'Reforma é mais dura do que a que eu relatei', diz Arthur Maia sobre proposta » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 18-02-2020 » Professor filmava alunas, diz polícia | Preso gravava genitálias de meninas de 10 anos em colégio de elite de SP 18-02-2020 » Falou sobre crenças | 'Deus é uma invenção do homem', declara Gilberto Gil 18-02-2020 » Mauricio Stycer | Em busca de 'equilíbrio na internet', Mion enfrenta Google 18-02-2020 » Acusa de ameaças | Namorada do goleiro Jean processa ex do atleta por R$ 500 mil 18-02-2020 » Lamborghini alagada | Conserto será mais caro que o de batida de Rubinho 18-02-2020 » Na Bahia | Lorena Improta sairá disfarçada em bloco do ex, Leo Santana 18-02-2020 » Outras prioridades | Miss Bumbum diz por que nunca vai desfilar em escola de samba 18-02-2020 » Educação | MEC vai gastar R$ 20 mi para avaliar fluência de leitura de aluno de 2º ano 18-02-2020 » Filha e namorada estão presas | Acusados de matar família no ABC eram vizinhos; roubo era objetivo inicial 18-02-2020 » Preço do frete | Líder da greve de 2018 pede que caminhoneiros não trabalhem nesta 4ª 18-02-2020 » Veja cena exclusiva | Regina Casé mostra jeitinho brasileiro em "Três Verões" 18-02-2020 » Privacidade | Ex-executivo da Amazon diz que desliga Alexa para conversar 18-02-2020 » B3, IPO, HB e mais | Conheça as siglas do mercado para perder o medo e poder investir 18-02-2020 » Veja finalistas | Série Primeiro Cartel da Capital vence o Grande Prêmio UOL 18-02-2020 » Dono é taxista | Etios 'imortal' roda mais de 1 milhão de km e até trava o odômetro 18-02-2020 » Caso ocorreu em 2013 | Globo é condenada a indenizar vítima de pegadinha no Caldeirão 18-02-2020 » No Cidade Alerta | Luiz Bacci revela ao vivo a uma mãe que a filha foi assassinada 18-02-2020 » Acordo está próximo | Como Felipe Neto e Adnet ajudarão Bota a trazer Yaya Touré 18-02-2020 » Câmbio | Dólar emenda 2ª alta e fecha a R$ 4,358, um novo recorde nominal 18-02-2020 » Campeonato português | Polícia identifica torcedores racistas que ofenderam Marega
Publicidade
6 de julho de 2019

‘Reforma é mais dura do que a que eu relatei’, diz Arthur Maia sobre proposta

Foto Rede Acontece

Ex-relator da reforma da Previdência no governo de Michel Temer, o deputado federal Arthur Maia (PPS-BA) acredita que o atual texto enviado pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL) é mais duro do que o do antecessor. Em entrevista na última quinta-feira (4), o parlamentar reforçou que a proposta precisa ser aprovada para destravar a economia do país. “Não podemos continuar nessa situação quando o país é sangrado por pagar essas aposentadorias cheias de privilégios que não cabem mais ao mundo atual. Estamos fazendo uma reforma para que não exista uma diferença entre brasileiros e estabeleça uma idade mínima. Eu posso me aposentar com R$ 33 mil, mas o pobre se aposenta com dois salários mínimos. Estamos fazendo uma reforma que dê mais dignidade ao sistema previdenciário, que é forjado na diferença e nas discriminações contra alguns e favorecimento de outras. Essa reforma, caso aprovada, vai atrair novos investimentos e destrava a economia”, afirmou o deputado. Ainda de acordo com Maia, a proposta já apresenta diferenças importantes do texto original enviado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. “Conseguimos tirar pontos muito ruins. A capitalização, em vez de se ter um INSS, cada trabalhador teria uma conta que seria depositado um dinheiro mensal que ao final da sua vida teria aquela conta com o ativo para pagar sua aposentadoria. Isso acabaria com uma a aposentadoria pública no Brasil”, avaliou o deputado.


VOLTAR