PF avalia novo inquérito sobre ataque a Bolsonaro » Rede Acontece
Últimas
16-02-2019 » Crise no governo | Após reunião, Bolsonaro avisa Bebianno que ele está fora do governo 16-02-2019 » Tragédia em Minas Gerais | Qual é a responsabilidade dos 8 presos da Vale por Brumadinho, segundo juiz 16-02-2019 » Roberto Sadovski | Por que os heróis de The Umbrella Academy precisam de terapia 16-02-2019 » Foto com Bolsonaro viralizou | Análise: Masturbação em obra de Di Cavalcanti no Alvorada é fantasiosa 16-02-2019 » Autoridades temem reação | PCC aguarda ordem para agir, diz promotor que transferiu cúpula 16-02-2019 » Veja datas dos confrontos | Corinthians, Santos e Flu jogam em casa na 2ª fase da Copa do Brasil 16-02-2019 » Tereza Cristina e Salles | Ministros visitaram plantio ilegal em área embargada pelo Ibama em MT 16-02-2019 » Acontece neste sábado em SP | 'Tem surpresa no meu set', promete Alok para apresentação no Festival CarnaUOL 16-02-2019 » Pedido de habeas coletivo | 2ª Turma do STF nega recurso para libertar preso em 2ª instância 15-02-2019 » Escreveu ao Senado | Futuro chefe do BC priorizará banco digital, mas não fala de juros 15-02-2019 » Na Câmara do RJ | Carlos Bolsonaro apoia medalha a Mourão após crítica a 'discussão' 15-02-2019 » Após acidente aéreo | Laudo do IML: Boechat morreu em decorrência de politraumatismo 15-02-2019 » Começará em Jujuy | Argentina adota modelo uruguaio para produção de maconha medicinal 15-02-2019 » Será no Fantástico | Dueto com Anitta marcará aposentadoria de João Carlos Martins 15-02-2019 » Valor não foi revelado | Cirurgia de Bolsonaro exigirá pagamento inédito por hospital militar 15-02-2019 » R$ 250 mil em firma de eventos | Presidente do PSL, Bivar contratou empresa de filho com fundo eleitoral 15-02-2019 » Leonardo Sakamoto | Opinião: Brasil é segurança de mercado que sufoca e mata jovens negros 15-02-2019 » Tragédia em Brumadinho (MG) | MP: Emails da Vale indicam laudo de estabilidade de barragem manipulado
Publicidade
12 de setembro de 2018

PF avalia novo inquérito sobre ataque a Bolsonaro

Foto Reprodução

A Polícia Federal avalia abrir um novo inquérito sobre o ataque ao candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro (RJ). O objetivo é investigar a possibilidade de que um terceiro tenha incentivado Adelio Bispo Oliveira, preso desde a última quinta (6), a cometer o crime.

A informação foi confirmada à reportagem por um envolvido na investigação. Por ora, a PF mantém como principal tese a de que Oliveira agiu sozinho, pois não foram encontrados indícios da existência de um possível mandante.

A hipótese de um coautor ou instigador, no entanto, ainda não foi desconsiderada porque não foi concluída a análise de mídias apreendidas com Oliveira e de dados sobre suas informações financeiras.

Os investigadores já descartaram o envolvimento de um homem que estava próximo ao local do atentado, em Juiz de Fora (MG). Ele prestou depoimento nas primeiras horas após o ataque e foi liberado.

Também não foram encontradas evidências da participação de uma mulher, que, segundo mensagens nas redes sociais, teria entregado a faca a Oliveira.

Diante dos boatos que circulam na internet, a PF estuda, inclusive, a publicação de um comunicado desmentindo informações que não se confirmaram.

O inquérito atualmente em curso tem de ser tocado com celeridade, já que apura crime envolvendo um suspeito preso. O prazo para conclusão é de 15 dias, prorrogável por mais 15.

A ideia de instaurar uma nova investigação, para avaliar a possível interferência de terceiros, visa evitar eventual atraso na apuração principal, que tem como foco o ato praticado por Oliveira.

O caso está sendo conduzido pela Superintendência da PF em Minas, que colhe depoimentos e se debruça sobre o material apreendido. A PF em Brasília fará perícia na faca, analisando as digitais e o DNA do sangue presentes no objeto.


VOLTAR