Profissional autônomo: aprenda a reduzir a mordida do Leão » Rede Acontece
Últimas
19-08-2018 » Striptease até de dia | Festa de Barretos tenta vetar sexo ao ar livre em camping 19-08-2018 » "Meus dois esquimós" | Galvão Bueno parabeniza os netos gêmeos nas redes 19-08-2018 » Cachos soltos | Maju muda visual e ganha elogios dos internautas 19-08-2018 » Separados há 20 anos | Aniversário da filha reúne Demi Moore e Bruce Willis 19-08-2018 » Corinthians perde | Loss vê Grêmio mais entrosado e lamenta falta de treino 19-08-2018 » Às 11h | Atlético-PR recebe Fla no maior jogo de 'torcida única' 19-08-2018 » Emagrecimento | Suco de laranja não é vilão e pode ajudar na perda de peso 19-08-2018 » Atriz tem 78 anos | 'Minha doença é não abandonar a cannabis', afirma Maria Gladys 19-08-2018 » Marcelo e Jesus voltam? | Tite telefona para 'esquecidos' e projeta volta até Copa América 19-08-2018 » Proteínas no cérebro protegem | Algumas pessoas podem ser imunes ao Alzheimer, e ciência descobre razão 19-08-2018 » Mentiras que matam gente | Detalhes do 1º caso de repercussão em que notícia falsa tirou uma vida 19-08-2018 » Diva country bota peões para dançar | Com arena de rodeios lotada, Shania Twain levanta Barretos com clássicos 19-08-2018 » Fila para ver mostra polêmica | Queermuseu tem 1º dia com recorde de público, protesto e proibição no RJ 19-08-2018 » O gênio por trás do AliExpress | Como um 'antinerd' tornou o Alibaba uma potência global do comércio 19-08-2018 » Sonho de muita gente | Transformar o hobby em trabalho nem sempre vai deixar você mais feliz 19-08-2018 » Violência no Rio | Vice de Romário é vítima de roubo; suspeitos tinham pistola e fuzil 19-08-2018 » Surpresas e riscos | Catacumba faz das profundezas de Paris quase uma outra cidade 19-08-2018 » Eleições 2018 | Dinastias políticas lançam mais de 60 candidatos 19-08-2018 » Como fica a CLT em 2019 | Conheça propostas dos presidenciáveis para leis do trabalho 19-08-2018 » Momento instável | Vale a pena investir em imóvel agora? Depende do próximo presidente
Publicidade
clinica master centro medico sao gabriel intersorft lab laboratorio
28 de janeiro de 2016

Profissional autônomo: aprenda a reduzir a mordida do Leão

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

Se você trabalha como autônomo, provavelmente já se deparou com a grande quantia a pagar no Imposto de Renda. Esse tipo de profissional corresponde, atualmente, a 24,1% dos ocupados do país. Entre esses contribuintes estão técnicos de enfermagem, professores, médicos, dentistas, psicólogos, aposentados que continuam trabalhando, entre outros. A maneira menos onerosa de fazer esse recolhimento e evitar multas é planejar o ano de 2016 desde já para evitar uma surpresa desagradável na declaração que será feita até abril de 2017, mas cujo ano-calendário é 2016. Embora pareça cedo, especialistas ouvidos pelo IG apontam que o planejamento deve começar no primeiro mês do ano. O profissional autônomo que presta serviço para empresas, mas cujo rendimento de cada um dos empregos não atinge a faixa para recolhimento de IR pelo empregador, deve ficar atento à soma dos rendimentos tributáveis que pode atingir o piso do rendimento tributável, que em 2015 era de R$ 26,8 mil.Por exemplo, um auxiliar de enfermagem que ganhe R$ 1 mil em um hospital e tenha mais dois empregos com a mesma remuneração. Por mês ele ganha R$ 3 mil líquidos (de diferentes fontes pagadoras), o que por ano resulta em R$ 36 mil, excluindo o 13º salário. “Pelo valor pago ao trabalhador, as empresas não fazem o recolhimento do IR, mas esse profissional precisa pagar o IR mesmo assim porque a somatória dos ganhos juntas [no mesmo CPF] alcança o piso dos rendimentos tributários. Caso não faça o recolhimento no ano terá de quitar as contas com a Receita Federal na hora da declaração. Com isso, terá de pagar multa sobre o total do Imposto a Pagar”, explica Francisco Pinto ao site. Para esse trabalhador, o mais indicado é recolher o Imposto Complementar até o último dia útil deste ano, que será 30 de dezembro. Não é uma obrigação é opcional, mas evita pagamento de outros encargos em cima do imposto de renda.


VOLTAR