Rede Acontece » Página 51 de 898 » Um novo jeito de ver notícia
Últimas
16-12-2018 » Programa Mais Médicos | Saída de cubanos deixa bairro pobre do Rio sem médicos: Agora, só Jesus 16-12-2018 » Não passe perrengue | Bebidas, remédios, bichos? Veja o que pode trazer do exterior na mala 16-12-2018 » 50 anos de trabalho na Amazônia | 'Perdoei o índio isolado que me flechou no rosto', conta ex-sertanista 16-12-2018 » Alvos da facção em SP | PCC planeja matar deputado da bancada da bala e secretário, diz Gaeco 16-12-2018 » Consumidor é quem ganha | Maior concorrência de fintechs com bancos ajudará juro a cair, diz entidade 16-12-2018 » Novo técnico | Sampaoli cita gringos, brasileiros e pede para Santos 'segurar' saídas 16-12-2018 » Troca de acusações | Jovens pedem comida após sonho frustrado de jogar na Europa 16-12-2018 » 'Nunca tinha apanhado' | Apresentadora lembra de agressões em La Bombonera 16-12-2018 » Questão de identidade | Após saída de Gentil, Globo freia mudanças no Esporte Espetacular 16-12-2018 » Estreia antecipada | Por que Aquaman faz tanto sucesso nos cinemas da China? 16-12-2018 » Citado em relatório do Coaf | Ex-assessor de Flávio Bolsonaro, PM ganhou bônus por coragem 16-12-2018 » Novo governo | Futuro chanceler diz que Maduro não foi convidado para posse de Bolsonaro 16-12-2018 » UOL esteve na cidade | Em Abadiânia (GO), ninguém fala sobre o caso João de Deus 16-12-2018 » 50 anos do Ato Institucional | Produto do AI-5, DOI-Codi foi símbolo da repressão e da tortura na ditadura 16-12-2018 » Impacto da crise econômica no país | Número de passageiros em voos cai ao patamar do início da década

Publicidade
26 de outubro de 2018
» Brumado

Foto Rede Acontece

O primeiro suplente de vereador Girson Ledo, assumiu nesta manhã de sexta-feira (26), o cargo de vereador de Brumado através de um mandado de segurança. Ledo assume a vaga de Eduardo Cunha Vasconcelos que está afastado por motivos de doença. Girson também e do PSDB.

Foto Rede Acontece


26 de outubro de 2018
» Política

Foto Rede Acontece

O ex-candidato a vice-presidente na chapa de Marina Silva (Rede), Eduardo Jorge (PV), disse que vai votar nulo no segundo turno entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

“Não. Eu não sou obrigado a escolher um deles. Não acredito nas suas propostas, promessas e malabarismos de última hora. Prefiro optar por minha consciência que tem procurado se orientar pelo valor básico da democracia. […] Sim. Votarei nulo, contra o PSL e contra o PT”, escreveu o baiano, em sua conta no Facebook.

No início desa semana, Marina Silva disse que daria um “voto crítico” em Haddad.


26 de outubro de 2018
» Política, TV, Rádio e Cinema

Foto Reprodução

Ney Matogrosso assistiu ao desfile de Lino Villaventura, estilista que assina o figurino de seu próximo show, na São Paulo Fashion Week. Na ocasião, ele falou, em entrevista ao jornal “Estado de S. Paulo”, sobre o momento político do país.

“Não sei o que esperar porque os discursos estão mudando. Eles eram muito mais radicais, de ambos os lados. Espero que as pessoas entendam que é um caminho do meio, né? Nem uma ponta nem a outra. E se querem ordem, tem que respeitar um pouco. Senão, não teremos ordem. Teremos desordem”, disse.

Questionado sobre possíveis semelhanças entre o momento atual e a ditadura militar iniciada em 1964, Ney rechaça: “Não. Ainda não vejo semelhanças”.

E por fim, sobre o medo de parte da sociedade brasileira em viver uma nova ditadura, o cantor pondera: “Acho que as pessoas estão se submetendo a um medo antecipado. Não tem que ter medo, vamos ver o que virá. Vamos viver o que virá, enfrentar o que virá e passaremos por isso. Eu penso dessa maneira. A gente quer tudo muito imediato, mas se você tem um distanciamento, você sabe que tudo é transitório. A vida é transitória. Nós, daqui a pouquinho, uma hora a gente vai embora. Quantas grandes civilizações já passaram por aqui e não existem mais? Nada é definitivo”.


26 de outubro de 2018
» Tecnologia

Foto Reprodução

A ex-presidente da Costa Rica e chefe da missão de observação eleitoral da Organização dos Estados Americanos (OEA) no Brasil, Laura Chinchilla, disse hoje (25) que o uso do WhatsApp para propagação de notícias falsas na eleição brasileira é um caso “sem precedentes”.

“É uma rede que apresenta muitas complexidades para que as autoridades possam acessar e realizar investigações”, avaliou, após um encontro com o candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, em São Paulo.

Segundo ela, no Brasil, a disseminação das mentiras migrou das redes públicas para uma rede de uso privado, o que dificultou a investigação.

Ainda de acordo com a chefe da OEA, a missão da entidade concluiu que o fenômeno das notícias falsas através do WhatsApp já ocorreu durante o primeiro turno da eleição. Para ela, o discurso de ódio e violência marcaram o período devido ao ambiente político.


26 de outubro de 2018
» Brasil, Economia

Foto Rede Acontece

Terceiro maior segmento do varejo ampliado, as lojas de material de construção estão apresentando bom desempenho este ano. Na comparação com o ano passado, o segmento já demonstrou alta de 7%.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (IBEVAR), a categoria estima um aumento de 2,21% em novembro, em relação ao mesmo período do ano passado.

“Esperamos fechar o ano com um resultado favorável, mas podemos notar alguns fatores responsáveis por frear o aquecimento do mercado de construção, como o crescimento lento da renda e certa desconfiança quanto à estabilidade de emprego”, avalia o diretor executivo do IBEVAR, Nuno Fouto, que estima fechar o ano com 9% no total.

Um dos pontos que contribuem para esse resultado é o déficit do mercado imobiliário, que não não apresentou recuperação completa após a última crise.

Segundo Nuno Fouto, existem ofertas, mas também uma relativa dificuldade de vendas. “Isso possibilita o desenvolvimento do segmento, pois como as pessoas optam por não trocar o imóvel em decorrência dessa crise, elas precisam fazer a manutenção e muitas ainda fazem adaptações e reformas no geral para deixar o ambiente de sua preferência”, disse.


26 de outubro de 2018
» TV, Rádio e Cinema

Foto Reprodução

Roberta Miranda se emocionou ao revelar que já tentou ser mãe algumas vezes, mas não conseguiu. Aos 60 anos, a cantora disse que até engravidou duas vezes, mas perdeu os bebês durante a gestação. “Momento mais lindo do mundo [a maternidade]. Infelizmente, Deus não me deu essa oportunidade. Tentei, tentei muito. Mas infelizmente não consegui”, falou em participação no “TV Fama”, da RedeTV!.

A cantora continuou: “Perdi um filho com cinco meses e meio, era um menino. Tava todo formadinho. Perdi outro com três meses também. Claro que pensei em adotar, mas a vida do artista é muito louca”. E, por fim, ela confessou que por vezes sente a tristeza voltar, mas que não se deixa abater: “Você sentar em cima de uma tristeza, não leva a nada. Se lágrimas resolvessem algo, o oceano que já chorei…”


26 de outubro de 2018
» Política

Foto Rede Acontece

A abstenção de eleitores no Nordeste do país no próximo domingo (28), segundo turno das eleições, pode ser maior no Nordeste do País, onde o pleito estadual já foi decidido no primeiro turno, como é o caso da Bahia, que reelegeu Rui Costa (PT). A informação é do presidente do Ibope, Carlos Augusto Montenegro, ao Broadcast do Estadão.

Segundo ele, parte do eleitorado pode ficar desmotivada à ir às urnas por não haver um candidato ao governo estadual que “puxe” votos.

Ainda conforme o presidente do instituto de pesquisa, o cenário atual aponta para a vitória do candidato do PSL, Jair Bolsonaro, na disputa contra Fernando Haddad (PT). “A grande dúvida, como não haverá debate na TV e os fatos são esses que estão acontecendo, é qual vai ser a diferença (para Haddad)”, diz Montenegro. Para ele, a vantagem do vencedor dependerá da acomodação final de votos dos eleitores que se dizem indecisos e das abstenções.

Na mais recente pesquisa Ibope, divulgada na terça-feira (22), Bolsonaro apareceu com 57% das intenções de voto contra 43% de Fernando Haddad (PT), em um cálculo que considera apenas os votos válidos. A diferença entre os dois é de 14 pontos, conforme o levantamento.


26 de outubro de 2018
» Brasil

Foto Rede Acontece

Quadros do Democratas voltaram a ser especulados, de acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, para integrar um eventual governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Segundo a publicação, o capitão reformado ressaltou que vai levar para seu possível governo dois deputados do DEM que não se reelegeram: Alberto Fraga, atual líder da “bancada da bala” no Congresso, e Pauderney Avelino.

Fora isso, outro nome bastante conhecido em Brasília, o do ex-ministro da Educação do governo Michel Temer, Mendonça Filho, pode voltar à Esplanada.

Já o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, articula para se manter no comando da Casa, com apoio dos partidos do centrão.

Nesta quarta-feira (24), em conversa com os jornalistas, durante um evento em Salvador, o presidente nacional do DEM e prefeito da capital, ACM Neto, disse que só conversará sobre a participação da sigla em um eventual governo de Bolsonaro após o segundo turno, que acontece neste domingo (28).


26 de outubro de 2018
» Brasil, Economia

Foto Rede Acontece

O relator da reforma da Previdência do governo Temer, deputado federal Arthur Maia (DEM-BA), afirmou ao Estadão que, para colocar o texto que está na Câmara em votação, depende apenas da vontade do presidente eleito.

Levantamento do jornal mostra que 227 novos parlamentares —ou 44% do total— votariam a favor de mudanças nas regras de aposentadoria no País desde que não seja a proposta que o atual governo enviou ao Congresso.

Para se aprovar uma proposta de emenda à Constituição (PEC), seriam precisos mais 81 votos para chegar aos 308 necessários. Esse apoio, porém, é o maior já registrado em todas as edições do Placar da Previdência feitas pelo diário paulista.


26 de outubro de 2018
» Brasil, TV, Rádio e Cinema

Foto Reprodução

O Brasil voltou a ter uma possibilidade de concorrer ao Oscar 2019. O longa “Tito e os Pássaros” está na lista de pré-indicados a premiação de “Melhor Animação”, em uma disputa que tem, ao todo, 25 produções.

O filme, dirigido por Gabriel Bitar, André Catoto e Gustavo Steinberg, conta a história de um garoto que encontra, junto com seu pai, a cura para uma doença contraída após tumar um susto. Sem estreia definida no país, “Tito e Os Pássaros” já foi exibido na França e no Canadá.

A última vez que o país teve um representante na categoria animação foi em 2016, com “O Menino e o Mundo”, de Alê Abreu. Na ocasião, o filme vencedor foi “Divertidamente”, da Pixar. Neste ano, a produção americana “Touro Ferdinando”, dirigida pelo brasileiro Carlos Saldanha, também concorreu ao Oscar, mas perdeu para “Viva – A vida é uma festa”.


25 de outubro de 2018
» Brasil

Foto Reprodução

Só um “tsunami” poderia fazer Jair Bolsonaro (PSL) não ser eleito presidente da República no próximo domingo, 28, nas palavras do presidente do Ibope, Carlos Augusto Montenegro. Em entrevista ao Broadcast Político/Estadão, ele afirma que o cenário aponta hoje para a vitória do candidato do PSL na disputa contra Fernando Haddad (PT) nas eleições 2018. “A grande dúvida, como não haverá debate na TV e os fatos são esses que estão acontecendo, é qual vai ser a diferença (para Haddad)”, diz Montenegro.

Na mais recente pesquisa Ibope/Estado/TV Globo, divulgada na última terça-feira, 22, Bolsonaro apareceu com 57% das intenções de voto contra 43% de Fernando Haddad (PT), em um cálculo que considera apenas os votos válidos. A diferença entre os dois é de 14 pontos, conforme o levantamento.

A vantagem do vencedor dependerá da acomodação final de votos dos eleitores que hoje se dizem indecisos e das abstenções, afirma Montenegro. “As abstenções podem correr de uma forma homogênea ou ficarem maiores em determinadas regiões”, aponta. No levantamento divulgado pelo instituto no último dia 23, 3% dos eleitores se dizem indecisos ou não responderam ao questionamento sobre intenção de voto.

O Nordeste, região que declara mais simpatia por Fernando Haddad, pode registrar uma abstenção maior no segundo turno, diz o presidente do instituto. Como a eleição foi decidida logo na primeira etapa em sete Estados nordestinos, parte do eleitorado pode ficar desmotivada à ir às urnas por não haver um candidato ao governo estadual que puxe votos, argumenta Montenegro.

A convicção de votos tanto do eleitorado de Bolsonaro quanto do eleitor de Haddad dificultam um cenário de reversão no cenário, diz o dirigente do instituto. Conforme a última pesquisa do Ibope, 58% das pessoas que declaram voto no candidato do PSL e 58% daqueles que têm intenção de votar no petista dizem que a decisão é definitiva. “A certeza de votos dos dois candidatos é muito grande, e eles são antagonistas. Só um tsunami poderia fazer um eleitor do Haddad votar em Bolsonaro e vice-versa. Há uma guerra desde o início entre o anti-PT versus o PT.”

Ibope [Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística] Jair Bolsonaro Fernando Haddad eleições 2018 eleições 2018 presidente pesquisa eleitoral
Encontrou algum erro? Entre em contato


25 de outubro de 2018
» Brasil

Foto Reprodução

Proposta em análise na Câmara dos Deputados altera a Constituição Federal para reduzir o número total de senadores e de deputados federais e estaduais nas respectivas casas legislativas.

O deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), que propõe a mudança, afirma que o objetivo é reduzir o custo do Estado brasileiro para o contribuinte. “Propomos a redução de aproximadamente 23,19% do número de deputados federais; de 33,33% do número de senadores da República; e, em média e aproximadamente, de 24% do número dos deputados estatuais e Distritais”, sustenta Leitão.

Ele estima que apenas com a redução do número de parlamentares federais, tomando-se como referência as verbas indenizatórias e não indenizatórias, o Congresso poderá economizar R$ 1,3 bilhão por legislatura (4 anos). No caso dos deputados estaduais, a redução poderá representar uma economia de R$ 2,1 bilhões por legislatura.

Segundo a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 431/18, estados e o Distrito Federal passarão a ter 2 e não 3 senadores cada como é hoje. Os mandatos continuarão a ser de 8 anos, mas renovados 1 por vez a cada 4 anos.

A quantidade de cadeiras na Câmara dos Deputados continuará sendo definida por lei complementar, proporcionalmente à população dos estados e do Distrito Federal. Entretanto, o número total de deputados federais por unidade da federação passará a ser de no mínimo 4 e de no máximo 65. Atualmente, o número varia entre 8 e 70.

No caso dos deputados estaduais, a PEC mantém a proporção de 3 para cada deputado federal, como prevê a Constituição. Entretanto, a proposta modifica a regra que define o número de cadeiras nos estados e no Distrito Federal quando o número de deputados estaduais atinge 36 parlamentares.

Segundo a PEC, serão acrescidos tantos deputados estaduais quantos forem os deputados federais acima de 15. Atualmente, o cálculo é feito da mesma forma, mas o número de cadeiras nas Assembleias legislativas e na Câmara Distrital (DF).

O texto assegura aos senadores eleitos na última renovação por dois terços do Senado Federal, assim como aos respectivos suplentes, o exercício integral dos respectivos mandatos.

As alterações promovidas pela PEC deverão ser aplicadas nas primeiras eleições que ocorrerem após sua promulgação.

Tramitação

A PEC será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) quanto à admissibilidade. Se aprovada, será examinada por comissão especial e votada pelo Plenário em dois turnos.


25 de outubro de 2018
» Brasil

Foto Reprodução

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, lidera a corrida eleitoral no Estado de São Paulo. Os dados são de levantamento do Paraná Pesquisas divulgado nesta quinta-feira (25). O militar tem 68,4% dos votos válidos, enquanto o adversário Fernando Haddad (PT) está com 31,6%. Quando se fala em votos válidos, não são considerados os votos brancos, nulos e indecisos.

No cenário em que são computadas as intenções de votos totais, Bolsonaro tem 59,4% e Haddad 27,4%. Brancos, nulos e indecisos somam 13,2%.

A pesquisa mediu ainda o potencial eleitoral dos candidatos. Os eleitores de Bolsonaro se mostram mais decididos sobre seu voto do que os eleitores de Haddad desde o início do mês. Na pesquisa mais recente o militar aparece com 51,4% de certeza, o petista tem apenas 23,7%.

Apesar de a rejeição de Haddad ter caído em relação à pesquisa divulgada em 22 de outubro, o percentual ainda é duas vezes maior do que o de Bolsonaro. Ao serem questionados sobre sua escolha no levantamento do início da semana, 63,2% afirmaram que não votariam em Haddad de jeito nenhum. O número oscilou para 61,8%. Já a rejeição do militar foi de 33,1% para 33,3%.

A pesquisa foi realizada de 22 a 24 de outubro de 2018, em 87 municípios de São Paulo. O estudo entrevistou 2.004 pessoas. A margem de erro é de 2,0 p.p e o índice de confiança é de 95%. O registro no TSE é BR-04858/2018.


Informe Publicitário
» Informe Publicitário

Foto Divulgação

As matrículas já estão abertas para 2019 J, e você não pode perder as condições especiais para ingressar no ensino superior da UniCesumar!

Melhor custo benefício

Melhor metodologia

Cursos com conceito 5

Melhor material didático

Melhor atendimento

São mais de 150 cursos no ensino superior e pós-graduação esperando por você.

Junte-se aos mais de 120 mil alunos, venha para a EAD UniCesumar!

Quer mais informações? Entre em contato através do telefone: 77 99934-8556 ou e-mail: polo-brumado@unicesumar.edu.br


25 de outubro de 2018
» Bahia, Polícia

Foto Reprodução

A Polícia Civil de Itabela ainda procuram pelos responsáveis por saquear o estoque de comida da Escola Municipal Abdias Martins Pereira, em Itabela, no Sul baiano.

Os criminosos arrobaram um basculante do banheiro e uma grade na madrugada de terça (23) e levaram todo o material destinado à merenda escolar que chegou à unidade na segunda (22).

Segundo a secretaria de Educação local, foram levados fardos de açúcar, feijão, arroz e biscoito do colégio que tem 120 alunos matriculados no ensino fundamental.


25 de outubro de 2018
» Brasil

Imagem Reprodução

O sorteio dos seis números da Mega Sena, que aconteceu na cidade de Jequié, na noite desta terça-feira (23), não teve nenhum acertador. A estimativa para o próximo concurso é de R$ 20 milhões.

As apostas podem ser feitas até esta quinta-feira (25) às 19h (horário de Brasília), em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 3,50.

No concurso foram sorteadas 43 apostas na quina, sendo que cada uma levou um prêmio de R$ 32 mil e 2.659 apostas acertaram a quadra, cada uma recebendo um prêmio de R$ 739,90.

Esta semana haverá três sorteios da Mega Sena: um foi nesta terça-feira, o segundo será na quinta e o terceiro no sábado (27). Tradicionalmente, os sorteios ocorrem às quartas e sábados