Mesmo sem 'excesso de velocidade', processo de impeachment 'não se sustenta', diz Alencar » Rede Acontece
Últimas
19-12-2018 » Política internacional | Bolsonaro critica pacto de migração: Vida na França ficou 'insuportável' 19-12-2018 » Após polêmica | Imagens sacras ficarão no Alvorada, diz Bolsonaro 19-12-2018 » Inclui Sesc e Sesi | O que é o sistema S e por que sua verba causa polêmica 19-12-2018 » Impacto R$ 9,5 mi ao ano | CNJ recria auxílio-moradia a parte dos juízes mesmo com gastos acima do teto 19-12-2018 » Comentou caso João de Deus | Para líder de vítimas de padres, relação com Deus é disfarce para abusadores 19-12-2018 » Fique ligado | Empresas têm até amanhã para pagar 2ª parcela do 13º; veja se tem direito 19-12-2018 » MP abriu mercado de aviação | Chegada de estrangeiros não vai baratear passagem área, dizem analistas 19-12-2018 » Decisão está a cargo do STJ | Governo de SP quer criminalizar dívida de ICMS de 16 mil empresários 19-12-2018 » Contas públicas | Estatais de saúde e pesquisa são as que mais gastam dinheiro público 19-12-2018 » Pedido do juiz Bretas | Iate de luxo de Eike Batista é vendido em leilão por R$ 14,4 mi 19-12-2018 » Presente da fábrica | Dona anda no mesmo Fusca desde 1967... e ganhou restauração 19-12-2018 » Tome cuidado | 10 dicas para evitar problemas no carro com as chuvas de verão 19-12-2018 » A pedido da CBF | Globo oficializa horário das 21h30 para jogos de futebol em 2019 19-12-2018 » Copa da Liga Francesa | Sem Neymar, PSG bate Orléans por 2 a 1 e leva vaga para as quartas 18-12-2018 » Como os relatos contra João de Deus | Por que lei pode dificultar processar casos ocorridos há mais de 6 meses 18-12-2018 » Medida de segurança | Protesto de madeireiros obriga Ibama a fugir de cidade do Amazonas 18-12-2018 » Lobby das bombas de insulina | Justiça paulista favorece fabricante em decisões evolvendo diabéticos
Publicidade
22 de março de 2016

Mesmo sem ‘excesso de velocidade’, processo de impeachment ‘não se sustenta’, diz Alencar

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

Após comparar a atuação dos colegiados que estão à frente do processo de impeachment e do processo contra Eduardo Cunha no Conselho de Ética, o líder do Psol na Casa, Chico Alencar (RJ), afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias, que a diferença de desempenho se deve ao estrito cumprimento dos prazos regimentais. “Eu não diria que há excesso de velocidade lá [na Comissão do Impeachment], mas no que se refere à Comissão do Impeachment, Cunha age, como presidente da Câmara, que ainda ilicitamente é, dentro dos prazos todos, não há nenhuma protelação. A eleição da comissão especial, tão logo o Supremo confirmou o rito, foi feita, o prazo já está correndo, enfim: lá é o ritmo regimental de quem não quer protelar”, definiu. “Aqui ele orienta sua tropa de choque para fazer toda sorte de protelação, inclusive esvaziar o quórum”, completou.Para Alencar, o pedido de impeachment “não se sustenta”. “Nos termos em que está, de pedaladas fiscais e atos orçamentários, não se sustenta. Por isso que estavam tentando agregar a delação de Delcídio. No fundo vai ser um julgamento meramente político, não jurídico”, argumentou. No início da tarde desta terça, o colegiado decidiu não considerar os novos documentos referentes à delação do senador Delcídio do Amaral, que cita a presidente Dilma Rousseff. Apesar de não ver estofo no pedido de impedimento, o parlamentar considera que “há estelionato eleitoral dos dois lados” e que o rumo do governo, até então, “é rigorosamente aquele do PSDB”. “A Dilma eleita não fez o que proclamava em campanha e o PSDB, na oposição, passou a negar propostas da Dilma, que eram aquelas que Aécio apresentou”, avalia.


VOLTAR