Polícia Federal deflaga duas Operações simultâneas no combate a fraudes em licitações no Sul da Bahia » Rede Acontece
Últimas
12-11-2018 » 'É um desastre absoluto' | Entrada de juízes e procuradores na política é negativa, diz historiador 12-11-2018 » Não precisa de BO nem documento | Lei do Minuto Seguinte: em caso de estupro, ela deve ser seguida à risca 12-11-2018 » Cuidado ou negligência? | Barrada pelo STF, educação de crianças em casa é defendida por pais 12-11-2018 » Deputado federal por SP | 'Se for necessário prender 100 mil, qual o problema?', diz Eduardo Bolsonaro 12-11-2018 » Líder do Brasileirão | Palmeiras usa lições de 2016 e caminha para o deca fugindo da pressão 12-11-2018 » Orçamento | Recuperar verba da ciência é desafio para Bolsonaro 12-11-2018 » São Paulo demite Aguirre | Troca de técnico gera discussão no SP; Raí defende Jardine 12-11-2018 » Futuro ministro de Bolsonaro | Moro será decisivo na escolha do PGR que vai suceder Dodge 12-11-2018 » Jogador assassinado no PR | Em áudio na manhã do crime, Daniel cita ausência de suspeito 12-11-2018 » Compra de caças da FAB | Juiz suspende depoimento de Palocci em ação contra Lula 12-11-2018 » Resistência em família | Para Iggor Cavalera, fã conservador não entende sua música 12-11-2018 » TAB - Match sob medida | Como as pessoas constroem o 'eu' para serem mais desejadas 12-11-2018 » Sarcasmo britânico | Divertida e eletrizante, Killing Eve é uma das melhores séries do ano 12-11-2018 » Bola na rede | Empates marcam rodada do Brasileirão; veja os gols do domingo 12-11-2018 » Preferência brasileira | Caoa Chery lança trinca de SUVs no Salão do Automóvel de SP 12-11-2018 » Bandeira integra o Escola sem Partido | Veto a discussão de gênero em escolas sofre derrotas na Justiça
Publicidade
6 de novembro de 2018

Polícia Federal deflaga duas Operações simultâneas no combate a fraudes em licitações no Sul da Bahia

Foto Divulgação

A Polícia Federal deflagra na manhã desta terça-feira (06), simultaneamente as Operações Sombra e Escuridão e Elymas Magus, objetivando desarticular duas organizações criminosas especializadas em fraudes a licitações e desvio de recursos públicos que atuavam em diversos municípios da região sul da Bahia. Estão sendo cumpridos 13 mandados de prisão preventiva e 50 mandados de busca em diversas cidades baianas, dentre as quais Aurelino Leal, Camamu, Ibirapitanga, Igrapiúna, Ilhéus, Itabela, Itabuna, Ituberá, Santo Antônio de Jesus, Ubaitaba e Ubatã. Cerca de 115 policiais federais e mais 24 auditores da Controladoria Geral da União participam da ação. As investigações referentes à Operação Sombra e Escuridão tiveram início há pouco mais de um ano, a partir de suspeitas envolvendo os sócios de duas empresas sediadas em Igrapiúna, que, não obstante haverem participado de licitações e recebido vultosos pagamentos de diversos municípios – em contratos de obras, locação de veículos e transporte escolar – eram também beneficiários do programa Bolsa Família, do Governo Federal. Logo se constatou tratar-se de organização criminosa bem estruturada, que operava com pelo menos quatro empresas constituídas em nome de “laranjas” com a finalidade de fraudar licitações. Através dos levantamentos realizados, com o apoio do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da Bahia – TCM/BA e também da Controladoria Geral da União – CGU, foi possível comprovar que essas empresas não possuíam a mínima capacidade para a execução dos serviços e obras contratadas, os quais eram terceirizados mediante a cobrança de um percentual sobre o valor pago pelas prefeituras.
Muitas dessas obras não foram concluídas, a exemplo de creches, unidades básicas de saúde e quadras de esportes.
Foi possível identificar, também, que uma outra organização criminosa, com liderança e integrantes diversos, agia em conluio com a primeira, para, da mesma forma, fraudar licitações em prefeituras do interior do Estado. Tal descoberta deu origem à segunda operação, Elymas Magus, na qual se verificou que essa outra organização atuava de forma a “tumultuar” os processos licitatórios, ora participando dos certames para exigir propina das empresas concorrentes para que desistisse, ora fazendo ajustes prévios e combinações para vencer as licitações e posteriormente abandonar os contratos.
Conforme apurado pela CGU, os valores repassados pelas prefeituras às empresas investigadas entre 2015 e 2017 chegam a 34 milhões de reais.
Os investigados responderão pelos crimes participação em organização criminosa (artigo 2o, §§ 3o e 4o, II e IV, Lei 12.850), fraude a licitação (artigos 90, 92 e 93, Lei 8.666/93), falsidade ideológica (artigo 299, CP), corrupção passiva (artigo 317, CP) e corrupção ativa (artigo 333, CP).
A Operação Sombra e Escuridão foi assim batizada em uma alusão aos leões de Tsavo, os quais teriam aterrorizado os operários de uma ferrovia que estava sendo construída na região de mesmo nome, no Quênia, atrasando sobremaneira a conclusão da obra e, por conseguinte, o desenvolvimento de toda a região. Elymas Magus, por sua vez, significa “feiticeiro” em latim e foi escolhido porque o líder da organização criminosa agia como um ilusionista, fraudando licitações e tumultuando os processos com a utilização de pelo menos dez empresas.


VOLTAR