Operação combate fraudes de mais de R$ 11 mi em benefícios previdenciários » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 12-07-2020 » Coronavírus pelo país | Brasil registra média diária de 1.018 mortes por covid-19 nesta semana 12-07-2020 » UFC | Amanda Ribas dá show e vence Paige no 1º round; Bate-Estaca perde revanche 12-07-2020 » Meio Ambiente | Para empresários, governo mudou discurso sobre desmatamento 12-07-2020 » Ao meio-dia deste domingo | Ao vivo no UOL, Zeca Camargo faz hambúrguer e recebe Mariana Godoy 12-07-2020 » Ciência na pandemia | Maior acelerador de partículas do Brasil revela detalhes do coronavírus 12-07-2020 » Atriz de 'Glee' | Polícia mostra vídeo feito dentro de lago onde Naya Rivera desapareceu 12-07-2020 » Pandemia de coronavírus | Sábado com quarentena frouxa tem bares cheios em SP e praia agitada no Rio 12-07-2020 » Fórmula 1 na pandemia | Com Ferrari a caminho de vexame, o que esperar do GP da Estíria neste domingo 12-07-2020 » Cassia Moraes - Opinião | Visionário e aberto, Sirkis lutou por mundo sustentável até o seu último dia 12-07-2020 » Histórias da pandemia | 'Perdi minha avó para a covid-19. No dia seguinte, perdi meu pai também' 12-07-2020 » Ecoa | Série revela beleza da costa atlântica brasileira; veja imagens exclusivas 12-07-2020 » Tilt | Igual ou diferente? A ilusão de ótica que levou mais de 100 anos para ser explicada 12-07-2020 » Folha de São Paulo | SP mantém remoções e vê nascer favela de desabrigados da quarentena 12-07-2020 » Jornalista britânico Paul Mason | 'Alternativa para os próximos 20 anos é uma forma sustentável de capitalismo' 12-07-2020 » Caso na França | Morre motorista agredido por pedir uso da máscara 12-07-2020 » US$ 6,07 bilhões | Elon Musk supera Buffett e se torna 7ª pessoa mais rica 12-07-2020 » Tony Marlon - Opinião | Existe uma imprensa negra? História pouco contada por ela mesmo 12-07-2020 » Julián Fuks - Opinião | Reféns do presente: por que nos submetemos tanto ao tema da vez? 12-07-2020 » Em sábado de sol | Gabigol e Renato Gaúcho são flagrados sem máscara no Rio 12-07-2020 » Litoral de São Paulo | Polícia prende suspeito de matar jovem que fazia trilha em Maresias
Publicidade
31 de julho de 2019

Operação combate fraudes de mais de R$ 11 mi em benefícios previdenciários

Foto: Divulgação

Uma operação da Polícia Federal, juntamente com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, deflagrada na manhã de hoje (31), visa desarticular uma organização criminosa especializada em fraudar benefícios previdenciários na Bahia. Batizada de “Operação Pinel”, a ação desmonta um grupo criminoso, que em conluio com servidores do próprio INSS, manipulava perícias médicas em troca de vantagens financeiras indevidas, para ativar e/ou manter ativos benefícios previdenciários fraudulentos. A maioria das fraudes era para benefícios de auxílio-doença. Durante as investigações, conforme a PF, foi revelada uma extensa rede criminosa de despachantes especializados na execução da fraude, em desfavor do INSS. Eram simuladas doenças incapacitantes ao trabalho, na maioria delas ligadas a transtornos psicológicos. Por isso, a operação levou o nome de “Pinel”. No total, são cumpridos 26 mandados, sendo 15 de busca e apreensão e 11 de prisão temporária, em diversas cidades da Bahia, dentre elas Salvador, Aratuípe, Vera Cruz e Nazaré. Também foi determinada pela Justiça Federal a suspensão do exercício da função pública de um médico-perito envolvido no esquema. O valor do prejuízo estimado com as fraudes já supera os R$ 11 milhões, relacionados a cerca de 200 benefícios previdenciários com suspeita de fraude. A PF estima que, com o avanço das investigações, os números devem aumentar consideravelmente. Os envolvidos responderão por diversos crimes, dentre eles integrar organização criminosa, estelionato previdenciário, inserção de dados falsos em sistemas de informações, corrupção ativa e passiva, dentre outros. As penas, se somadas, podem chegar a mais de 50 anos de prisão.


VOLTAR