MP-BA pede afastamento de edil suspeito de contratar empregada com verba pública » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 16-07-2019 » Cúpula na Argentina | Araújo chama Venezuela de pedra no caminho do Mercosul 16-07-2019 » Hospital e advogados | Justiça penhora salário de Luxa para pagar credores de Marcelinho 16-07-2019 » Tomou posse hoje | BNDES vai vender R$ 100 bi em fatias de empresas, diz presidente do banco 16-07-2019 » Não me perturbe | Em 12 horas, 240 mil consumidores bloqueiam ligações de telemarketing 16-07-2019 » Muitas opções... | Para onde Daniel Alves vai? Veja os possíveis destinos do lateral 16-07-2019 » A Divisão | Série do Globoplay parou tiroteio para ensaiar em morro no RJ 16-07-2019 » Registrou B.O. | 'Foi muito violento mesmo não sendo eu no vídeo', diz Paolla 16-07-2019 » Fique atento | Fraude pode causar cobrança indevida na sua aposentadoria 16-07-2019 » Vítima de crime | Brasileiro que fazia intercâmbio na China é encontrado morto 16-07-2019 » Quer voltar ao Barça | Neymar aceita viajar com PSG à China, mas insiste em saída 16-07-2019 » João P. Coutinho | Nem as histórias infantis escapam de hiperpolitização 16-07-2019 » Menon | Fluminense é sempre divertido; para os outros 16-07-2019 » Josias | Bolsonaro se aborrece com tom de Rodrigo Maia 16-07-2019 » Claudia Costin | Crianças merecem um presente e um futuro dignos 16-07-2019 » M. Cantuaria | Idealizar macho alfa não é tarefa para amadores 16-07-2019 » Ivan Marsiglia | O que striptease de Dallagnol tem a nos mostrar 16-07-2019 » Cláudia Collucci | Saúde pública deteriorada e sem recursos 16-07-2019 » Suzana H. Houzel | Por que é importante estudar doença rara? 16-07-2019 » Alvaro C. e Silva | Burle e os artistas que salvam a imagem do Brasil 16-07-2019 » Marcos Nogueira | A melhor pizza do mundo fica no Japão
Publicidade
16 de janeiro de 2019

MP-BA pede afastamento de edil suspeito de contratar empregada com verba pública

Foto Reprodução

O Ministério Público Estadual (MP-BA) pediu à Justiça que afaste imediatamente Anselmo Duarte Ambrozzi da Silva, conhecido com Anselmo Filho de Begu (DEM), do cargo de vereador em Madre de Deus. De acordo com uma denúncia apresentada pelo MP-BA, o edil é suspeito de utilizar verba da Câmara de Vereadores do Município para pagar o salário a uma mulher que prestava serviços domésticos na sua casa. Derrotado por um voto nas eleições da mesa diretora da Câmara, Anselmo também tinha alocado em gabinete um funcionário fantasma, ou seja, sem vínculo com a Câmara Municipal de Madre no seu gabinete. Nos anos de 2011, 2012, 2013 e 2017, a funcionária que atuava como empregada doméstica na residência do democrata aparece vinculada ao cargo comissionado recebendo remuneração líquida calculada em R$ 22.063,47. Em sua defesa na audiência com o MP, o denunciado alegou que a mulher identificada como Valquiria Souza Bonfim não possuía atribuição funcional definida e eventualmente comparecia a sua residência para “repassar informações” ao Vereador, assessorando-o. Contudo, além de funcionários da Câmara de Vereadores de Madre não reconhecerem Valquíria, uma visita do MP-BA ao prédio de Anselmo constatou que a mulher das 08 às 18h estava na casa dele. Diante dos indícios de improbidade administrativa, o Ministério Público da Bahia pediu o afastamento liminar do acionado e dos funcionários contratados por ele até o fim do processo. As promotoras Rita Tourinho e Célia Oliveira Boaventura acompanham o caso.


VOLTAR