MP-BA abre inquérito contra Coelba após companhia encerrar convênio com casas lotéricas » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 08-08-2020 » Andreza Delgado | Castanhari cumpre papel de instigar o conhecimento 08-08-2020 » José Simão | Era pra acabar com a mamata, não com a mata! 08-08-2020 » Julio Abramczyk | A ciência e a pandemia da covid-19 08-08-2020 » Clodoaldo Silva | Tentando voltar à normalidade 08-08-2020 » Katia Rubio | Corte no Bolsa Atleta afeta milhares de jovens 08-08-2020 » Reinaldo Azevedo | Os vazamentos e o papel da imprensa 08-08-2020 » Fernando Haddad | O julgamento de suspeição de Moro 08-08-2020 » Beatriz Resende | Grupo de risco: a idade como desqualificação 08-08-2020 » Menon | Diniz tem chance de ouro de deslanchar 08-08-2020 » Claudia Costin | Habilidades e conhecimentos na formação 08-08-2020 » Julianna Sofia | Bolsonaro vira refém do auxílio emergencial 08-08-2020 » B. Boghossian | Não será fácil Moro preservar capital político 08-08-2020 » Balaio do Kotscho | Por que Fachin queria tanto ficar na vaga de Teori 08-08-2020 » Dibradoras | O gol inesquecível da Maurine para o Brasil 08-08-2020 » André Santana | Arte negra de educar: 'Frozen' e Yemanjá 08-08-2020 » Nelson Barbosa | Taxa real de juro vem caindo desde os anos 1990 08-08-2020 » M. M. Izidoro | Como nós precisamos cuidar do mundo 08-08-2020 » Sakamoto | Dois entregadores negros e o mesmo racismo 08-08-2020 » Caio Magri | 'Vamos tocar a vida' e as 100 mil vidas perdidas 08-08-2020 » Mari Rodrigues | LGBTI+ são protagonistas de suas histórias
Publicidade
10 de julho de 2018

MP-BA abre inquérito contra Coelba após companhia encerrar convênio com casas lotéricas

Foto Divulgação

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) instaurou um inquérito civil para apurar a representação apresentada pelo Sindicato dos Lotéricos e Correspondentes Bancários do Estado da Bahia (Sinsloba) contra a Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba). O sindicato afirma que a companhia não possui rede de atendimento suficiente para que a população possa efetivar os pagamentos das faturas. Segundo a portaria de instauração do inquérito, o sindicato argumenta que a sociedade sofreu prejuízos materiais e morais com o fim do convênio da Coelba com a Caixa Econômica Federal, que permitia o pagamento das faturas em casas lotéricas. De acordo com a medida instaurada pela 4ª Promotoria de Justiça do Consumidor, por meio da promotora Joseane Suzart Lopes da Silva, dentre os “exíguos estabelecimentos” em que é possível realizar o pagamento de contas, em parte deles, somente estaria sendo possível realizar a quitação através de cartão de crédito, não sendo aceito dinheiro em espécie.
A promotora de Justiça determinou notificação ao Procon-BA e Codecon para saber se há outras denúncias com o mesmo conteúdo. Joseane Suzart também solicitou uma pesquisa ao site Reclame Aqui, no intuito de coletar possíveis relatos de problemas como o protocolado pelo Sinsloba.

O MP-BA deu um prazo de 20 dias úteis para que sejam notificadas a Coelba, o Conselho de Consumidores de Energia da Coelba e a Caixa Econômica Federal. O mesmo prazo foi dado para que apresentem pronunciamento sobre o caso os seguintes órgãos: Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra), Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicação da Bahia (Agerba) e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).


VOLTAR