publicidade
intersorft lab laboratorio centro medico sao gabriel clinica master
20 de janeiro de 2016

Mensagens explicam como Geddel Vieira Lima atuou para a OAS

Foto: Urandi Acontece

Foto: Urandi Acontece

Nas mensagens existem menções a 29 políticos. Geddel é presidente do PMDB na Bahia e um dos defensores do afastamento de Dilma Rousseff. O ex-vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa e ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) atuou no banco, na Secretaria da Aviação Civil da Presidência e, ainda, junto à prefeitura de Salvador com o objetivo de atender a diferentes interesses da construtora OAS. De acordo com reportagem do jornal O Globo, ele pediu recursos à empreiteira para financiar campanhas de aliados políticos no interior da Bahia e, também, para sua própria candidatura ao Senado em 2014. A reportagem apurou que Geddel também foi em busca de um emprego na OAS, conversando com um diretor da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). Em mensagens com Léo Pinheiro, então presidente da OAS, Geddel escreveu coisas como “a solução nos contempla” (a respeito do aumento das chances da OAS de participar de concessões de aeroportos). A relação de Geddel com Pinheiro é descrita em detalhes em um relatório da Polícia Federal.Conforme apuração de O Globo, o documento da PF explica que as mensagens de celular foram descobertas em dois celulares do empreiteiro apreendidos num mandado de busca. Nas mensagens existem menções a 29 políticos. Geddel é presidente do PMDB na Bahia e um dos defensores do afastamento de Dilma Rousseff. No relatório, a PF afirma: “Geddel aparece em algumas oportunidades solicitando valores para Léo Pinheiro, em especial relacionado ao termo ‘eleição’ e outros apoios. Já Léo Pinheiro demonstra ver em Geddel um agente político que pode ajudar na relação da OAS com órgãos e bancos (Caixa, por exemplo)”.


Tags:
VOLTAR