Otto vê distorções nas decisões de Fachin nos processos de Dilma e Delcídio » Rede Acontece
Últimas
17-11-2018 » Será ministro do GSI | Bolsonaro pode não desfilar em carro aberto na posse, diz general Heleno 17-11-2018 » 'Tenho tempo para decidir' | Temer diz que reajuste do STF não pode trazer "agravo econômico" ao país 17-11-2018 » Será neste sábado | Fã do Brasil, argentino 'xente boa' crê que seu país terá UFC histórico 17-11-2018 » Blog do Rafael Reis | Aos 19 anos, Mbappé é melhor na seleção que Messi e CR7 17-11-2018 » Carro-conceito da Fiat | No Salão de SP, Argo Sting propõe versão esportiva do hatch 17-11-2018 » Levava 44 tripulantes | Objeto achado no Atlântico pode ser submarino que sumiu 17-11-2018 » Bohemian Rhapsody | 5 diferenças entre filme e a vida real de Freddie Mercury e do Queen 16-11-2018 » Novo governo | Desistência de general de ocupar ministério leva crise ao QG de Bolsonaro 16-11-2018 » Mais Médicos sem cubanos | Seleção para novos médicos será feita ainda neste mês, diz governo 16-11-2018 » Futuro ministro de Bolsonaro | Exonerado, Moro vai integrar equipe de transição de governo 16-11-2018 » Amistoso da seleção | Neymar marca de pênalti, e Brasil bate Uruguai por 1 a 0 16-11-2018 » Rivalidade na política de SP | Major Olímpio ataca 'babacas' que 'fomentam discórdia' entre ele e Doria 16-11-2018 » Entre julho e setembro | Brasileiros foram afetados por mais de 4,8 milhões de notícias falsas 16-11-2018 » Prestação de gastos da campanha | Bolsonaro culpa sistema do TSE e falha de doador por erro em conta eleitoral 16-11-2018 » Grande parte vem do PSL | 'Bancada da bala' deverá ser três vezes maior no Congresso em 2019 16-11-2018 » Unidade de medida redefinida | A partir de 2019, 1 kg deixará de ser o que era; entenda a mudança 16-11-2018 » Combate a estereótipos nas ciências | Por que há poucas mulheres na lista de vencedores do Nobel?
Publicidade
17 de dezembro de 2015

Otto vê distorções nas decisões de Fachin nos processos de Dilma e Delcídio

Foto: Rede Acontece

Foto: Rede Acontece

A decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fachin, que admitiu voto secreto na Câmara dos Deputados para eleger a comissão que avaliará primeiramente o pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff e decidiu que a decisão sobre a prisão de Delcídio Amaral teria que ser aberta foi vista de forma contraditória pelo senador baiano, Otto Alencar (PSD). Para o presidente do PSD no estado, diante das semelhanças nas votações, Fachin utilizou de “dois pesos e duas medidas”. “O ministro Luiz Edson Fachin, no caso da votação do Senado para relaxar ou manter a prisão do senador Delcídio do Amaral decidiu por votação aberta. Agora, ao manifestar o seu voto, na ação que questiona as regras para processar a presidente Dilma Rousseff decidiu pela votação secreta. No meu ponto de vista são situações praticamente idênticas, porém decisões diferentes”, senador Otto Alencar (PSD-BA). A decisão de Fachin sobre o impeachment de Dilma Rousseff deve frustrar aliados, que recorreram ao STF para que a votação não ocorresse. A preferência do governo era pela realização de uma eleição aberta e que somente a chapa com parlamentares indicados por líderes dos partidos fosse legitimada. O voto de Fachin terá que passar pela análise dos outros 10 magistrados da Corte. Além disso, ainda pode ser modificado, inclusive se o próprio ministro mudar de opinião.


VOLTAR