Operação Copa América 2019: O voo alto da PRF nas fiscalizações e socorro durante o evento na Bahia » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 11-07-2020 » Chantagem com imagens | Trio é indiciado por extorsão contra Alemão após acidente no PR 11-07-2020 » Contra vírus | Empresas lançam máquinas que esterilizam roupas 11-07-2020 » Atriz sumiu em lago | Polícia diz que corpo de Naya Rivera pode nunca ser encontrado 11-07-2020 » Carro capotou | Ex-deputado Alfredo Sirkis morre no Rio em acidente de trânsito 11-07-2020 » Quer escrever livro | Cássia Kis diz ter sido assediada por seu dentista aos 11 anos 11-07-2020 » UFC | Deiveson testa positivo para covid-19 e pode desfalcar 'Ilha da Luta' 11-07-2020 » Têm cargos de direção | Juninho e Leonardo foram além da idolatria no futebol francês 11-07-2020 » Pandemia pelo Brasil | Brasil supera 70 mil óbitos por covid-19; nº de novas mortes cresce em 4 regiões 11-07-2020 » Após denúncia anônima | Irmã de Dias Toffoli é investigada por suspeita de nepotismo no TC-SP 11-07-2020 » Futebol | SBT exibe final do Carioca na quarta; jogo de domingo segue só na FluTV 11-07-2020 » Fraude em compra de respiradores | Promotores encontram fortuna em casa de ex-secretário preso no Rio 11-07-2020 » Aratasaurus | Pesquisadores mostram fóssil de dinossauro encontrado no Ceará 11-07-2020 » Entrou com ação | Brasileira diz ter filha adolescente com príncipe de Mônaco 11-07-2020 » Estudante de medicina | Filha de prefeito na BA recebe R$ 1.200 de auxílio emergencial 11-07-2020 » Meio ambiente | Empresários afirmam a Mourão que desmatamento reduziu investimentos 11-07-2020 » Economia | Senadores cobram negociação para não derrubar veto à desoneração 11-07-2020 » Crise na pandemia | Troco trabalho por comida: sem renda, elas fazem faxina por arroz e feijão 11-07-2020 » Suposta lavagem de dinheiro | Empresário preso já participou de eventos do MBL e teve página banida 11-07-2020 » Stycer - Opinião | Mais solto, Bonner desenvolve a arte de opinar com caretas 11-07-2020 » TikTok | Dança de Miley Cyrus viraliza e ganha versões brasileiras
Publicidade
28 de junho de 2019

Operação Copa América 2019: O voo alto da PRF nas fiscalizações e socorro durante o evento na Bahia

Foto : Divulgação

No asfalto, viaturas e motocicletas escoltam seleções pelas ruas de Salvador. Do alto, o helicóptero tem a importante missão de monitorar e orientar o comboio quanto à ocorrência de congestionamentos, bloqueios e manifestações na rota a ser percorrida. A escolta é uma das atividades para qual a Polícia Rodoviária Federal (PRF) pode contar com o apoio da equipe da Base Descentralizada de Operações Aéreas (BDOA) durante a Copa América na Bahia. O voo alto da PRF, seja nas fiscalizações ou socorro, fica por conta da equipe formada por dois pilotos, dois co-pilotos e quatro operadores de equipamentos especiais. A bordo do helicóptero Bell 407, a tripulação está apta a quebrar paradigmas de tempo e espaço, desafios muitas vezes enfrentados pelos policiais da pista. “Poder voar e ainda prestar serviço em situações e locais que não conseguiríamos se estivéssemos em solo é a realização de um sonho”, declarou o PRF Humberto Muniz, co-piloto e há 3 anos na DOA. Muitos desafios também são enfrentados pela tripulação que durante a Copa América atua com Bell 407 em duas configurações. No patrulhamento das rodovias, no apoio às fiscalizações de trânsito e no acompanhamento das escoltas, a equipe voa na configuração policial. Já para o resgate e socorro de vítimas, a aeronave é reconfigurada para o transporte aeromédico, possibilitando um atendimento mais eficiente e aumentando as chances de sucesso dos primeiros socorros. Em qualquer das configurações, a equipe preza por um fator primordial: a segurança. Mas não se trata apenas de oferecer segurança às equipes PRFs e à população. Um dos desafios da BDOA é garantir um voo seguro num espaço aéreo marcado por obstáculos. “Durante alguns sobrevoos no estádio nos deparamos com um drone, antenas com luzes apagadas e até mesmo lazer sendo apontado para a aeronave”, contou o operador de equipamentos, PRF Nishizawa, há 6 anos nas operações aéreas da PRF. “Por isso que nos dedicamos antes e durante e depois de cada decolagem, levantando os riscos e repassando informações que impactam diretamente nas estratégias das equipes em terra”,

AEROMÉDICO – Dois dos assentos dão lugar a maca e equipamentos de primeiros socorros. A tripulação ganha o reforço de um médico e enfermeiros do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Essas são algumas das transformações pelas quais passa o helicóptero Bell 407 em sua configuração aeromédica, utilizada pela equipe BDOA para o resgate e socorro vítimas durante a operação Copa América na Bahia.

O eficiente atendimento pré-hospitalar aliado a agilidade no socorro conferida pelo uso do transporte aeromédico aumentam significativamente as chances salvar vidas. E para o cumprimento desta que é a missão precípua da instituição, a PRF conta a experiência de um dos seus pilotos operacionais, o PRF Bem Júnior, que há 21 anos se dedica as operações aéreas. “Alcei os voos mais altos na realização do meu sonho de infância que é era voar. Agora, meu desejo é repassar todo conhecimento para que a PRF continue sendo referência na aviação”, declarou.


VOLTAR