Revista Época pede desculpas a nora de Bolsonaro por “erro” » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 29-05-2020 » Os Canalhas | Silvio Luiz cita J. Jesus e cobra mais humildade do futebol brasileiro 29-05-2020 » Bruno Guimarães endossa Neymar | Assim como o menino da vila, o meio-campista achou futebol francês 'duro' 29-05-2020 » Análise - Lei em Campo | Clubes que acabarem com time feminino podem não disputar a Libertadores 29-05-2020 » Assista a partir das 19h | Hoje tem pré-estreia da nova série 'Drauzio em Campo: Amazônia' 29-05-2020 » Durante ditadura | Documento derruba suspeita de que Raul teria delatado P. Coelho 29-05-2020 » Música hoje na web | Lives de sexta: Matheus e Kauan, Felipe Araújo, Salgadinho, Ret e mais 29-05-2020 » Telejornalismo | Gottino se demite da CNN Brasil e volta à Record como estrela 29-05-2020 » Quarentena | Justiça suspende liminar que reabriria loja da Havan em SP 29-05-2020 » Sem luvas | Tyson vai receber US$ 20 milhões por volta; compare lutas 29-05-2020 » Hoje, a partir das 17h | Estúdio UOL em Casa: 5 fatos que você não sabia sobre Melim 29-05-2020 » Jogo contra Juventus | Por que título de 51 do Palmeiras não passa na TV e como ver imagens 29-05-2020 » Com Steve Carell | 'Space Force' não é 'The Office no espaço', mas vai te divertir 29-05-2020 » Caso Bilynskyj, em SP | Secretaria: Polícia errou ao contar fuzil a mais em casa de delegado 29-05-2020 » Carlos Affonso | Opinião: Brasil não precisa importar nova regra de Trump sobre redes sociais 29-05-2020 » Mercado de videogames | Preço do Switch mais do que dobra desde janeiro, e situação pode ficar muito pior 29-05-2020 » Mercado financeiro | Investe em fundos? O imposto come-cotas tirará um pouco do seu ganho hoje 29-05-2020 » Sevilla x Betis dia 11 | Espanhol oficializa retorno com clássico e jogos em quase todos os dias 29-05-2020 » Coronel vai chefiar a Funasa | Governo dá a partido do centrão presidência de órgão bilionário da Saúde 29-05-2020 » Entrevista ao UOL | Blefando, Bolsonaro acha que vai fazer o Supremo se ajoelhar, diz Dirceu 29-05-2020 » Tratava um câncer | Jornalista e escritor Gilberto Dimenstein morre aos 63 anos em São Paulo
Publicidade
17 de setembro de 2019

Revista Época pede desculpas a nora de Bolsonaro por “erro”

Foto: Reprodução

A Revista Época publicou uma nota reconhecendo o erro pela reportagem em que Heloisa Bolsonaro, nora do presidente da República, foi alvo. Na nota, o Conselho Editorial do Grupo Globo reconhece pede desculpa a psicóloga, afirmando ter ocorrido uma “decisão editorial equivocada”. Heloisa Bolsonaro, esposa do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), foi vítima de uma reportagem tendenciosa, quando um repórter da Revista Época se passou por homossexual e gravou sessões com ela, divulgando na matéria. A reportagem da revista foi duramente criticada pelo presidente Jair Bolsonaro e ganhou repercussão negativa na sociedade. O Conselho Editorial do Grupo Globo divulgou a seguinte nota: “Como toda atividade humana, o jornalismo não é imune a erros. Os controles existem, são eficientes na maior parte das vezes, mas há casos em que uma sucessão de eventos na cadeia que vai da pauta à publicação de uma reportagem produz um equívoco. Foi o que aconteceu com a reportagem “O coaching on-line de Heloisa Bolsonaro: as lições que podem ajudar Eduardo a ser embaixador”, publicada na última sexta-feira. ÉPOCA se norteia pelos Princípios Editoriais do Grupo Globo, de conhecimento dos leitores e de suas fontes desde 2011. Mas, ao decidir publicar a reportagem, a revista errou, sem dolo, na interpretação de uma série deles. É certo que em sua seção II, item 2, letra “h”, está dito: “A privacidade das pessoas será respeitada, especialmente em seu lar e em seu lugar de trabalho. A menos que esteja agindo contra a lei, ninguém será obrigado a participar de reportagens”. A letra “i” da mesma seção abre a seguinte exceção: “Pessoas públicas – celebridades, artistas, políticos, autoridades religiosas, servidores públicos em cargos de direção, atletas e líderes empresariais, entre outros – por definição abdicam em larga medida de seu direito à privacidade. Além disso, aspectos de suas vidas privadas podem ser relevantes para o julgamento de suas vidas públicas e para a definição de suas personalidades e estilos de vida e, por isso, merecem atenção. Cada caso é um caso, e a decisão a respeito, como sempre, deve ser tomada após reflexão, de preferência que envolva o maior número possível de pessoas”. O erro da revista foi tomar Heloisa Bolsonaro como pessoa pública ao participar de seu coaching on-line. Heloisa leva, porém, uma vida discreta, não participa de atividades públicas e desempenha sua profissão de acordo com a lei. Não pode, portanto, ser considerada uma figura pública. Foi um erro de interpretação que só com a repercussão negativa da reportagem se tornou evidente para a revista. Em sua seção 1, item 1, letra “r”, os Princípios Editoriais do Grupo Globo determinam: “Quando uma decisão editorial provocar questionamentos relevantes, abrangentes e legítimos, os motivos que levaram a tal decisão devem ser esclarecidos”. E o preâmbulo da mesma seção estabelece com clareza: “Não há fórmula, e nem jamais haverá, que torne o jornalismo imune a erros. Quando eles acontecem, é obrigação do veículo corrigi-los de maneira transparente”. É ao que visa esta Carta aos Leitores. Explicar o que levou à decisão editorial equivocada, reconhecer publicamente o erro e pedir desculpas a Heloisa Bolsonaro e aos leitores de ÉPOCA.”


VOLTAR