Produto que usa bactéria para matar o Aedes está pronto desde 2006 » Rede Acontece
Últimas
21-06-2018 » Operação na Maré | RJ: morre jovem de 14 anos baleado a caminho da escola 21-06-2018 » Julgamento no STF | Quais as chances de Lula ser solto pelo STF na próxima semana? 21-06-2018 » Imigrantes na fronteira | Brasil vai orientar os pais em ações para resgatar filhos separados nos EUA 21-06-2018 » Denunciaram abusos | Testemunhas dizem que foram procuradas pela Lava Jato para falar sobre sítio e Lula 21-06-2018 » Mais equilíbrio | Análise: Globalização acabou com a 'velha' Copa, e isso é ótimo 21-06-2018 » Montanha-Russa | Cid: 'Jogador com coque samurai não costuma ir bem' 21-06-2018 » Página Cinco | Falta um livro sobre o 'vidente' que cravou o 7 a 1 no bolão em 2014 21-06-2018 » Falha de Cobertura | Neymar treina normalmente para se jogar no chão; assista 21-06-2018 » Burger King é criticado por pedir que russas engravidem de atletas na Copa 21-06-2018 » Espanhol diz que Irã foi 'desleal'; técnico rebate e cita lance de Ramos com Salah 21-06-2018 » 'Talvez o Brasil ganhe de nós em 19 de 20 jogos', diz meia da Costa Rica 21-06-2018 » Que brilho! Anel de namorada de CR7 chama atenção durante jogo de Portugal 21-06-2018 » Cabeleireiro de Neymar bloqueia comentários após críticas ao visual na Copa 21-06-2018 » Pesquisa mundial | Comida está na mão de poucos, e agricultor fica pobre, diz estudo 21-06-2018 » Ex-BBB | Como no caso da Fani: que fazer se hackearem seu Instagram? 21-06-2018 » Mudança climática | Geleiras derretendo e tempestades: veja marcas do aquecimento 21-06-2018 » Desrespeito na Rússia | Ministério público vai investigar brasileiros que insultaram russa 21-06-2018 » Mundial ou La Liga? | Campeonato Espanhol domina gols da Copa, e hoje não foi diferente 21-06-2018 » Brasil x Costa Rica | Multicampeão e 'herói', Navas encara Alisson, seu possível sucessor 21-06-2018 » Jogo pelo grupo C | Guerrero é aposta do Peru para fazer valer a espera de 36 anos
Publicidade
grafica bandeirante clinica master intersorft supermercado centrel centro medico sao gabriel lab laboratorio
22 de janeiro de 2016

Produto que usa bactéria para matar o Aedes está pronto desde 2006

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

O larvicida biológico que usa uma bactéria para matar as larvas do mosquito Aedes aegypti – transmissor da dengue, do chikungunya e do zika vírus – será usado no Distrito Federal a partir desta quinta-feira (21), mas já está pronto para utilização em larga escala há quase dez anos. A fórmula criada no Brasil foi registrada na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 2006, mas nunca foi usada de forma sistemática no país. O produto pode ser aplicado em caixas d’água, piscinas, ralos, vasos de plantas e em qualquer ambiente doméstico, incluindo reservatórios de água potável. A compra só pode ser feita, no entanto, por governos ou empresas especializadas, e não pelo consumidor comum. O larvicida tem como “princípio ativo” o Bacillum thuringiensis israelense (BTI), uma bactéria inofensiva para humanos e animais domésticos, mas letal para o mosquito. Quando a larva do Aedes come essa bactéria na água limpa e parada, recebe quatro toxinas que causam paralisia generalizada e matam o vetor.A versão brasileira, criada pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) em parceria com a empresa nacional Bthek, traz um bacilo em uma solução líquida. Ela é vendida pelo nome comercial “Bt-Horus” e custa cerca de R$ 60 por litro. Em nota enviada ao G1, o Ministério da Saúde informou que só pode incluir um produto no Programa Nacional de Combate à Dengue se ele obtiver registro na Organização Mundial de Saúde (OMS). Essa restrição se aplica, segundo a pasta, porque a aquisição é feita por licitação internacional, com verbas da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). O ministério diz analisar, “além da segurança e da eficácia, o custo-efetividade, o impacto epidemiológico esperado, o protocolo e estratégia de utilização do produto e o impacto orçamentário que será produzido”.


VOLTAR