Organização dos Estados Americanos declara ilegitimidade no mandato de Maduro » Rede Acontece
Últimas
19-04-2019 » Articulação no Congresso | Governo deve ter de 37 a 48 votos para aprovar Previdência na CCJ 19-04-2019 » Pagamentos por cartões | Cade investiga Itaú e Rede por nova política de taxas em máquinas de cartão 19-04-2019 » Censura no STF | Em decisão, Moraes cita argumentos de Mello sobre 'limitações' à liberdade 19-04-2019 » Pressionada pela Lava Jato | CCR decide pagar R$ 71 mi para demitir executivos e transformá-los em delatores 19-04-2019 » Criada há mais de uma década | A ascensão da Okaida, facção criminosa com 6.000 'soldados' na PB 19-04-2019 » Incêndio no monumento francês | Notre-Dame destruída: o antes e depois da famosa catedral 19-04-2019 » União de MCs faz a força | Gerações do rap nacional se trombam e viram "cypheiros" 19-04-2019 » Campeã do BBB 19 | Paula é indiciada pela Polícia Civil por intolerância religiosa 19-04-2019 » Relato de general | 'Sou comunista', disse Boechat ao saber de medalha no Exército 19-04-2019 » Quer ficar no Brasil | Médico cubano faz vaquinha para poder ir buscar seu diploma 19-04-2019 » Acidente em SP | Piloto morto era subestimado nas pistas por excesso de peso 19-04-2019 » Investimento pessoal | Por que você deve sair da poupança e ir para o Tesouro Direto 19-04-2019 » Presidente falou nas redes | Bolsonaro defende manter passaporte diplomático de Edir 19-04-2019 » Diesel e tabela do frete | Associações dizem que caminhoneiros estão 'insatisfeitos' e 'enfurecidos' 19-04-2019 » Direitos de transmissão | Globo aceita pagar R$ 100 mi em luvas, mas Palmeiras quer mais 19-04-2019 » Chefe de arbitragem da CBF | Gaciba: Novas regras do futebol entrarão em vigor desde o início do Brasileirão 18-04-2019 » Mônica Bergamo | Supremo autoriza entrevistas com ex-presidente Lula na prisão
Publicidade
INTERSORFT 100 MEGA
corretora de seguros
11 de janeiro de 2019

Organização dos Estados Americanos declara ilegitimidade no mandato de Maduro

Foto Reprodução

A Organização dos Estados Americanos (OEA) decidiu na última quinta-feira(10), em reunião extraordinária, aprovar uma resolução para não reconhecer a legitimidade do governo de Nicolás Maduro e, além disso, pediu a realização de novas eleições no país. O ato foi apresentado em conjunto por Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Estados Unidos, Peru e Paraguai, durante um encontro do Conselho Permanente. Dos 19 países, seis votaram contra, oito se abstiveram e um não enviou representante para participar do encontro. De acordo com a entidade, a decisão será comunicada imediatamente ao secretário-geral da ONU, António Guterres. Na resolução, os países integrantes pediram a realização de novas eleições com todas as garantias necessárias, e em uma “data próxima”, com a presença de observadores internacionais.


VOLTAR