Serviços da Rede de Atenção e Defesa da Criança e do Adolescente trocam experiências » Rede Acontece
Últimas
17-01-2019 » Inseparáveis | Por que você vai ouvir falar muito de Arielle, a coreógrafa da Anitta 17-01-2019 » Bem além da passarela | 5 lutas compradas por Gisele que a tornaram mais do que modelo 17-01-2019 » Discurso nos EUA; veja | Bolsonaro elogiado por Trump? No contexto, talvez não seja assim 17-01-2019 » Deputada e socialista | Por que Ocasio-Cortez é a mulher mais importante dos EUA? 17-01-2019 » Jack estava internada | Ginasta brasileira que defendeu seleção morre aos 17 anos 17-01-2019 » Sexo sem tabu | 'Com 16 eu tinha cama de casal', diz youtuber Dora Figueiredo 17-01-2019 » Onda de violência no estado | Governador do CE pede a Moro reforço em segurança por reação de facções 17-01-2019 » Grito de carnaval da cidade | Shows do CarnaUOL serão em frente ao sambódromo de SP; veja atrações 17-01-2019 » Mercado financeiro | Bolsa sobe e fecha acima de 95 mil pontos pela 1ª vez; Taurus salta 14% 17-01-2019 » Brecha na segurança | Vazamento na web atinge 800 milhões de e-mails e senhas; veja se foi afetado 17-01-2019 » Educação | Economista que chamou docentes de manipuladores será coordenador do Enem 17-01-2019 » Reforma da previdência | Governo quer restringir acúmulo de pensão com aposentadoria 17-01-2019 » No Fórum de Davos, na Suíça | Guedes apresentará privatizações e Previdência como vitrines do Brasil 17-01-2019 » Senador eleito pelo PSL | MP do Rio usa Coaf como 'atalho' para burlar Justiça, diz Flávio Bolsonaro 17-01-2019 » Liminar parou investigação de Queiroz | Flávio Bolsonaro alega ter foro e pede anulação de provas do Coaf no STF 17-01-2019 » Normal ou cesariana? | Como disputas ideológicas no Brasil chegaram ao parto 17-01-2019 » UOL Líderes | País não sobreviverá sem reformas, diz vice da Microsoft América Latina 17-01-2019 » Celular, isqueiro, cabo USB... | Preso tenta voltar para a cadeia com 62 objetos no estômago em SC
Publicidade
12 de maio de 2016

Serviços da Rede de Atenção e Defesa da Criança e do Adolescente trocam experiências

Imagem Divulgação

Imagem Divulgação

Apresentar os serviços que fazem parte da Rede de Atenção e Defesa da Criança e do Adolescente de modo a aperfeiçoar o trabalho desenvolvido por eles, através da troca de experiências. É esse o objetivo do projeto “Conhecendo as instituições que compõem a Rede”, que será desenvolvido ao longo do ano. A primeira visita aconteceu esta semana e foi à Associação Conquistense de Integração do Deficiente (Acide). Na ocasião, os participantes conheceram a estrutura física e o funcionamento da Acide, bem como os professores e alunos. A instituição, fundada em 1989, é voltada para a educação de pessoas cegas ou com baixa visão, inclusive, com aulas em sistema Braille. Estas aulas também beneficiam pessoas que não possuem deficiência visual. “Atendemos aproximadamente 150 pessoas, entre cegos e pessoas com baixa visão. Para desenvolver nosso trabalho, contamos com a parceria da Prefeitura e com doações de pessoas físicas, de instituições governamentais e não governamentais. A nossa luta é para que toda nossa cidade ofereça acessibilidade para todos os tipos de deficiência”, explicou o vice-presidente da Acide, Luiz Fernando Pereira. No próximo mês, os integrantes da Rede de Atenção vão conhecer os Centros de Referência em Assistência Social (Cras). Há 8 instalados no município. “É importante que toda a Rede tenha consciência, conhecimento acerca dos serviços para o fortalecimento dela”, explicou a coordenadora da Rede, Eslange Silva.


VOLTAR