Operação Copa América 2019: O voo alto da PRF nas fiscalizações e socorro durante o evento na Bahia » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 22-07-2019 » Silvio Santos | Neymar participa de atração no SBT e diz que não beijou Anitta 22-07-2019 » Na GloboNews | José Roberto Burnier pede licença para se tratar de um câncer 22-07-2019 » Alto nº de homicídios | Por que a América Latina é a região mais violenta do mundo 22-07-2019 » Foi identificada | Grêmio oferece apoio a torcedora vítima de agressão no Gre-Nal 22-07-2019 » Comparou a Moro | Deputada Joice Hasselmann diz que teve o celular clonado 22-07-2019 » Do meio de campo; veja | Emocionado, Juninho diz que bola bateu na canela em gol contra 22-07-2019 » Bolsonaro questionou órgão | 'Posso até ser demitido, mas não se pode atacar o Inpe', afirma diretor 22-07-2019 » 'Filme de terror' | Mattos e funcionários do Palmeiras relatam drama em voo para Argentina 22-07-2019 » 40% do FGTS | Para deputados, trabalhador precisa ser compensado se multa for reduzida 22-07-2019 » Corinthians 1 x 1 Flamengo | Carille vê Corinthians 'dentro da normalidade', mas cobra melhor pontaria 22-07-2019 » Antônio Prata | Uma mesma palavra e tantos significados 22-07-2019 » Reinaldo Azevedo | Por qual crime Bolsonaro será deposto? 22-07-2019 » Benja | A minha luta continua: o futebol vai 'ACAVAR'! 22-07-2019 » Samuel Pêssoa | Velha esquerda no país morrerá de morte morrida 22-07-2019 » Tostão | No futebol e na vida, interpretação não é fato 22-07-2019 » Diogo Schelp | Por que 'guerra' em Hong Kong continua? 22-07-2019 » Ruy Castro | Heroica e infeliz, MEC-AM tem seus dias contados 22-07-2019 » Perrone | Hostilidade de palmeirenses não é normal 22-07-2019 » PVC | No Brasil, os times ricos também choram 22-07-2019 » Drauzio Varella | Fatalismo deve ser substituído por práticas saudáveis
Publicidade
28 de junho de 2019

Operação Copa América 2019: O voo alto da PRF nas fiscalizações e socorro durante o evento na Bahia

Foto : Divulgação

No asfalto, viaturas e motocicletas escoltam seleções pelas ruas de Salvador. Do alto, o helicóptero tem a importante missão de monitorar e orientar o comboio quanto à ocorrência de congestionamentos, bloqueios e manifestações na rota a ser percorrida. A escolta é uma das atividades para qual a Polícia Rodoviária Federal (PRF) pode contar com o apoio da equipe da Base Descentralizada de Operações Aéreas (BDOA) durante a Copa América na Bahia. O voo alto da PRF, seja nas fiscalizações ou socorro, fica por conta da equipe formada por dois pilotos, dois co-pilotos e quatro operadores de equipamentos especiais. A bordo do helicóptero Bell 407, a tripulação está apta a quebrar paradigmas de tempo e espaço, desafios muitas vezes enfrentados pelos policiais da pista. “Poder voar e ainda prestar serviço em situações e locais que não conseguiríamos se estivéssemos em solo é a realização de um sonho”, declarou o PRF Humberto Muniz, co-piloto e há 3 anos na DOA. Muitos desafios também são enfrentados pela tripulação que durante a Copa América atua com Bell 407 em duas configurações. No patrulhamento das rodovias, no apoio às fiscalizações de trânsito e no acompanhamento das escoltas, a equipe voa na configuração policial. Já para o resgate e socorro de vítimas, a aeronave é reconfigurada para o transporte aeromédico, possibilitando um atendimento mais eficiente e aumentando as chances de sucesso dos primeiros socorros. Em qualquer das configurações, a equipe preza por um fator primordial: a segurança. Mas não se trata apenas de oferecer segurança às equipes PRFs e à população. Um dos desafios da BDOA é garantir um voo seguro num espaço aéreo marcado por obstáculos. “Durante alguns sobrevoos no estádio nos deparamos com um drone, antenas com luzes apagadas e até mesmo lazer sendo apontado para a aeronave”, contou o operador de equipamentos, PRF Nishizawa, há 6 anos nas operações aéreas da PRF. “Por isso que nos dedicamos antes e durante e depois de cada decolagem, levantando os riscos e repassando informações que impactam diretamente nas estratégias das equipes em terra”,

AEROMÉDICO – Dois dos assentos dão lugar a maca e equipamentos de primeiros socorros. A tripulação ganha o reforço de um médico e enfermeiros do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Essas são algumas das transformações pelas quais passa o helicóptero Bell 407 em sua configuração aeromédica, utilizada pela equipe BDOA para o resgate e socorro vítimas durante a operação Copa América na Bahia.

O eficiente atendimento pré-hospitalar aliado a agilidade no socorro conferida pelo uso do transporte aeromédico aumentam significativamente as chances salvar vidas. E para o cumprimento desta que é a missão precípua da instituição, a PRF conta a experiência de um dos seus pilotos operacionais, o PRF Bem Júnior, que há 21 anos se dedica as operações aéreas. “Alcei os voos mais altos na realização do meu sonho de infância que é era voar. Agora, meu desejo é repassar todo conhecimento para que a PRF continue sendo referência na aviação”, declarou.


VOLTAR