Otto vê distorções nas decisões de Fachin nos processos de Dilma e Delcídio » Rede Acontece
Últimas
21-09-2018 » Ibope | Renan Filho tem 65% na disputa pelo governo de AL 21-09-2018 » Atuação na Petrobras | Juiz convoca Temer e ministros a depor em ação por organização criminosa 21-09-2018 » Ao Vivo | Candidatos ao Planalto participam de debate na TV Aparecida; assista 21-09-2018 » Carro da VW | Opinião do dono: Jetta só ganha elogios, seja 5-cilindros, 2.0 ou turbo 21-09-2018 » Estudo nos EUA | Humanos estão sempre envoltos por nuvens de micro-organismos 21-09-2018 » Vitória da Apple | STJ diz que marca iPhone não é exclusiva da Gradiente 21-09-2018 » Seleção de Tite | Convocados que forem à final de Copa do Brasil serão liberados 21-09-2018 » Para evitar agravar crise | Em carta, FHC pede união de candidatos 'não extremistas' 21-09-2018 » Esfaqueado em Minas | 'Vamos em frente', diz Bolsonaro em vídeo gravado no hospital 21-09-2018 » Da Hyundai | HB20 faz seis anos com quase 1 milhão de carros vendidos 21-09-2018 » Comportamento | Como é sua personalidade? São 4 grandes perfis 21-09-2018 » Renascimento | País consegue recuperar mar que havia sido extinto 21-09-2018 » Problema comum | Drauzio responde 5 perguntas sobre depressão pós-parto 21-09-2018 » Entenda o caso | Emoções fortes podem provocar infarto como o do fã de Xuxa? 21-09-2018 » Quando perdemos peso | Para onde vai toda a gordura que queimamos? 20-09-2018 » Ligado ao Plano Collor 2 | STF decide que Caixa tem de pagar diferença sobre FGTS a trabalhadores 20-09-2018 » Julgamento do PCC | 8 são presos por suposta ação em 'tribunal do crime' 20-09-2018 » Concorrência pressiona | Bancos zeram taxas para quem investe em Tesouro Direto e previdência 20-09-2018 » Condenado por assassinato | Os desenhos que levaram inocente a deixar prisão depois de 27 anos 20-09-2018 » 'Isso é totalmente falso' | Patrícia Pillar desmente meme e diz que nunca foi agredida por Ciro Gomes
Publicidade
17 de dezembro de 2015

Otto vê distorções nas decisões de Fachin nos processos de Dilma e Delcídio

Foto: Rede Acontece

Foto: Rede Acontece

A decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fachin, que admitiu voto secreto na Câmara dos Deputados para eleger a comissão que avaliará primeiramente o pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff e decidiu que a decisão sobre a prisão de Delcídio Amaral teria que ser aberta foi vista de forma contraditória pelo senador baiano, Otto Alencar (PSD). Para o presidente do PSD no estado, diante das semelhanças nas votações, Fachin utilizou de “dois pesos e duas medidas”. “O ministro Luiz Edson Fachin, no caso da votação do Senado para relaxar ou manter a prisão do senador Delcídio do Amaral decidiu por votação aberta. Agora, ao manifestar o seu voto, na ação que questiona as regras para processar a presidente Dilma Rousseff decidiu pela votação secreta. No meu ponto de vista são situações praticamente idênticas, porém decisões diferentes”, senador Otto Alencar (PSD-BA). A decisão de Fachin sobre o impeachment de Dilma Rousseff deve frustrar aliados, que recorreram ao STF para que a votação não ocorresse. A preferência do governo era pela realização de uma eleição aberta e que somente a chapa com parlamentares indicados por líderes dos partidos fosse legitimada. O voto de Fachin terá que passar pela análise dos outros 10 magistrados da Corte. Além disso, ainda pode ser modificado, inclusive se o próprio ministro mudar de opinião.


VOLTAR