Petrobras vai desligar todas as suas sondas de perfuração na Bahia » Rede Acontece
Últimas
17-01-2019 » Inseparáveis | Por que você vai ouvir falar muito de Arielle, a coreógrafa da Anitta 17-01-2019 » Bem além da passarela | 5 lutas compradas por Gisele que a tornaram mais do que modelo 17-01-2019 » Discurso nos EUA; veja | Bolsonaro elogiado por Trump? No contexto, talvez não seja assim 17-01-2019 » Deputada e socialista | Por que Ocasio-Cortez é a mulher mais importante dos EUA? 17-01-2019 » Jack estava internada | Ginasta brasileira que defendeu seleção morre aos 17 anos 17-01-2019 » Sexo sem tabu | 'Com 16 eu tinha cama de casal', diz youtuber Dora Figueiredo 17-01-2019 » Onda de violência no estado | Governador do CE pede a Moro reforço em segurança por reação de facções 17-01-2019 » Grito de carnaval da cidade | Shows do CarnaUOL serão em frente ao sambódromo de SP; veja atrações 17-01-2019 » Mercado financeiro | Bolsa sobe e fecha acima de 95 mil pontos pela 1ª vez; Taurus salta 14% 17-01-2019 » Brecha na segurança | Vazamento na web atinge 800 milhões de e-mails e senhas; veja se foi afetado 17-01-2019 » Educação | Economista que chamou docentes de manipuladores será coordenador do Enem 17-01-2019 » Reforma da previdência | Governo quer restringir acúmulo de pensão com aposentadoria 17-01-2019 » No Fórum de Davos, na Suíça | Guedes apresentará privatizações e Previdência como vitrines do Brasil 17-01-2019 » Senador eleito pelo PSL | MP do Rio usa Coaf como 'atalho' para burlar Justiça, diz Flávio Bolsonaro 17-01-2019 » Liminar parou investigação de Queiroz | Flávio Bolsonaro alega ter foro e pede anulação de provas do Coaf no STF 17-01-2019 » Normal ou cesariana? | Como disputas ideológicas no Brasil chegaram ao parto 17-01-2019 » UOL Líderes | País não sobreviverá sem reformas, diz vice da Microsoft América Latina 17-01-2019 » Celular, isqueiro, cabo USB... | Preso tenta voltar para a cadeia com 62 objetos no estômago em SC
Publicidade
20 de fevereiro de 2016

Petrobras vai desligar todas as suas sondas de perfuração na Bahia

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

Berço da indústria petrolífera no Brasil, a Bahia vai sair do mapa de exploração da Petrobras. A empresa informou aos trabalhadores que, até março, vai desligar todas as sondas de perfuração terrestre usadas para encontrar novos reservatórios no estado. Com isso, 344 empregados da prestadora de serviços Lupatech serão demitidos segundo o Sindipetro-BA. Mil funcionários concursados que trabalham na região Nordeste se revezando em diferentes bacias vão perder a função. A empresa ainda não informou onde e com o que eles vão trabalhar. “O número de demissões vai ser muito maior (do que os da Lupatech), já que, por desdobramento, trabalhadores das áreas de transporte, alimentação, vigilância e serviços especiais também serão impactados”, informou o sindicato, em nota. Atualmente, a Petrobras explora 25 blocos na Bahia, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A produção média no estado já foi de 40 mil barris diários, mas hoje essa produção está na faixa de 32 mil barris por dia, provenientes de campos terrestres maduros. Além do desligamento das sondas de perfuração terrestres – a exploração marítima é muito pequena na Bahia -, a Petrobras planeja reduzir de 20 para 17 o número de sondas de produção no estado. O processo faz parte do programa de redução de investimento da empresa, estimado em R$ 7 bilhões apenas em 2016. Ao abandonar a exploração na Bahia, a Petrobras encerra uma fase de sua história. O primeiro óleo no Brasil foi descoberto no estado, em 1930, no bairro de Lobato em Salvador. A produção local motivou a criação da Petrobras, em 1953, que se manteve exclusivamente na Bahia até o ano de 1965.


VOLTAR
20 de fevereiro de 2016

Petrobras vai desligar todas as suas sondas de perfuração na Bahia

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

Berço da indústria petrolífera no Brasil, a Bahia vai sair do mapa de exploração da Petrobras. A empresa informou aos trabalhadores que, até março, vai desligar todas as sondas de perfuração terrestre usadas para encontrar novos reservatórios no estado. Com isso, 344 empregados da prestadora de serviços Lupatech serão demitidos segundo o Sindipetro-BA. Mil funcionários concursados que trabalham na região Nordeste se revezando em diferentes bacias vão perder a função. A empresa ainda não informou onde e com o que eles vão trabalhar. “O número de demissões vai ser muito maior (do que os da Lupatech), já que, por desdobramento, trabalhadores das áreas de transporte, alimentação, vigilância e serviços especiais também serão impactados”, informou o sindicato, em nota. Atualmente, a Petrobras explora 25 blocos na Bahia, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A produção média no estado já foi de 40 mil barris diários, mas hoje essa produção está na faixa de 32 mil barris por dia, provenientes de campos terrestres maduros. (mais…)


Tags:
VOLTAR