Petrobras reduz 30% dos cargos em diretorias e gerências » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 13-11-2019 » Melanie Coleman | Ginasta universitária morre após queda durante treino nos EUA 13-11-2019 » Canal de notícias | CNN Brasil confirma que vai entrar no ar em março de 2020 13-11-2019 » Caso Blackstar | Palmeiras diz em ação que foi claro o risco de Crefisa sair em 2018 13-11-2019 » Recuo de ministro | Clima no STF azeda após Fux suspender processo contra Deltan 13-11-2019 » Ouça o Ficha Criminal | Cidade maldita, Carandiru vivia 'inferno' antes de massacre 13-11-2019 » Anita lança memórias | 'Comunismo é inimigo inventado', diz filha de Luiz C. Prestes e Olga 13-11-2019 » Acordo de R$ 6,2 mi | Corinthians só recebeu R$ 18 mil por patrocínio com Ronaldo em 2009 13-11-2019 » Blog Tudo Golpe | Após oferta falsa no Facebook, ela ficou sem TV e R$ 1 mil 13-11-2019 » Marinando | É intolerante à lactose? Marina Person ensina a fazer leites vegetais 13-11-2019 » Ultraprocessados e mais | Quer viver muito? Fuja destes 4 vilões da longevidade 13-11-2019 » Flancos, culote, braço... | Consigo direcionar a queima de gordura para uma parte específica? 13-11-2019 » Wiki Tribune Social | 'Facebook do Wikipedia' traz ambição de superar redes sociais 'venenosas' 13-11-2019 » Dica de viajante | 12 horas: um roteiro para se apaixonar por Palermo, no sul da Itália 13-11-2019 » Automobilismo | Sete dúvidas sobre a privatização de Interlagos 13-11-2019 » Pacote de Guedes | Em caso de crise, servidor não será promovido, mas militar e juiz poderão 13-11-2019 » Estudo do IBGE | Negros são 75% entre os mais pobres; brancos, 70% entre os mais ricos 13-11-2019 » Racha no partido | Após saída, PSL acelera ofensiva contra aliados de Bolsonaro 13-11-2019 » Encontrada junto com bebê | Brasileira morta na Holanda tinha sonho de se casar com noivo holandês 13-11-2019 » Regra de novo programa | BB e Caixa perdem exclusividade de pagar PIS e seguro-desemprego 13-11-2019 » Flamengo e Vasco jogam hoje | Jesus vai sair? Fla mantém calma e aposta em relação de técnico com Landim
Publicidade
29 de janeiro de 2016

Petrobras reduz 30% dos cargos em diretorias e gerências

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (28) que vai adotar um novo modelo de gestão e governança. Em comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa informou que o modelo foi aprovado pelo Conselho de Administração. O presidente da estatal, Aldemir Bendine, que participa de entrevista para explicar as alterações, disse que o novo modelo faz parte de “um plano muito bem estruturado”, envolvendo mudanças na governança da companhia que “vão ser aprofundadas ao longo do tempo”. Segundo ele, a indicação política para cargos não faz mais parte do modelo da empresa. “É uma grande blindagem que se faz”, afirmou. Bendine defendeu que o novo modelo, para ter sucesso, precisa ter o engajamento de toda a empresa. “Vai ser um processo de construção coletiva”, acrescentou. Na primeira fase da reestruturação haverá redução de 14 funções na alta administração e nas diretorias, que passarão de sete para seis com a junção das áreas de Abastecimento e Gás e Energia.As funções gerenciais ligadas diretamente ao Conselho de Administração, ao presidente e aos diretores cairão de 54 para 41.As demais funções do corpo gerencial serão avaliadas na segunda etapa, prevista para fevereiro. Segundo a empresa, as nomeações e a alocação de equipes ocorrerão a partir de março. A nova Diretoria de Desenvolvimento da Produção & Tecnologia (DP&T) centralizará a execução dos projetos de investimento. “Essa nova estrutura concentrará a gestão e as competências técnicas de implantação de empreendimentos”, explicou a Petrobras. A empresa informou que a mudança é decorrente “da necessidade de alinhamento da organização à nova realidade do setor de óleo e gás e da prioridade da rentabilidade e disciplina de capital, além de fortalecer a governança da companhia por meio de maior controle e conformidade nos processos e da ampliação dos níveis de responsabilização dos executivos”. Com as alterações houve fusão de áreas e centralização de atividades. Haverá ainda novos critérios para a indicação de gerentes executivos e responsabilização formal de gestores por resultados e decisões. A Petrobras estima que vai economizar R$ 1,8 bilhão por ano com as mudanças e prevê uma redução de pelo menos 30% no número de funções gerenciais em áreas não operacionais. Conforme a companhia, existem cerca de 7,5 mil funções gerenciais aprovadas, 5,3 mil em áreas não operacionais. A empresa anunciou também que serão criados seis comitês técnicos estatutários, compostos por gerentes executivos. Após análise prévia, eles terão a função de emitir recomendações sobre os temas que serão deliberados pelos diretores, que serão corresponsáveis nos processos decisórios. A partir de agora, a escolha dos gerentes executivos, passará por novos critérios de análise de capacitação técnica e de gestão. As nomeações e o desligamento dessas funções terão que ser aprovadas pelo Conselho de Administração. “Ao reforçar o compromisso com a conformidade, nossa reestruturação prevê mudanças nos controles internos de contratação e investimentos. As atividades de contratação de bens e serviços serão concentradas na nova Diretoria de Recursos Humanos, SMS e Serviços”, indicou a Petrobras. A companhia informou ainda que as mudanças resultantes das alterações no Estatuto Social da Petrobras serão submetidas à aprovação da Assembleia Geral de Acionistas, a ser convocada oportunamente.


Tags:
VOLTAR