'Não me misturo', diz ACM Neto ao se descolar de Temer e Geddel » Rede Acontece
Publicidade
7 de agosto de 2018

‘Não me misturo’, diz ACM Neto ao se descolar de Temer e Geddel

Foto Rede Acontece

O prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto, negou nesta segunda-feira (6) ter o presidente Michel Temer (MDB) como um “aliado”. Em entrevista ao programa Se Liga Bocão, da Itapoan FM, Neto afirmou que sua relação com o chefe do Palácio do Planalto se dá apenas quando pleiteia verbas federais para a capital baiana.

“Não me me misturo. Eu, como prefeito, tenho que buscar recursos. Eu tenho que ir a Brasilia, e continuarei indo, trazer recursos pra cidade. Mesmo não sendo aliado com Temer, eu vou lá e consigo trazer recursos. Cada um no seu cada qual”, respondeu o prefeito

Na conversa, Neto também negou ter atendido possíveis favores políticos de Temer — cujo índice de reprovação atualmente é de 82%, segundo o Datafolha.

“Nunca me pediu. Nunca dei espaço para nenhum pedido político. Se tivesse feito, nao seria atendido. Com Temer e com o PMDB [atual MDB] eu não tratei. Não estamos juntos na Bahia, não estamos juntos no Brasil”

Questionado sobre o fato de oposição usar Geddel Vieira Lima, pivô do caso dos R$ 51 milhões encontrados pela Polícia Federal, Neto diz que o ex-ministro também já participou de governos petistas.

“Geddel foi meu aliadao, como foi de Rui Costa como foi de Jaques Wagner. As supostas causaçoes que pseam contra ele remetema ao período em que Gedeel era ministro da Integraçao do govenro de Lula, vice-presiente da Caixa de Dilma o que eu tenho a ver com isso?”, minimiza.

“Se cometeu o crime, não interessa se é aliado, se é adversário, que pague o preço na Justiça. Eu não sou do PMDB. Eu não me chamo Geddel”, acrescentou.


VOLTAR