Mortes em estradas federais caem 19% no carnaval deste ano » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 22-07-2019 » Desmatamento no Brasil | Bolsonaro quer embargar dados do Inpe para não ser 'pego de calças curtas' 22-07-2019 » 23 mortos em Osasco em 2013 | PMs condenados por maior chacina de SP são expulsos às vésperas de recurso 22-07-2019 » Sucessão de escândalos e intrigas | Cidade de Alagoas tem os prefeitos afastados desde 2000 por corrupção 22-07-2019 » De Uno a Ford Ka | PitsTop: veja cinco carros que serão futuros clássicos nacionais 22-07-2019 » Minha História | Esquiva relembra: Me disseram 'entregue a droga, não é para você' 22-07-2019 » Projeto de Moro | 'Há uma má vontade com o pacote anticrime', diz relator na Câmara 22-07-2019 » Ela tinha 24 anos | Ex-noivo de Alinne Araújo fala sobre morte dela: 'Tentei de tudo' 22-07-2019 » Confira os modelos | Chevrolet faz recall de Cruze, Tracker e Sonic por falha em airbag 22-07-2019 » Jogador foi ao SBT | Análise: Silvio entra na operação de limpeza da imagem de Neymar 22-07-2019 » Torneio de clubes | Falhas na Copa América deixam Brasil longe do Mundial-2021 22-07-2019 » Aeroporto no estado | Governador da BA não irá a inauguração por atritos com Bolsonaro 22-07-2019 » Tabela do frete | Após governo recuar, caminhoneiros prometem extinguir grupos sobre greve 22-07-2019 » Decreto publicado hoje | Bolsonaro após redução em órgãos: 'Não podemos ficar reféns de conselhos' 22-07-2019 » Desigualdade global | Afetados pela globalização perdem status e se rendem ao populismo na Europa 22-07-2019 » Novo congelamento de gastos | Governo anuncia bloqueio de R$ 1,44 bi e não detalha em que pasta 22-07-2019 » Em 6 meses de governo | 4 em 10 dizem que Bolsonaro não fez nada de positivo, aponta Datafolha 22-07-2019 » Violência após o Gre-Nal | Clubismo é fascismo? Cachecol de colorada agressora gera confusão e debate 22-07-2019 » Reinaldo Azevedo | Moro e Deltan, os valentões, fogem do caso Flávio 22-07-2019 » Pellegrino/Miklos | Tabata Amaral não é Alexandria Ocasio-Cortez 22-07-2019 » Flávio Ricco | Fim do horário de verão irá mexer com ibope?
Publicidade
8 de março de 2019

Mortes em estradas federais caem 19% no carnaval deste ano

Foto Leitor Rede Acontece

Balanço da Operação Carnaval deste ano nas estradas federais do país, divulgado na última quinta-feria (7) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), mostra que houve redução no número de mortos, de acidentes, de feridos e ultrapassagens perigosas. Houve queda de 19% nas mortes nas rodovias federais do país de 1ª a 6 de março, na comparação com o número registrado na Operação Carnaval do ano passado. Ao todo, 83 pessoas morreram. Em 2018, foram 103 mortes. O número de acidentes diminuiu 24% em relação a 2018, passando de 1.518 no carnaval passado para 1.157 neste ano. Dados da PRF mostraram também que teve queda de 22% nas ultrapassagens irregulares. Os acidentes deixaram 1.464 feridos, o que representa redução de 7% em relação ao total de 1.569 pessoas feridas no carnaval passado. Os agentes da PRF fiscalizaram 185.741 veículos, resultando em 63.313 autos de infração. Foram registrados 8.542 flagrantes de ultrapassagens indevidas, que, segundo a polícia, estão entre as principais causas de colisões frontais. Ainda em relação a flagrantes, houve 5.206 autuações por falta do uso de cinto de segurança, número 13% maior que no ano anterior. Ao todo, 68.153 motoristas foram submetidos aos testes de bafômetro que resultaram em 1.959 autuações por embriaguez ao volante neste ano. No ano anterior, foram feitos 52.585 testes que resultaram em 1.629 multas. A PRF registrou 1.040 pessoas pilotando motocicletas sem o uso de capacete, além de 846 crianças transportadas sem os cuidados necessários, o que corresponde a um crescimento de 44% e 16%, respectivamente, em relação ao ano passado.


VOLTAR