Otto torce pelo governo Bolsonaro, mas nega participação em cargos » Rede Acontece
Últimas
15-01-2019 » Reforço alviverde | Como Felipão vai usar Ricardo Goulart? Escale seu Palmeiras 15-01-2019 » Senador investigado | Renan chama Deltan Dallagnol, da Lava Jato, de 'possuído' 15-01-2019 » Brexit | Parlamento britânico rejeita acordo para saída da UE; veja os próximos passos 15-01-2019 » Segurança | Ação da Taurus tomba 22% após decreto que facilita posse de armas 15-01-2019 » Decreto assinado hoje | Facilitação da posse de arma é 'apenas primeiro passo', diz Bolsonaro 15-01-2019 » Copa São Paulo | Guarani bate Botafogo por 1 a 0 e garante vaga nas quartas 15-01-2019 » Deputados federais | Túlio Gadêlha publica foto com Rodrigo Maia e revolta famosos 15-01-2019 » Se diz explorada | Rihanna abre processo contra o próprio pai, Ronald Fenty; entenda 15-01-2019 » Fique de olho! | Falha no WhatsApp apaga mensagens antigas no Android 15-01-2019 » Aberto da Austrália | 5 razões para crer na vitória de Bia Haddad sobre nº 2 do mundo 15-01-2019 » Veja o treino e a dieta dele | Falso magro, Rafael perdeu 10 kg em 3 meses com medidas simples 15-01-2019 » Interpretação de mapa astral | Para de ser doida! Sense Márcia analisa a vida da youtuber Evelyn Regly 15-01-2019 » Após prisão da executiva da Huawei | Canadense condenado à morte na China revela crise diplomática 15-01-2019 » Troca de farpas | Maior organizada do Corinthians rebate Conmebol e faz cobranças à entidade 15-01-2019 » Estreia da semana | Novo Como Treinar o Seu Dragão encerra história do 1° filme e fala sobre perdas
Publicidade
6 de novembro de 2018

Otto torce pelo governo Bolsonaro, mas nega participação em cargos

Foto Rede Acontece

O senador Otto Alencar (PSD-BA) comentou a eleição de Jair Bolsonaro (PSL) para a Presidência da República e afirmou que mantém esperança de que ele fará uma boa gestão para o país. No entanto, o parlamentar declarou que não terá participação no governo.

“Eu quero acreditar sempre que vai dar certo. Mas eu não participo de governo que não constitua ele com meu voto, eu não vou ter nenhuma participação com cargos. Até de Dilma que apoiei, eu não tive participação dentro da estrutura do governo”, afirmou, em entrevista a Mário Kertész na Rádio Metrópole hoje (5).

Para Otto, há indicativos de que Bolsonaro adote um tom mais pacificador após a eleição. “O discurso dele de campanha já mudou muito depois de ele ganhou as eleições. Ontem, ele não no culto evangélico já falou em ser o pacificador. A nossa esperança é de que ele investido no cargo possa governar para todos os brasileiros sem procurar fazer nenhum tipo de discriminação”, declarou.


VOLTAR