PT não quer chapão nas proporcionais e gera conflito na base de Rui » Rede Acontece
Últimas
22-10-2018 » Aprovação será difícil | Lua de mel com Bolsonaro será curta, diz presidente de consultoria de risco 22-10-2018 » Berço político de Cid e Ciro | Haddad se apoia em Camilo para tentar crescer no Ceará 22-10-2018 » Deputado eleito falou em 'fechar' STF | Fala de Eduardo Bolsonaro é golpista, diz Celso de Mello 22-10-2018 » Veja o que pode ser um diferencial | Andar alto, localização e condomínio com preço baixo valorizam o imóvel? 22-10-2018 » Show em SP | Shakira encerra jejum de sete anos e faz festa latina para 40 mil 22-10-2018 » Aventureiro da Honda | A partir de R$ 82.100, WR-V 2019 ganha itens, mas ainda deve controles 22-10-2018 » Cartão está disponível | Candidato já pode consultar local de prova no Enem; veja como 22-10-2018 » A moto e a moda | Maior modelo brasileiro virou piloto e sobreviveu a morte em Interlagos 22-10-2018 » Bola na rede | Palmeiras consolida liderança, e Fla goleia; veja os gols da rodada 22-10-2018 » Pico da Neblina | Série da HBO imagina como seria Brasil com maconha legalizada 22-10-2018 » 'Mecânico virtual' | Veja lista dos 10 carros que mais apresentam falhas, segundo app 22-10-2018 » Resumo do Brasileirão | Bastidores da rodada antecipam confronto entre Palmeiras e Fla 22-10-2018 » Dilema nas Forças Armadas | Prestígio com Bolsonaro agrada, mas também preocupa militares 22-10-2018 » Questionado por brasileira | Em Paris, Ciro Gomes diz que está 'muito cansado' e que o Brasil 'está doente' 22-10-2018 » Disputa em SP | Doria usa Bolsonaro, mas não atrai deputados do PSL da bancada da bala
Publicidade
2 de agosto de 2018

PT não quer chapão nas proporcionais e gera conflito na base de Rui

Foto Rede Acontece

Ao que tudo indica, o PT quer “bagunçar o baba” já organizando pelos partidos da base aliada do governador Rui Costa (PT). Até o próximo sábado (4) quando ocorre a convenção partidária, o governador terá que reorganizar o time. Isso porque a legenda do governador teria combinado a composição de um chapão, mas nas últimas semanas mudou de ideia e agora quer se dividir em duas chapinhas.

A movimentação petista tem causado um “curto-circuito” no grupo. Questionado sobre o assunto, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Angelo Coronel (PSD) confirmou o acordo do chapão. “Foi combinado anteriormente que todos os partidos que compunham a base fariam parte do chapão, a exceção do PCdoB que sempre saiu só. Esperamos que essa premissa que foi acordada há meses se mantenha até o dia da convenção. Porque não se pode mudar a regra do jogo praticamente no seu último minuto. Existem correntes que são contrárias ao chapão, mas a maioria quer o chapão. Vamos trabalhar para que isso aconteça”, ressaltou.

Por outro lado, para o PT tanto faz. Segundo fontes do BNews, os petistas acreditam que no chapão ou chapinhas, ou saindo sozinhos, a sigla fará um número desejável de deputados estaduais e federais.

O governador Rui Costa se reúne com o conselho político nesta quarta-feira (1º) para resolver a escalação.


VOLTAR