MP-BA pede afastamento de edil suspeito de contratar empregada com verba pública » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 19-05-2019 » Ministro da Justiça | Indicação prematura de Moro ao STF abre debate sobre modelo de escolha 19-05-2019 » Último episódio vai ao ar hoje | O que Game of Thrones precisa responder no final 19-05-2019 » 24 horas de arte em SP | Virada Cultural: Anitta faz desfile de hits em Anhangabaú lotado 19-05-2019 » Líder do Brasileirão | Dudu mantém tradição e comanda Palmeiras em arrancada após Paulista 19-05-2019 » Coordenador na CBF | Juninho admite estudar eventual convite para vaga de Edu na seleção 19-05-2019 » Entrevista exclusiva | 'Padrão Globo é 90% fama e 10% dinheiro', diz Milton Neves 19-05-2019 » 'Seu primeiro projeto' | Lula está apaixonado e vai casar quando deixar prisão, diz ex-ministro 19-05-2019 » 0 a 0 pelo Brasileiro | SP pressiona, tem expulsão pelo VAR e fica no empate com o Bahia 19-05-2019 » PVC | Nenhum time se renovou tanto quanto o Brasil 19-05-2019 » Torres Freire | Congresso vai tentar isolar Bolsonaro 19-05-2019 » Flávio Ricco | Record mira profissionais da Band 19-05-2019 » R. A. Pereira | Idiotas úteis são o melhor tipo de idiota 19-05-2019 » Mauro Cezar | Abel, o problema do Fla é desempenho 19-05-2019 » Mariliz P. Jorge | Não fui criada para ir ao supermercado 19-05-2019 » Josias de Souza | 'Tática petista' de Bolsonaro inquieta aliados 19-05-2019 » Tostão | Neymar é a esperança de Brasil mais forte 19-05-2019 » F. Torres | No Brasil, a mudança se deu com os milicos 19-05-2019 » Mauricio Stycer | Nova temporada de O Mecanismo já nasceu velha 19-05-2019 » Clóvis Rossi | A Europa encara seus fantasmas 19-05-2019 » Paola Machado | Trocar hábitos é possivel. Que tal tentar?
Publicidade
INTERSORFT 100 MEGA
corretora de seguros
16 de janeiro de 2019

MP-BA pede afastamento de edil suspeito de contratar empregada com verba pública

Foto Reprodução

O Ministério Público Estadual (MP-BA) pediu à Justiça que afaste imediatamente Anselmo Duarte Ambrozzi da Silva, conhecido com Anselmo Filho de Begu (DEM), do cargo de vereador em Madre de Deus. De acordo com uma denúncia apresentada pelo MP-BA, o edil é suspeito de utilizar verba da Câmara de Vereadores do Município para pagar o salário a uma mulher que prestava serviços domésticos na sua casa. Derrotado por um voto nas eleições da mesa diretora da Câmara, Anselmo também tinha alocado em gabinete um funcionário fantasma, ou seja, sem vínculo com a Câmara Municipal de Madre no seu gabinete. Nos anos de 2011, 2012, 2013 e 2017, a funcionária que atuava como empregada doméstica na residência do democrata aparece vinculada ao cargo comissionado recebendo remuneração líquida calculada em R$ 22.063,47. Em sua defesa na audiência com o MP, o denunciado alegou que a mulher identificada como Valquiria Souza Bonfim não possuía atribuição funcional definida e eventualmente comparecia a sua residência para “repassar informações” ao Vereador, assessorando-o. Contudo, além de funcionários da Câmara de Vereadores de Madre não reconhecerem Valquíria, uma visita do MP-BA ao prédio de Anselmo constatou que a mulher das 08 às 18h estava na casa dele. Diante dos indícios de improbidade administrativa, o Ministério Público da Bahia pediu o afastamento liminar do acionado e dos funcionários contratados por ele até o fim do processo. As promotoras Rita Tourinho e Célia Oliveira Boaventura acompanham o caso.


VOLTAR