Polícia Federal deflaga Operação para combater supostos crimes Eleitorais no Sudoeste Baiano » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 16-12-2019 » 'Vilão' do UFC | Americano que chamou Brasil de chiqueiro sai quebrado e humilhado 16-12-2019 » Veja como foi | Festa? São Paulo x Bayern de lendas tem até expulsão 16-12-2019 » 1x1 no Espanhol | Courtois vai para área e ajuda o Real Madrid a empatar com o Valencia 16-12-2019 » Marido está internado | Grávida morre ao cair de deck de 10 metros no litoral de São Paulo 16-12-2019 » Campeonato Francês | Neymar perde pênalti, dá 2 assistências para Mbappé e PSG goleia 16-12-2019 » Acidente na BR-116 | Miss morta em acidente estudava jornalismo e se inspirava em Gisele 16-12-2019 » "Raquetadas contra o Fascismo" | Tênis de mesa é palco de novo caso de faixa antifascista proibida 16-12-2019 » 4 a 0 | Seleção feminina vence e encerra ano no top 10 16-12-2019 » Segurança no trânsito | Cinto de segurança exige manutenção: saiba quando trocar 16-12-2019 » MP aprovada na Câmara | Senado vota transferência do Coaf para o BC na próxima terça 16-12-2019 » Enfrentar a discriminação | Combate a racismo exige reconhecimento de privilégios da branquitude 16-12-2019 » Mundial de Clubes | Ex-rival que disse que Jorge Jesus estava na "pior liga" visita técnico em Doha 16-12-2019 » Chanceler | Em um ano, Ernesto promove guinada ideológica no Itamaraty 16-12-2019 » Novo técnico | Palmeiras acerta com Vanderlei Luxemburgo após busca frustrada por Sampaoli 16-12-2019 » Ao lado de Eduardo | Netanyahu diz que Bolsonaro prometeu mudar embaixada para Jerusalém em 2020 16-12-2019 » Consulta pública foi aberta | Brasil avança para regular uso de inteligência artificial 16-12-2019 » Professores do Objetivo | Confira a resolução do primeiro dia da 2ª fase da Unesp 16-12-2019 » Segue no comando | Tuma é reeleito na Câmara Municipal de São Paulo 16-12-2019 » Meio Ambiente | Após obstrução brasileira, Cúpula do Clima fracassa e adia decisões 16-12-2019 » Juiz de instrução | Moro defende veto, mas Lava Jato em Curitiba mantém juiz de garantias
Publicidade
30 de agosto de 2018

Polícia Federal deflaga Operação para combater supostos crimes Eleitorais no Sudoeste Baiano

Foto Divulgação

A Polícia Federal deflagra nesta quinta-feira (30) a Operação Condotieri, que visa combater crimes eleitorais cometidos em 2016 por um então candidato, eleito vereador, da cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano. Mais de 100 policiais federais cumprem 29 mandados de busca e apreensão, 23 mandados de medidas cautelares diversas da prisão e 61 mandados de intimação nos municípios baianos de Vitória da Conquista, Itabuna, Wenceslau Guimarães, Salvador e Lauro de Freitas, além do Rio de Janeiro/RJ e Cuiabá/MT.

A operação decorre de uma investigação iniciada em 2017 pela Delegacia de Polícia Federal em Vitória da Conquista/BA, sobre o crime de corrupção eleitoral e falsidade durante a eleição de 2016, em que um vereador, então candidato, oferecia empregos no novo Presídio de Vitória da Conquista/BA, que estava prestes a ser inaugurado, em troca de apoio na campanha e de votos. A investigação desvendou ainda que a organização criminosa instalada se utilizou da estrutura de outros órgãos públicos, como o DETRAN e a Zona Azul, para o mesmo fim, bem como omitiu receitas e falsificou recibos entregues na prestação de contas à Justiça Eleitoral. Os investigados se serviram de pelo menos duas empresas de “fachada” para emissão de notas “frias”, que eram utilizadas para a prestação das contas.

Além do vereador, estão envolvidos no esquema um ex-presidente da Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista, o assessor de um deputado federal, um ex-deputado estadual da Bahia, assessores, o ex-diretor do 4º CIRETRAN de Vitória da Conquista, membros da empresa que administra o novo presídio de Vitória da Conquista, sócios administradores do consórcio Zona Azul, além de outras pessoas. Eles responderão pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção passiva, corrupção ativa, corrupção eleitoral, falsidade ideológica, patrocínio infiel e estelionato.

A Justiça Eleitoral determinou ainda o bloqueio de bens e valores de membros da organização criminosa na ordem de aproximadamente R$ 420 milhões, em razão do valor potencial do desvio. Além disso, dois dos mandados cumpridos na operação são em desfavor de empresários alvos na operação CALICUTE, que representou a 37ª fase da operação LAVA JATO, que em 2016 desvendou esquema e corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa em obras do Rio de Janeiro/RJ.


VOLTAR