Para Lúcio Vieira, recuo de Maranhão foi por medo de perder mandato » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 20-05-2019 » Em requerimento | Kajuru pede explicações a Bolsonaro sobre 'conchavos' 20-05-2019 » Game of Thrones | Análise: final sofreu de mesmos problemas que toda a temporada 20-05-2019 » Manifestações convocadas | Para militares, chamado de Bolsonaro às ruas pode levar economia ao caos 20-05-2019 » Perdão de cerca de R$ 70 mi | Bolsonaro sanciona anistia a partidos políticos após ter dito que vetou o projeto 20-05-2019 » Marca nega acusações | Loja Três é denunciada: veja relatos de racismo, assédio e gordofobia 20-05-2019 » Em Barão dos Cocais (MG) | Chance de barragem se romper quando talude cair é de 10% a 15%, diz secretário 20-05-2019 » Articulação no Congresso | Se Câmara e Senado têm proposta, votem, diz Bolsonaro sobre reforma 20-05-2019 » Não libera | Maisa Silva: 'Globo está dificultando demais o meu programa' 20-05-2019 » De Globo a Record | Frustradas com Jair Bolsonaro, redes de TV adiam novos projetos 20-05-2019 » Brilhou em festa | Após ofuscar Neymar, Mbappé admite deixar Paris por "novo projeto" 20-05-2019 » Foi assaltado | Compadre Washington é internado após show na Virada Cultural 20-05-2019 » Da Toro Rosso | Conheça o piloto mais 'brasileiro' do grid. E genro de Piquet 20-05-2019 » Adriana Ancelmo | Mulher usa carteira da OAB para ver Cabral irregularmente 20-05-2019 » Renda do trabalhador | Por que o mínimo subiu 115%, mas aposentadoria só 81% em 10 anos? 20-05-2019 » Educação | Ao menos 12 universidades federais do país têm cotas para alunos trans 20-05-2019 » Após boicote de Trump | Google tira Android de celulares Huawei, e 'guerra fria' avança; entenda 20-05-2019 » Fundo de investimentos | Edital para construção de autódromo no Rio tem só um interessado 20-05-2019 » Regina Navarro | 'Amo meu marido, mas não sinto desejo por ele' 20-05-2019 » Josias de Souza | Centrão trama impor ao governo uma 'pegadinha' 20-05-2019 » R. Azevedo | Por que Bolsonaro não define o que é 'nova política'?
Publicidade
INTERSORFT 100 MEGA
corretora de seguros
10 de maio de 2016

Para Lúcio Vieira, recuo de Maranhão foi por medo de perder mandato

FOTO CONQUISTA ACONTECE

FOTO REDE ACONTECE

A decisão do deputado federal Waldir Maranhão (PP-MA) por anular a própria decisão que suspendia o processo de impeachment aprovado na Câmara no dia 17 de abril foi um “ato de sobrevivência”, na avaliação do peemedebista baiano, o deputado federal Lúcio Vieira Lima. Maranhão, que ocupa a presidência do Legislativo interinamente por conta do afastamento de Eduardo Cunha pelo Supremo Tribunal Federal (STF), alegou que houve irregularidades na condução das sessões realizadas para apreciação da admissibilidade do processo. Na noite desta segunda-feira (9), ele voltou atrás e invalidou sua decisão que pedia a nulidade do impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT). Em conversa com internautas na rede social Twitter, Lúcio Vieira Lima diz que Waldir Maranhão ignorou sua própria decisão e acabou revogando seu próprio ato por puro “espírito de sobrevivência”. A cúpula do PP já estava ameaçando expulsar o parlamentar do partido por conta da decisão monocrática.


VOLTAR
10 de maio de 2016

Para Lúcio Vieira, recuo de Maranhão foi por medo de perder mandato

Foto Brumado Acontece

Foto Brumado Acontece

A decisão do deputado federal Waldir Maranhão (PP-MA) por anular a própria decisão que suspendia o processo de impeachment aprovado na Câmara no dia 17 de abril foi um “ato de sobrevivência”, na avaliação do peemedebista baiano, o deputado federal Lúcio Vieira Lima. Maranhão, que ocupa a presidência do Legislativo interinamente por conta do afastamento de Eduardo Cunha pelo Supremo Tribunal Federal (STF), alegou que houve irregularidades na condução das sessões realizadas para apreciação da admissibilidade do processo. Na noite desta segunda-feira (9), ele voltou atrás e invalidou sua decisão que pedia a nulidade do impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT). Em conversa com internautas na rede social Twitter, Lúcio Vieira Lima diz que Waldir Maranhão ignorou sua própria decisão e acabou revogando seu próprio ato por puro “espírito de sobrevivência”. A cúpula do PP já estava ameaçando expulsar o parlamentar do partido por conta da decisão monocrática.


VOLTAR