STF envia inquérito da delação da Odebrecht contra Lídice para o TRE-BA » Rede Acontece
Últimas
20-01-2019 » Campeonato Paulista | Na Arena, Corinthians marca no último lance e empata com São Caetano 20-01-2019 » Funcionários fantasmas | Assembleias Legislativas de 16 estados são alvo de investigações 20-01-2019 » Campeonato Carioca | Fla sai atrás após falha de R. Caio, mas vira e bate Bangu por 2 a 1 20-01-2019 » Movimentações atípicas | Caso de Flávio Bolsonaro "não tem nada" a ver com governo, diz Mourão 20-01-2019 » Músico morreu aos 53 | Corpo de Marcelo Yuka é enterrado em cemitério no Rio 20-01-2019 » "Podem ser diferentes" | 1º encontro com aliens será chocante, aposta astrofísico de Harvard 20-01-2019 » istambul basaksehir | Com Robinho, time de 'velhinhos' provoca revolução na Turquia 20-01-2019 » Campeonato Gaúcho | Fora de casa, Grêmio goleia Novo Hamburgo por 4 a 0 em sua estreia 20-01-2019 » Campeonato Mineiro | Ricardo Oliveira brilha, marca 3, e Atlético-MG goleia Boa Esporte por 5 a 0 20-01-2019 » Presidente flexibilizou posse | "Estado não está obrigando ninguém a adquirir armas de fogo", diz delegada 20-01-2019 » Carolina Ligabue conhece elite do país | Ela tuitou traições e bastidores de ricos e famosos e viralizou 20-01-2019 » Nutricionista falou no VivaBem Talks | Luta contra efeito sanfona na dieta? Confira essas 5 dicas de Veronica Laino 20-01-2019 » Queloides inflamadas no corpo | "Levei 16 anos para achar solução para as cicatrizes que me abalavam muito" 20-01-2019 » 'Temos uma cota pessoal' | Deputados do PSL montam estratégia contra parlamentares do PT e PSOL 20-01-2019 » Delação premiada | Palocci diz que Lula pediu R$ 30 mi para Delfim e Bumlai em obra de Belo Monte
Publicidade
12 de junho de 2018

STF envia inquérito da delação da Odebrecht contra Lídice para o TRE-BA

Foto Rede Acontece

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a movimentação do inquérito que investiga a senadora Lídice da Mata (PSB/BA) para o Tribunal Regional Eleitoral do Estado da Bahia (TRE-BA). De acordo com o site G1, Celso de Mello, relator do inquérito, destaca que os crimes investigados aconteceram antes de Lídice da Mata se tornar senadora. Na época, ela ocupava os cargos de deputada estadual (2006) e de deputada federal (2010). Ainda segundo a publicação, o ministro do STF reforça que o fato investigado “não guarda qualquer relação de pertinência com as funções inerentes ao ofício parlamentar”. Seguindo o entendimento recente da Suprema Corte, de que o foro privilegiado é aplicável apenas aos crimes cometidos durante o mandato que tenham relação com a função, Celso de Mello declinou da competência e determinou o envio da investigação ao TRE da Bahia. O inquérito contra Lídice da Mata foi aberto após delação do colaborador José de Carvalho Filho, da Odebrecht, e investiga se a senadora recebeu vantagens ilícitas em sua campanha eleitoral ao Senado Federal no ano de 2010. O Ministério Público aponta que a senadora teria recebido R$ 200 mil por meio do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht em planilha onde era conhecida pelo codinome “feia”. Na ocasião da abertura do inquérito, Lídice afirmou que tem a confiança de que tudo será esclarecido. “A seriedade da minha vida pública fala por mim. Quem não deve não teme”, disse.


VOLTAR