Pinheiro confirma voto contra impeachment, mas dispara: ‘governo é muito ruim’ » Rede Acontece
Últimas
17-01-2019 » Inseparáveis | Por que você vai ouvir falar muito de Arielle, a coreógrafa da Anitta 17-01-2019 » Bem além da passarela | 5 lutas compradas por Gisele que a tornaram mais do que modelo 17-01-2019 » Discurso nos EUA; veja | Bolsonaro elogiado por Trump? No contexto, talvez não seja assim 17-01-2019 » Deputada e socialista | Por que Ocasio-Cortez é a mulher mais importante dos EUA? 17-01-2019 » Jack estava internada | Ginasta brasileira que defendeu seleção morre aos 17 anos 17-01-2019 » Sexo sem tabu | 'Com 16 eu tinha cama de casal', diz youtuber Dora Figueiredo 17-01-2019 » Onda de violência no estado | Governador do CE pede a Moro reforço em segurança por reação de facções 17-01-2019 » Grito de carnaval da cidade | Shows do CarnaUOL serão em frente ao sambódromo de SP; veja atrações 17-01-2019 » Mercado financeiro | Bolsa sobe e fecha acima de 95 mil pontos pela 1ª vez; Taurus salta 14% 17-01-2019 » Brecha na segurança | Vazamento na web atinge 800 milhões de e-mails e senhas; veja se foi afetado 17-01-2019 » Educação | Economista que chamou docentes de manipuladores será coordenador do Enem 17-01-2019 » Reforma da previdência | Governo quer restringir acúmulo de pensão com aposentadoria 17-01-2019 » No Fórum de Davos, na Suíça | Guedes apresentará privatizações e Previdência como vitrines do Brasil 17-01-2019 » Senador eleito pelo PSL | MP do Rio usa Coaf como 'atalho' para burlar Justiça, diz Flávio Bolsonaro 17-01-2019 » Liminar parou investigação de Queiroz | Flávio Bolsonaro alega ter foro e pede anulação de provas do Coaf no STF 17-01-2019 » Normal ou cesariana? | Como disputas ideológicas no Brasil chegaram ao parto 17-01-2019 » UOL Líderes | País não sobreviverá sem reformas, diz vice da Microsoft América Latina 17-01-2019 » Celular, isqueiro, cabo USB... | Preso tenta voltar para a cadeia com 62 objetos no estômago em SC
Publicidade
10 de maio de 2016

Pinheiro confirma voto contra impeachment, mas dispara: ‘governo é muito ruim’

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

O senador Walter Pinheiro, que recentemente deixou o PT e deve assumir a Secretaria de Educação da Bahia nos próximos dias, confirmou nesta terça-feira (10), véspera da votação da admissibilidade do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT) no Senado, que votará contra o impedimento da petista. O parlamentar defendeu a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que prevê nova eleição para presidente da República já em outubro e afirmou que tanto Dilma como o vice-presidente Michel Temer (PMDB) deveriam ser substituídos por conta da gestão que têm apresentado. “Acho que eles dois deveriam sair, não por pedaladas fiscais, mas pelo conjunto da obra. O governo é muito ruim, por isso defendemos que o povo deveria tirar os dois”, criticou o congressista em entrevista à Metrópole FM. Apesar da crítica à gestão petista, Pinheiro reafirmou a intenção de assumir a Secretaria de Educação logo após a votação do impedimento no Senado.“Amanhã volto a Salvador para conversar com o governador Rui Costa, pegar materiais para conhecer a estrutura lá. Quando o governador me convidou no final do mês de março, eu disse a ele que não tenho muita expertise na área da educação, mas tenho que me cercar de especialistas”, apontou. Segundo o ex-petista, sua ida para a SEC ficou condicionada a dois planos que possuía à época do convite: a saída do PT e a defesa de nova eleição para presidente. Como já saiu do PT, ele diz que sua segunda missão no Senado está se encerrando nesta quarta (11), quando o impeachment tende a ser aprovado e a presidente Dilma afastada por 180 dias. Ele disse ainda que o seu primeiro suplente, Roberto Muniz (PP) só assumirá o cargo no Senado se tiver interesse e que se isso não ocorrer, a segunda suplente, Sílvia Cerqueira, ex-PRB, pode ser acionada. “Ele tem até 30 dias para assumir depois que eu sair”, frisou.


VOLTAR