Posto que não baixar preço do diesel pode ser multado e interditado » Rede Acontece
Últimas
13-12-2018 » Avaliação dos governos | CNI/Ibope: 75% aprovam primeiras medidas de Bolsonaro para o governo 13-12-2018 » Ex-Corinthians | Fla estuda Rodriguinho decisivo, mas fase no Egito é oposta 13-12-2018 » Final é hoje | Fogo no feno! Relembre as 10 maiores tretas de A Fazenda 10 13-12-2018 » Previsto para 2019 | Será o novo VW Golf? Hatch misterioso é flagrado em testes 13-12-2018 » Distante dos favoritos | Aquaman é resposta a 45 anos de zoação com o herói da DC 13-12-2018 » Estádio alviverde | Empresário de proposta bilionária ao Palmeiras tentou comprar Allianz 13-12-2018 » Decisões da Justiça Eleitoral | TSE arquiva ação contra Bolsonaro em caso envolvendo dono da Havan 13-12-2018 » Caso Coaf | 'Não vou decepcionar ninguém', diz Flávio Bolsonaro sobre ex-assessor 13-12-2018 » Levou a Sul-Americana | Pablo vai de 'parça de CR7' a destaque do Atlético-PR campeão 13-12-2018 » Acusado de abusos | GO: após pedido de prisão, centro de João de Deus amanhece esvaziado 13-12-2018 » Desvio de recursos | PF prende prefeito, ex-secretário e faz buscas na Câmara de Mauá (SP) 13-12-2018 » Ataque a igreja em SP | Quinta vítima de atirador de Campinas é velada 13-12-2018 » Pediu recuperação judicial | Credores entram na Justiça contra garantia de aeronaves à Avianca 13-12-2018 » Liminar da tabela do frete | Líder celebra decisão de Fux: Momento não é de greve de caminhoneiros 13-12-2018 » 'Queremos ser brasileiros' | O que dizem os médicos cubanos que querem continuar no Brasil 13-12-2018 » Exausto e desidratado | Homem é libertado após passar dois dias preso em chaminé na Califórnia 13-12-2018 » Rota 2030 vira lei | Carro nacional ficará mais seguro, mas preço não cairá, dizem especialistas
Publicidade
1 de junho de 2018

Posto que não baixar preço do diesel pode ser multado e interditado

Foto Rede Acontece

O governo firmará um acordo com a Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Lubrificantes (Fecombustíveis) para garantir o repasse do desconto de R$ 0,46 no litro do óleo diesel ao consumidor. Em um Termo de Cooperação Técnica, governo – por meio da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) –, federação e distribuidoras se comprometem a fazer o desconto chegar na bomba de combustível. O acordo será assinado amanhã (1º), às 11h, no Ministério de Minas e Energia e foi anunciado pelo ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, em entrevista coletiva na noite de hoje (31) no Palácio do Planalto. Padilha destacou punições possíveis àqueles que não repassarem o desconto: multas de até R$ 9,4 milhões, suspensão temporária das atividades, interdição dos estabelecimentos e até mesmo cassação da licença. A fiscalização será realizada pelos Procons estaduais. Caso um consumidor, ao abastecer com diesel, verificar a não aplicação do desconto, poderá fazer a denúncia ao Procon. Padilha informou ainda que um número de telefone será usado como canal de comunicação para essas denúncias. De acordo com o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Renato Dias, não existe mais nenhum ponto de aglomeração dos caminhoneiros nas rodovias federais. Dias fez um apelo para que os caminhoneiros fiquem atentos a lideranças que incitam novas paralisações.

“A pauta foi exaurida. O governo está garantindo os R$ 0,46 na bomba. Não deixem que falsos líderes com interesses diversos dos interesses do caminhoneiros usem vocês para agitar e fazer baderna nas rodovias federais”. Dias destacou que podem haver eventuais interdições parciais em rodovias, mas não significam que se trata do mesmo movimento. De acordo com ele, a PRF lida com interdições diariamente, provocadas por motivos diversos.


VOLTAR