Sessão para votar afastamento de Dilma é confirmada para quarta » Rede Acontece
Últimas
22-10-2018 » Aprovação será difícil | Lua de mel com Bolsonaro será curta, diz presidente de consultoria de risco 22-10-2018 » Berço político de Cid e Ciro | Haddad se apoia em Camilo para tentar crescer no Ceará 22-10-2018 » Deputado eleito falou em 'fechar' STF | Fala de Eduardo Bolsonaro é golpista, diz Celso de Mello 22-10-2018 » Veja o que pode ser um diferencial | Andar alto, localização e condomínio com preço baixo valorizam o imóvel? 22-10-2018 » Show em SP | Shakira encerra jejum de sete anos e faz festa latina para 40 mil 22-10-2018 » Aventureiro da Honda | A partir de R$ 82.100, WR-V 2019 ganha itens, mas ainda deve controles 22-10-2018 » Cartão está disponível | Candidato já pode consultar local de prova no Enem; veja como 22-10-2018 » A moto e a moda | Maior modelo brasileiro virou piloto e sobreviveu a morte em Interlagos 22-10-2018 » Bola na rede | Palmeiras consolida liderança, e Fla goleia; veja os gols da rodada 22-10-2018 » Pico da Neblina | Série da HBO imagina como seria Brasil com maconha legalizada 22-10-2018 » 'Mecânico virtual' | Veja lista dos 10 carros que mais apresentam falhas, segundo app 22-10-2018 » Resumo do Brasileirão | Bastidores da rodada antecipam confronto entre Palmeiras e Fla 22-10-2018 » Dilema nas Forças Armadas | Prestígio com Bolsonaro agrada, mas também preocupa militares 22-10-2018 » Questionado por brasileira | Em Paris, Ciro Gomes diz que está 'muito cansado' e que o Brasil 'está doente' 22-10-2018 » Disputa em SP | Doria usa Bolsonaro, mas não atrai deputados do PSL da bancada da bala
Publicidade
10 de maio de 2016

Sessão para votar afastamento de Dilma é confirmada para quarta

Foto: Conquista Acontece

Foto: Rede Acontece

Após um dia marcado por reviravoltas, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), confirmou nesta noite de segunda-feira, 9, que a sessão para votar o afastamento da presidente Dilma Rousseff começará na quarta-feira , 11, a partir das 9 horas. Ele anunciou que a partir das 15 horas abrirá o livro para que os senadores se inscrevam para falar a favor ou contra a instauração do processo contra a petista por crime de responsabilidade.Pelo calendário proposto por Renan, a sessão do afastamento de Dilma terá uma série de intervalos: começa às 9 horas e há uma pausa ao meio-dia; é retomada às 13 horas e uma nova paralisação às 18 horas; retorna às 19 horas para concluir os debates e começar a votação, que é aberta e deverá ser realizada por meio do painel eletrônico do plenário.”A expectativa é que tenhamos pelo menos a participação de 60 oradores”, disse Renan, estimando que a sessão pode durar até 10 horas. Ele e aliados querem concluir a votação ainda na quarta-feira. O presidente do Senado disse que vai se reunir nesta terça-feira 10, com os líderes partidários a fim de dirimir dúvidas. Entre elas, qual o prazo que haverá para a manifestação, se cinco ou dez minutos para cada um. A defesa de Dilma e o relator da admissibilidade na Comissão Especial do Impeachment, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), também têm direito a se manifestar.


VOLTAR