Prazo para tirar ou regularizar título de eleitor termina no dia 4 de maio » Rede Acontece
Últimas
22-06-2018 » Argentina 0 x 3 Croácia | 'Que ele diga o que quiser', diz Agüero sobre Sampaoli 22-06-2018 » Rivais do Brasil | Kosovo não está na Copa, mas pode afetar duelo Suíça x Sérvia 22-06-2018 » Perfil de capitão | 'Líder não chora', dizem especialistas sobre o capitão Thiago Silva 22-06-2018 » A Rússia É Logo Ali | Quem substitui Neymar em caso de contusão? Comentaristas opinam 22-06-2018 » Pode torcer? | Stycer: Na véspera de jogo, até superstição vira notícia no JN 22-06-2018 » Diz aí, mestre | Uma finta na idade: Zizinho, Ademir da Guia, e a hora de parar 22-06-2018 » Confusão generalizada em restaurante | Presidente da CBF se envolve em briga, e assessor agride torcedor 22-06-2018 » Peru eliminado da Copa | Sonho ao pesadelo em 128 min: como 'conto de fadas' de Guerrero ruiu 22-06-2018 » Imponência chama atenção | Mais caro da Copa, palco de Brasil x Costa Rica tem luxo e puxadinhos 22-06-2018 » Torcedores brasileiros comemoram vexame da Argentina com memes; veja 22-06-2018 » Brasileiros criam "organizadas da seleção" e lançam onda de músicas da Copa 22-06-2018 » 'Jogo de compadres' pode eliminar Argentina e Austrália da Copa do Mundo 22-06-2018 » Cléber Machado se diverte durante transmissão e brinca com reações de Maradona 22-06-2018 » Bruna Marquezine e Rafaella, irmã de Neymar, vão juntas para a Rússia 22-06-2018 » 'Pingue-pongue' | Não teremos outra chance contra PT e PSDB, diz Bolsonaro 22-06-2018 » Empresa vai recorrer | Petrobras perde ação trabalhista de R$ 15 bi para funcionários 22-06-2018 » Assédio na Copa | 'Triste', brasileiro diz que russas não foram coagidas em vídeo 22-06-2018 » Ex-presidente investigado | Lula quis comprar sítio e foi recusado, diz pai do dono do imóvel 22-06-2018 » Brasil enfrenta Costa Rica nesta 6ª | Copa vira sinônimo de dor para Neymar e define astral da seleção 22-06-2018 » Mudança de imagem | Dinossauros não conseguiam colocar a língua para fora
Publicidade
supermercado centrel intersorft centro medico sao gabriel clinica master grafica bandeirante lab laboratorio
27 de janeiro de 2016

Prazo para tirar ou regularizar título de eleitor termina no dia 4 de maio

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

O prazo para transferir o título de eleitor ou pedir a emissão do documento (no caso de jovens com mais de 16 anos) termina no dia 4 de maio neste ano. Isso porque a solicitação deve ser feita até 151 dias antes da votação, que acontece em outubro, como estabelece o calendário eleitoral. Quem está com o título cancelado por ter deixado de votar no último pleito também tem até esta data para regularizar a situação. Neste ano, o primeiro turno das eleições municipais, que vão definir os novos prefeitos e vereadores, está marcado para o dia 2 de outubro. Nas cidades em que houver segundo turno, ele ocorrerá no dia 30. Documentos necessários: Para tirar um novo título, é preciso apresentar documento oficial com foto e comprovante de residência. Quem completar 16 anos até a data do 1º turno pode requerer o documento, mas não é obrigado. Homens com mais de 18 anos também devem levar o certificado de quitação do serviço militar.
Transferência: Quem tem título mas mudou de cidade ou estado e quer pedir a transferência do domicílio eleitoral deve levar o título, um documento com foto e um comprovante de residência – é necessário residir no novo domicílio há pelo menos três meses. O prazo também vale para o eleitor que mudou de residência dentro do próprio município (já que o local de votação poderá ser alterado). Regularização: Quem deseja regularizar a situação perante a Justiça Eleitoral deve comparecer ao cartório mais próximo de casa munido de documento oficial com foto e comprovante de residência. Além disso, é preciso pagar a multa por turno que deixou de votar. Eleitor com deficiência: No dia 4 de maio termina também o prazo para o eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida pedir a transferência do local de votação para uma seção eleitoral especial. Essas seções têm acesso facilitado, como rampas e elevadores. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o cidadão com deficiência é um eleitor comum e tem a obrigação de votar, como todas as outras pessoas alfabetizadas que tenham entre 18 e 70 anos. No Brasil, o voto é facultativo para analfabetos, adolescentes entre 16 e 18 anos e idosos com mais de 70. Quem deixa de comparecer ao colégio eleitoral no dia do pleito e não justifica a ausência pode ter o título cancelado e ser proibido de obter financiamento em banco público, matricular-se em instituição federal, tirar passaporte e assumir cargo público.


VOLTAR