Salvador foi capital com cesta básica mais barata em agosto, indica análise » Rede Acontece
Últimas
23-10-2018 » Presidenciável do PSL | Bolsonaro promete R$ 10 bi à ciência e quer astronauta ministro 23-10-2018 » Após fala de Eduardo | Em carta a Celso de Mello, Bolsonaro diz prestigiar STF 23-10-2018 » Candidato do PT | Duas semanas após 1º turno, Marina Silva declara 'voto crítico' em Haddad 23-10-2018 » Marcado para 24 de outubro | TRF-4 nega pedido de Vaccari para adiar julgamento de Palocci 23-10-2018 » 'Marginais vermelhos' | PT anuncia ações contra Bolsonaro por apologia ao crime após discurso 23-10-2018 » Campeonato Brasileiro | Santos marca no fim e empata com Inter por 2 a 2; assista aos gols 23-10-2018 » Ministério do Trabalho | 2017: Salário médio das mulheres cresce mais que de homens 23-10-2018 » Não é só Remy | Relembre mortos que 'ressuscitaram' do autor de Segundo Sol 23-10-2018 » SUVs | Jeep Renegade mudado e novos rivais: como fica o mercado 23-10-2018 » Personalidade forte | Sassá, F. Melo: futebol evolui, mas jogadores indomáveis resistem 23-10-2018 » Papo com o técnico | Renato Gaúcho: Grêmio pode encarar o Real de igual para igual 23-10-2018 » Desfila na SPFW | 'Tento me posicionar de uma forma mais sutil', diz Camila Queiroz 22-10-2018 » Submundo do marketing político | Como opera o mercado ilegal de santinhos virtuais via WhatsApp 22-10-2018 » Mais votado no 1º turno no AM | Wilson Lima tem respaldo de grupo de comunicação e apoia Bolsonaro 22-10-2018 » Opositor do regime morto na Turquia | As versões dadas pela Arábia Saudita até admitir assassinato de jornalista
Publicidade
5 de setembro de 2018

Salvador foi capital com cesta básica mais barata em agosto, indica análise

Foto Rede Acontece

Em agosto, Salvador foi a capital que registrou a cesta básica mais barata, com custo médio de R$ 311,92. A cidade registrou também a terceira maior redução de preço, em cerca de -3.02%, ficando atrás apenas de Porto Alegre, cuja redução foi de -3,50%, e de João Pessoa, que reduziu -3,36%. Os dados são do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), que publicou o resultado do último mês nesta quarta-feira (5). Segundo informações da Agência Brasil, as únicas capitais que registraram alta foram Florianópolis, com acréscimo de 3,86%, Manaus, de 1,41%, e Aracaju, de 0,01%. Ainda assim, a cesta básica mais cara é a de São Paulo. Na capital paulista, o custo médico na compra dos alimentos básicos é de R$ 432,81. De acordo com a publicação, para chegar a esse resultado, o Dieese calculou o salário mínimo ideal em agosto com base na cesta mais cara. Assim, eles concluíram que o valor mínimo para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria ser de R$ 3.636,04, o que equivalente a 3,81 vezes o salário mínimo atual, que é de R$ 954.


VOLTAR