Quadrilha é presa por reciclar camisinhas; produtos tinham fungos e remendos » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 12-07-2020 » Opinião | Adnet se supera com imitação de Lula, Ciro, Marina e Dilma 12-07-2020 » Covid na gestação | Mariana Weickert não beija o filho sem máscara 12-07-2020 » Preso desde 2019 | Morre de covid-19 o 1º deputado condenado pelo STF na Lava Jato 12-07-2020 » Lia Assumpção | Opinião: lei das sacolinhas não mudou nosso comportamento 12-07-2020 » Treino para astronauta | Jovem brasileira de 17 anos conquista vaga em curso da Nasa 12-07-2020 » Veja números | Mega-Sena acumula e vai a R$ 44 milhões em semana especial 12-07-2020 » Fronteiras fechadas | Cuba, Cabo Verde e mais: os voos que resgataram brasileiros 12-07-2020 » Na Justiça | Roberto Carlos recupera direito sobre obras de 1960 a 1990 12-07-2020 » Estreia como atriz | 'Estou adorando descobrir novidades', diz Lud sobre atuação 12-07-2020 » Na TV | R. Vasconcellos canta música de Emicida: 'Quase grito de guerra' 12-07-2020 » 'Totalmente Demais' | Germano dá surra em Dino para defender Eliza 12-07-2020 » De Kanye West a Joe Exotic | 6 celebridades que quiseram ser presidente dos EUA 12-07-2020 » Famosos | Jennifer Aniston será madrinha de filha de Katy Perry, diz jornal 12-07-2020 » Cantoras, sim. Já atrizes... | Veja sete artistas da música que desafinaram na hora de atuar 12-07-2020 » Segunda prova da temporada | Hamilton vence com folga na Estíria; Verstappen luta, mas não segura Bottas 12-07-2020 » Na primeira curva | Leclerc bate em Vettel e ambos saem: 'Joguei o esforço da Ferrari no lixo' 12-07-2020 » 'Sandy e Junior: A História' | Doc traz visão sobre vida real que parece ficção 12-07-2020 » UFC | Aldo levou 59 socos na cabeça em 3 minutos antes de ser nocauteado 12-07-2020 » Base política | Partido de Bolsonaro registra mortos e tem só 3% das assinaturas necessárias 12-07-2020 » Esporte | Isaquias: 'Quando é do Sul, é brasileiro. Mas quando é da Bahia, tem que ser baiano?'
Publicidade
22 de novembro de 2018

Quadrilha é presa por reciclar camisinhas; produtos tinham fungos e remendos

Foto Reprodução

Um grupo de 17 pessoas foi preso na China acusado de reciclar camisinhas usadas para venda em supermercados e cadeias de hotéis. Segundo informações do The Sun, a quadrilha chegou a ganhar 5 milhões de libras (equivalente a R$ 22 milhões). O caso aconteceu na província de Hebei, onde foram apreendidas cerca de 500 mil caixas com os produtos, alguns vendidos em embalagens da marca Durex. “As condições de higiene nessas vilas eram muito ruins. Nós vimos as camisinhas que eles estavam fazendo. Eles misturavam elas com óleo de silicone dentro de um balde”, afirmou o chefe de polícia do condado de Cangnan, Zheng Xidan, sobre o processo de reciclagem. Muitas das camisinhas encontradas continham fungos, pequenos remendos e furos. Elas eram vendidas ao varejo por um preço inferior ao das originais. Desde 2014, segundo o tabloide, mais de 10 casos similares foram registrados na região.


VOLTAR