Petrobras tem dificuldade para vender ativos na Argentina » Rede Acontece
Últimas
17-08-2018 » 'Fui egoísta' | Arthur Aguiar diz que piso da casa o fez doar cachorro 17-08-2018 » Jornal da Band | Ricardo Boechat se irrita ao vivo com equipe após erro 17-08-2018 » Suzanna Freitas | Filha de Latino desabafa após pôr nome do padrasto 17-08-2018 » 'Gostoso' | Ivete pede beijo a candidato e se explica ao marido 17-08-2018 » Tragédia em 1990 | Como zagueiro morreu após uma cabeçada e série de erros médicos 17-08-2018 » Instituição fala em "baixo impacto" | Banco Inter confirma vazamento de dados após ataque hacker 17-08-2018 » Disputa pelo governo estadual | Ataques a Doria e a aliados marcam 1º debate em SP 17-08-2018 » Mauricio Stycer | Nas redes, famosos ultrapassam a última barreira da privacidade 17-08-2018 » Discordâncias e trocas de farpas | SP: Alckmin 'anestesista', 'liderança de facção' e mais frases do debate 17-08-2018 » 'Se diminuiu, é porque ele vendeu' | Patrimônio declarado de Tiririca tem redução de R$ 200 mil em 4 anos 17-08-2018 » 'Sonho que não deu certo' | Após onda de imigração, brasileiros pedem ajuda para voltar de Portugal 17-08-2018 » Fechou no RS após protestos | RJ: Queermuseu abre blindada contra ataque e espera recorde de público 17-08-2018 » Exames também podem mudar | Projeto quer criar CNH só para carro automático; especialistas opinam 17-08-2018 » TSE publicou edital de candidatura | Barroso pode decidir sobre Lula a qualquer momento a partir de hoje 17-08-2018 » Suspeita de caixa 2 | Conta administrada por filha de Serra recebeu R$ 1,78 milhão 17-08-2018 » Líder do Brasileirão | Eliminação na Sul-Americana traz pressão e descanso para o SP 17-08-2018 » Debates em outros estados | MG: Pimentel e Anastasia são os mais atacados em 1º debate 17-08-2018 » 5 benefícios | Ejaculação precoce? A masturbação pode te ajudar 17-08-2018 » Uma atriz sem filtros | Mônica Martelli teve 3 abortos, 2 divórcios e um assédio no seu caminho 17-08-2018 » Nova realidade | Brasileiro precisará pagar mais para ver futebol europeu
Publicidade
lab laboratorio intersorft clinica master centro medico sao gabriel
10 de fevereiro de 2016

Petrobras tem dificuldade para vender ativos na Argentina

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

Em cenário nada favorável, a Petrobras tenta se desfazer de negócios na Argentina, mas não obteve sucesso até agora. Há mais de dois anos a estatal está lutando. De acordo com a Folha de S. Paulo, alguns envolvidos no processo foram ouvidos pela BBC e indicaram quatro fatores determinantes para a tarefa ser tão difícil: o ambiente político e econômico no Brasil, investigações da Lava Jato (esquema bilionário de corrupção), diversidade dos ativos na Argentina e a queda no preço internacional do petróleo. Os negócios no país vizinho são amplos. Estão incluídos a extração de petróleo e gás, área petroquímica, geração de eletricidade e postos de gasolina e alguns mais. Devido a esta diversidade é que a operação torna-se complexa. Uma pessoa ligada às negóciações ainda afirmou que a tentativa da Petrobras de vender o “pacote” de ativos para um só comprador poderia ser outro complicador. Segundo Mariano Lamothe, analista econômico da consultoria Abeceb, a distorção deve ser eliminada pelo governo Mauricio Macri, fazendo com que o preço local passe a obedecer a lógica do mercado.“A volatilidade do mercado petrolífero, com a queda no preço do barril (que há cerca de dois anos era cotado a US$ 110, mas hoje está na casa dos US$ 30), deixou o setor menos atrativo para o investidor”, afirma Lamothe. Até o momento, a única candidata à compra da Petrobras Argentina é a Pampa Energia, empresa que atua no setor de energia elétrica. Segundo informações da imprensa local, a companhia teria oferecido US$ 1,2 bilhão (R$ 4,69 bilhões) pelos ativos da estatal brasileira. “Sabemos que o estilo da Petrobras não é de negociar e vender rapidamente. E ainda mais agora com o ambiente político e econômico do Brasil e o petrolão. Nossa oferta foi feita em dezembro e já sabíamos que a venda não seria concluída antes de março, pelo menos. Não é uma negociação simples”, declarou uma pessoa ligada à empresa argentina.


VOLTAR