Otto desvia de Nilo, mas lamenta ‘agressões’: ‘Se Lídice desejar sair, PSD não será empecilho’ » Rede Acontece
Últimas
17-11-2018 » Mensagem circulando nas redes é falsa | Não é verdade que cédulas de US$ 100 perderão o valor em 2019 17-11-2018 » Estilo agrada Bolsonaro | Brasil tem condições de adotar a política externa agressiva de Trump? 17-11-2018 » Caravana tenta entrar nos EUA | O dia em que 12 mil migrantes chegaram à Cidade do México 17-11-2018 » Resgate ainda não foi definido | Localização de submarino argentino deixa parentes de tripulantes 'chocados' 17-11-2018 » Fogo avança nos EUA | Incêndios na Califórnia deixam mais de 70 mortos e 1.000 desaparecidos 17-11-2018 » Mandou suspender pagamento | Decisão de Gilmar sobre planos econômicos é alvo de petições no STF 17-11-2018 » A partir de R$ 80 mil | Salão de SP: como é dormir no Mitsubishi L200 Motorhome? 17-11-2018 » Foco total | 36 aviões por hora: a rotina na torre de controle de Congonhas 17-11-2018 » Falou de Bolsonaro | Silvio não sabia da participação de Lula no Teleton 2008, diz SBT 17-11-2018 » Procurando emprego? | Currículo que funciona é enxuto, em tópicos e sem nenhum enfeite 17-11-2018 » Apresentador na ESPN | Luciano Amaral já foi "herói do Tetra" e pioneiro de eSports 17-11-2018 » Novo governo | Culto e 2 cerimônias: o que já se sabe sobre a posse de Bolsonaro 17-11-2018 » Programa fica sem cubanos | Será difícil repor 10 mil vagas, diz ex-chefe do Mais Médicos 17-11-2018 » Equipes fazem escoramento | Prefeitura de SP reduz risco de desabamento de viaduto que cedeu 17-11-2018 » Amistoso Brasil x Uruguai | Neymar repete com Cavani e Suárez afagos e rusgas da vida pessoal
Publicidade
20 de junho de 2018

Otto desvia de Nilo, mas lamenta ‘agressões’: ‘Se Lídice desejar sair, PSD não será empecilho’

Foto: Rede Acontece

Presidente do PSD na Bahia, o senador Otto Alencar afirmou, na manhã de hoje (20), que não pode responder ao desafio do deputado estadual Marcelo Nilo (PSB), já que não é candidato na eleição deste ano. O congressista, ressaltou, no entanto que acha “estranha” a proposta do PSB de coligar na eleição proporcional, mas não na majoritária.

Segundo ele, se a senadora Lídice da Mata (PSB) for candidata avulsa à Câmara Alta do Congresso Nacional, o governador Rui Costa (PT) vai perder o tempo de televisão e rádio do partido socialista.

“Não vou responder a Marcelo Nilo. Deixa ele fazer as avaliações dele. Eu acho correto que ela lance candidatura avulsa. Se ela desejar sair, não seremos empecilho. Mas não estou aqui para aceitar desafio dele, de jeito nenhum. Tem que perguntar a [Angelo] Coronel. Eu não sou candidato. Acho estranho [um partido] querer coligar na proporcional e não coligar na majoritária. É fora da curva. Você acha certo? Você acha que Rui Costa vai aceitar?”, questionou, em entrevista ao Metro1.

Otto fez questão de ressaltar que não entende a “pressão do PSB”. Para ele, o partido de Lídice não tem “legitimidade” para pleitar a vaga na composição, já que, em 2014, Rui Costa venceu sem os votos da sigla.

“Mas não estou acusando ninguém. Nem Lídice, nem Nilo, nem [Domingos] Leonelli. Ela não saiu em 2014 [candidata] a governadora? Pode sair agora. Não tem problema. É lamentável essas agressões todas contra mim e Coronel”, afirmou, ao ressaltar que Leonelli tem sido “porta-voz da senadora” nas críticas. “Mas não vou ficar respondendo”,


VOLTAR