Número de ateus nos EUA se iguala pela 1ª vez ao de católicos e evangélicos » Rede Acontece
Últimas
20-04-2019 » Octa italiano | CR7 celebra título e diz que fica na Juventus: '1000% de certeza' 20-04-2019 » Decide Paulista contra o SP | Corinthians confirma desfalque de Junior Urso para final 20-04-2019 » Análise de especialistas | Inquérito de Toffoli deixa fraturas na relação do STF com os outros poderes 20-04-2019 » Funk de luto | MC Sapão é enterrado com presença de amigos, família e fãs 20-04-2019 » Um estranho no ninho | Senador sem partido há 3 anos relata 'desdém' de colegas 20-04-2019 » Revisão de vídeo é criticada | Árbitros admitem demora com VAR e pedem 'isolamento' de jogadores 20-04-2019 » Em teste no Brasil | Entenda o voucher, nova forma de pagamento do Uber 20-04-2019 » Em entrada de banco | Santos dá nova bicicleta para Sampaoli após outra ser furtada 20-04-2019 » Caso de 2018 | Justiça dos EUA manda prender lutador Ralph Gracie por agressão 20-04-2019 » No Arpoador | Turista tem celular roubado enquanto fazia selfie no Rio; veja 20-04-2019 » Tragédia em Brumadinho (MG) | Polícia tira 5 nomes e lista de desaparecidos cai a 41 20-04-2019 » Ameaçam parar dia 29 | 'Governo molha lenha seca na gasolina e joga na fogueira', diz líder de caminhoneiros 20-04-2019 » Atualizou rotas afetadas | Em crise, Avianca cancela mais de 1.300 voos até o dia 28 20-04-2019 » Nova Previdência tramita no Congresso | Pela reforma, governo prepara compensação previdenciária a estados 20-04-2019 » Histórias engraçadas e emocionantes | 'Já fui parar no hospital por causa da Xuxa', o relato de uma repórter 20-04-2019 » Alimentação saudável | Brócolis tem proteína? Conheça o top 10 dos legumes e verduras 20-04-2019 » UOL Confere | É falsa mensagem nas redes que diz que Moro pediu o fim do IPVA
Publicidade
corretora de seguros
INTERSORFT 100 MEGA
15 de abril de 2019

Número de ateus nos EUA se iguala pela 1ª vez ao de católicos e evangélicos

Foto Rede Acontece

Pesquisa feita pelo professor e cientista político Ryan Burge, da Eastern Illinois University, mostra 1 embate estatístico entre católicos, evangélicos e ateus nos Estados Unidos. Segundo a pesquisa General Social Service, o número de indivíduos sem religião (23,1%) encostou no de evangélicos (22,8%) e de católicos (23%). Mais de 2.000 pessoas foram entrevistadas pessoalmente para a realização do levantamento. Segundo Burge, a diferença entre evangélicos, católicos e sem religião configura 1 empate estatístico –está dentro da margem de erro da pesquisa. Os religious none, como são chamados os que não possuem religião, são 1 grupo que somam ateus, agnósticos, espirituais e os que não possuem designação para sua crença. Existe 1 ponto em comum entre eles: rejeitam a “religião organizada”. Em entrevista à rede CNN, Burge afirmou que o resultado da pesquisa foi inesperado. “É a 1ª vez que vemos isso. As mesmas perguntas tem sido feitas há 44 anos”. Segundo o pesquisador, os “sem religião” começaram a crescer no início dos anos 90 e, desde 1991, aumentaram em 266%. O cientista político diz também que a proporção de católicos caiu 3 pontos percentuais nos últimos 4 anos. O cientista político também abordou o crescimento das religiões em nível educacional. O que Burge afirma é que faltam evidências que conectem o nível de instrução das pessoas (possuem ensino completo ou pós-graduação, por exemplo) com a assiduidade em atividades religiosas. O pesquisador também mostra que pessoas com pós-graduação são justamente os menos propensos a declarar que não possuem religião em comparação aos menos instruídos. Em artigo para o site Religion in Public, Burge aborda a relação entre religião e voto. A descoberta foi que a maioria dos cristãos tendem a acreditar mais em ideais republicanos; os evangélicos, em particular, mostram maior inclinação pelo atual presidente dos EUA, Donald Trump. Por outro lado, os sem religião parecem estar do mesmo lado dos cristãos nesse quesito. De 2008 a 2018, mostram uma certa tendência aos ideais democratas, mas um pouco mais aos republicanos de 2010 a 2016. O pesquisador também diz que os mais assíduos em igrejas são os que mais tendem a votar em Donald Trump. Eis o gráfico.


VOLTAR