Rui exige contribuição para fazer programas de TV e deixa deputados furiosos » Rede Acontece
Últimas
18-01-2019 » Caso Daniel | Âncora acusado de fake news por família Brittes é chamado a depor 18-01-2019 » Questão de higiene | Tem problema ter lixo na pia ou aumenta risco de bactérias? 18-01-2019 » Jack estava internada | Ginasta brasileira que defendeu seleção morre aos 17 anos 18-01-2019 » Defensora dos animais | Luisa Mell: 'Pode ter mulher agredida onde tem bicho apanhando' 18-01-2019 » Acordo com pai dela | Felipe Neto pagará 'acompanhamento psicológico' a Melody 18-01-2019 » Exclusivo | Funcionária que disparou WhatsApp para Bolsonaro ganha cargo no Planalto 18-01-2019 » Investigação contra Queiroz | Ministro do STF afirma que pedido de Flávio foi 'confissão de culpa' 18-01-2019 » Ex-ministro de Temer | Bolsonaro escolhe general Silva e Luna para ser o diretor-geral de Itaipu 18-01-2019 » Medidas econômicas | Auxílio-reclusão e pensão por morte vão passar por pente-fino; entenda 18-01-2019 » Educação | Governo suspende nomeação de diretor para coordenar Enem 18-01-2019 » Relações com o país vizinho | Bolsonaro cita PT e diz que Brasil tem culpa em crise na Venezuela 18-01-2019 » Atacante do Santos | Fla encaminha acerto com Bruno Henrique por R$ 23 milhões 18-01-2019 » Copa São Paulo | SP bate Cruzeiro nos pênaltis e pega Guarani na semifinal 18-01-2019 » Ex-comandante do Exército | Símbolo de superação, Villas Bôas traz voz moderada ao Planalto 18-01-2019 » Para descobrir o que têm | Pessoas com doenças misteriosas buscam 'detetives' nos EUA 18-01-2019 » Salão de Detroit | Nissan revela que futuro Versa será 'surpreendente como o Kicks'
Publicidade
10 de agosto de 2018

Rui exige contribuição para fazer programas de TV e deixa deputados furiosos

Foto Rede Acontece

Imagem Reprodução

Apesar da aparente tranquilidade dos candidatos a deputado do grupo do governador Rui Costa (PT), uma exigência feita pela coordenação de sua campanha causou um alvoroço sem tamanho entre eles. Foi a decisão de cobrar recursos do fundo partidário de cada um dos candidatos para financiar a produção do programa eleitoral do petista.

Pelo combinado, cada deputado federal vai disponibilizar R$ 100 mil, os deputados estaduais que são candidatos a federal, R$ 50 mil, os candidatos a federal, R$ 20 mil, os estaduais candidatos à reeleição, R$ 20 mil, e os candidatos a deputado estadual sem mandato, R$ 10 mil.

A contribuição, com seus respectivos valores, foi acertada durante uma reunião do Conselho Político do governador, há cerca de 15 dias, e ao ser relatada pelos presidentes de partidos que compõem a base a seus respectivos parlamentares, causou um furdunço e tanto.

A grita maior foi entre os candidatos à Assembleia Legislativa, deputados ou não, que se queixam de não estarem recebendo absolutamente nada do fundo eleitoral para suas campanhas pelos partidos, que priorizaram a eleição de bancadas na Câmara, fonte principal de sua força política.

Eles argumentam que, por este motivo, não têm tido acesso a recursos do fundo partidário e não fazia sentido desembolsar dinheiro para ajudar na campanha do governador. Muitos chegaram a alegar que o adversário José Ronaldo, candidato do DEM ao governo, não tem agido da mesma forma com os candidatos a deputado de sua coligação.

Apesar dos protestos, no entanto, não houve jeito e o governador vai receber o dinheiro. “Estamos mesmo no fim do mundo. Onde já se viu deputado sustentar campanha de governador, meu Deus?”, questiona um deputado, com cara de horror, ao Política Livre.


VOLTAR