MPF diz que quase dez mil mortos receberam Bolsa Família em PE » Rede Acontece
Últimas
17-07-2018 » Briga de gigantes | Concorrentes: compare os jatos Embraer 195-E2 e Airbus A220-100 17-07-2018 » Onde Nascem os Fortes | Xavier: Trama é ótimo exemplo da mistura de série e novela 17-07-2018 » 'Bilhões de rublos' por água abaixo | Tempestades danificam estádio de Volgogrado, palco da Copa na Rússia 17-07-2018 » Não acredite em corrente da web | UOL Confere: Idosos não compram passagens aéreas com desconto 17-07-2018 » Equipe celeste está nas quartas | Com empate, Cruzeiro elimina Atlético-PR e pega o Santos na Copa do Brasil 17-07-2018 » Do Supremo para o Planalto | Com viagem de Temer, Cármen Lúcia assumirá Presidência por dois dias 17-07-2018 » Tecnologia ajuda, mas traz riscos | Embrulhar chave automática em papel alumínio? Especialistas recomendam 17-07-2018 » Copa do Brasil | Vasco vence por 2 a 0, mas Bahia passa às quartas 17-07-2018 » Desde 2015 | Congresso gasta mais de R$ 820 mi com despesa de parlamentar 17-07-2018 » Manifestação ao STF | PGR vê indícios de atos de Lindbergh pró-OAS 17-07-2018 » Ato da prefeitura | Pela 6ª vez, São Paulo prorroga seus contratos de ônibus 17-07-2018 » Veja o top 20 | Forbes divulga as celebridades mais bem pagas de 2018 17-07-2018 » 'Eu consegui' | 'Chegou a minha vez', diz Galisteu sobre novela global 17-07-2018 » Dentro do Vaticano | De surpresa, papa celebra casamento de brasileira 17-07-2018 » Homens e mulheres | 9 fatos para perder o medo do 'beijo grego' na preliminar 17-07-2018 » Com aparelho bucal | Ele vendia escova de dente em escola e hoje fatura R$ 197 milhões 17-07-2018 » A Rússia É Logo Ali | Menon: 'Brasil sempre tem uma desculpa quando perde' 16-07-2018 » Governo aprovou antecipação | Aposentados do INSS receberão 1ª parcela do 13º salário em agosto 16-07-2018 » Craque na berlinda | Diretor do PSG diz que Neymar ficará no time para próxima temporada 16-07-2018 » Prefeito do Rio sob investigação | Justiça bloqueia R$ 3,1 mi de bens de Crivella e outros 8 por fraudes na Pesca
Publicidade
grafica bandeirante lab laboratorio intersorft supermercado centrel centro medico sao gabriel clinica master
3 de junho de 2016

MPF diz que quase dez mil mortos receberam Bolsa Família em PE

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

O Ministério Público Federal (MPF) suspeita que a União pagou mais de R$ 16,7 milhões do Bolsa Família para quase dez mil mortos, entre 2013 a 2014, em Pernambuco. Com um repasse no valor de R$ 369,2 milhões, o órgão também aponta que Pernambuco é o segundo estado no ranking nacional em número de beneficiários investigados por não se enquadrar nos critérios do programa. E não para por aí. O Recife, de acordo com o MPF, ocupa o quinto lugar na relação de municípios que estão sob suspeita. O G1 entrou em contato com a Secretaria de Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Recife, mas ainda não obteve retorno. Procurada pela reportagem, a Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude do estado informou que não tem nenhum controle do Bolsa Família já que, segundo a pasta, cada município tem sua administração própria. E as irregularidades não param. Dos mais de R$ 4 bilhões pagos em Pernambuco, 89.658 mil servidores públicos receberam total de R$ 248,7 milhões do programa. Além disso, pouco mais de dois mil doadores de campanha ganharam R$ 6,5 milhões. O estado também contabiliza 45,538 mil empresários embolsando quase R$ 117 milhões. O órgão não informou quantas pessoas têm o direito de receber o benefício no estado. O ministério ressalta que o somatório dos valores não corresponde ao número total de irregularidades. Já que MPF identificou beneficiários com mais de um CPF cadastrado. Por isso, um mesmo beneficiário pode ser enquadrado como doador e servidor, por exemplo. Mesmo assim, de acordo com o MPF, não significa que eles tenham tido a iniciativa de fraudar o Bolsa Família, mas que não se enquadravam nos requisitos para receber o benefício. A capital pernambucana só perde para Salvador (BA), Brasília (DF), João Pessoa (PB), Manaus (AM) com mais pagamentos suspeitos. Contudo, o órgão não detalhou dados da fraude em cada município.
A suspeita teve início ao cruzar informações de beneficiários com dados da Receita, Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e Tribunais de Contas. Com isso, o MPF identificou pagamentos supostamente irregulares no valor de R$ 2,5 bilhões, no mesmo período, em todo território brasileiro. Ao todo, os repasses foram feitos para cerca de 1,4 milhão de pessoas.
Quem tem direito
O programa foi criado para, exclusivamente, para famílias que vivem em situação de pobreza e de extrema pobreza. Ou seja, com renda per capita abaixo de um salário mínimo por pessoa. Para esse cálculo, se faz a média dos salários dos membros das famílias. Para se candidatar a receber o programa, a família precisa se inscrever no Cadastro Único Ela ainda precusa estar com os dados atualizados há menos de 2 meses.


VOLTAR