Petrobras deixa ranking de empresas mais valiosas da indústria química » Rede Acontece
Últimas
23-10-2018 » Não quer gastar o 3G? | Veja como economizar dados móveis ao ver vídeos no YouTube 23-10-2018 » Equipe ficou exausta | Cena sem cortes de Demolidor precisou de 12 horas e sete takes 23-10-2018 » Design sedutor | Renault Mégane RS é o hot hatch que todos sonham no Brasil 23-10-2018 » Mutações | Se genoma é o mesmo, por que resultado de teste genético muda? 23-10-2018 » Meia do Palmeiras | Neymar pai tentou levar L. Lima ao Barça, mas saída de filho impediu 23-10-2018 » Presidenciável do PSL | Bolsonaro: 'Somos a garantia da liberdade e da democracia' 23-10-2018 » Candidato do PT | Falas radicais do clã Bolsonaro dão tração a articulação pró-Haddad 23-10-2018 » 'Não tenho alternativa' | Torturado por Ustra, vereador do PV rejeita PT e defende voto nulo 23-10-2018 » Fim da campanha | Bolsonaro desiste de ir, e Globo cancela debate de 6ª 23-10-2018 » Falta 1 mês para liquidação | Confira seis dicas dos especialistas para se dar bem na Black Friday 23-10-2018 » Entrevista com Monica de Carvalho | Diretora do Google é quem faz surgir produto que você pesquisou antes 23-10-2018 » Bolsonaro falou em 'banir vermelhos' | Estudiosos de genocídios fazem alerta a discurso de 'eliminar adversário' 23-10-2018 » Disputa governo do Rio | Há um mito de que juiz não pode ser político, diz Wilson Witzel 23-10-2018 » Hoje, às 18h10 | UOL, Folha e SBT promovem debates em São Paulo e Rio 23-10-2018 » Juiz de primeira instância | Sinalização de que Bolsonaro pode indicar Moro ao STF desagrada cortes 23-10-2018 » Forças no Congresso | Apoio a Maia para presidir a Câmara ganha força no PSL 23-10-2018 » O que prometem os candidatos | Veja quais são as propostas de Bolsonaro e Haddad para a economia
Publicidade
11 de maio de 2016

Petrobras deixa ranking de empresas mais valiosas da indústria química

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

A Petrobras deixou de fazer parte de um ranking que avalia as empresas mais valiosas da indústria química, elaborado pela consultoria DOM Strategy Partners. As cinco empresas com melhor pontuação neste ano foram, na ordem, Basf, Raizen, 3M, Dow e Bunge. No ano passado, a lista das melhores avaliadas foi composta por Basf, Braskem, Raizen, Dow e Petrobras. Em 2014, primeiro ano em que o levantamento foi feito, a estatal brasileira ocupou a liderança. Entre os critérios avaliados na pesquisa estão eficácia da estratégia corporativa, resultados gerados, valor das marcas, qualidade do relacionamento com o cliente e governança corporativa. A seleção das companhias foi feita com base nas maiores do segmento, após recortes dos anuários da revista Exame e do jornal Valor Econômico. Medido de 0 a 10, a liderança deste ano continuou com a Basf, que atingiu a mesma nota do ano passado, de 8,19. A Raízen subiu uma posição em relação a 2015 e tirou o lugar ocupado pela Braskem, ficando na segunda posição com 8,16 pontos. A 3M estreou no ranking com a nota 8,11. Quarta colocada no ranking do ano passado, a DOW manteve a mesma posição e a mesma nota, de 7,91. A novidade ficou por conta da Bunge, que entrou no lugar da Petrobras, com a nota 7,88. A DOM Strategy Partners reforça, em nota, que o objetivo do levantamento é mostrar ao mercado a capacidade das empresas em gerar e proteger valor não apenas para si, mas também para seus clientes, consumidores, acionistas, funcionários e sociedade. “A definição de valor varia de segmento para segmento. No caso da indústria química, inovação e sustentabilidade nortearam os resultados do ranking neste ano.”, explica Daniel Domeneghetti, autor da pesquisa.


VOLTAR