Remédio usado em aborto legal e casos de hemorragia some do SUS » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 31-05-2020 » 'É um grupo muito obsoleto' | Trump anuncia que adiará cúpula do G7 e convidará mais países para encontro 31-05-2020 » UFC Las Vegas | Durinho dá show, massacra ex-campeão e desafia colega de treino por título 31-05-2020 » Aponta dados da Saúde | Comorbidades neurológicas são as mais presentes em crianças com covid 31-05-2020 » Governo | Bolsonaro visita Goiás e volta a atacar Judiciário: 'Tudo aponta para crise' 31-05-2020 » Repasses de R$ 2,75 milhões | Promotoria investiga transferências entre contas de Ricardo Salles 31-05-2020 » Asfixiado por policial | EUA registram mais um dia de protestos violentos por morte de George Floyd 31-05-2020 » Ministro da Educação | Weintraub cita 'mudar regras' para evitar Brasil em 'paraíso esquerdista' 31-05-2020 » Benefício de R$ 600 | Acordo fixa prazo de 20 dias para análise de pedidos do auxílio 31-05-2020 » 'Procuradoria do Bolsonaro' | Prédio da PGR é alvo de pichação, e órgão repudia vandalismo 31-05-2020 » Coronavírus no país | Quarentena em SP é prorrogada até 15/06, mas comércio poderá ser reaberto antes 31-05-2020 » Não deu muito certo | Anitta fica de ponta-cabeça em desafio com Gui Araújo e ri 31-05-2020 » 'Somos 70%' | Xuxa adere a campanha contra Jair Bolsonaro 31-05-2020 » Na Redetv! | Sikêra Jr. usa camisa de força e critica Bolsonaro em live 31-05-2020 » 'Montagem?' | Sheherazade zomba de terraplanistas após voo de foguete 31-05-2020 » Pais de Duda Reis | Sogros de Nego do Borel voltam a criticar namoro: 'Mau-caráter' 31-05-2020 » Em frente ao marido | Flávia Alessandra confessa que já ficou excitada em cena 31-05-2020 » Pandemia de coronavírus no Brasil | Brasil passa França em mortes e tem maior número de casos em 24h 31-05-2020 » Acidente de carro | Centurión pensou em se matar após tragédia com a namorada 31-05-2020 » M.M Izidoro | Não vamos mudar o mundo. Ainda bem 31-05-2020 » Cozinha Bruta | Vamos trancar o gado em bares e jogar chave fora
Publicidade
1 de abril de 2019

Remédio usado em aborto legal e casos de hemorragia some do SUS

Foto Reprodução

Ministério da Saúde ainda não realizou, em 2019, compra do misoprostol, medicamento de uso obrigatório em 4.141 serviços de saúde obstétricos com leitos do SUS. A informação é do jornal Folha de S. Paulo. O fármaco é indispensável para a saúde da mulher, sendo indicado para diversas finalidades, como indução do parto e tratamento do aborto incompleto, espontâneo ou induzido. Também faz parte da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename). Segundo a reportagem, para que o remédio estivesse disponível, a licitação deveria ter iniciado em setembro do ano passado, mas, até o momento, o Ministério da Saúde não deu entrada nos trâmites necessários para a compra com o único laboratório farmacêutico que o produz, o Hebron. Desde os anos 2000, o misoprostol é vendido pela empresa com o nome comercial Prostokos, nas formulações de 25 microgramas para a indução do parto vaginal e 200 microgramas para problemas relacionados a complicações no parto, tratamento do aborto incompleto e indução do parto com feto morto. A escassez do Prostokos nas maternidades pode trazer como consequências o aumento do número de cesarianas e o uso de procedimentos invasivos para o tratamento de abortos.


VOLTAR