Sua voz pode ser a próxima tecnologia tão poderosa quanto o celular » Rede Acontece
Últimas
15-02-2019 » Mudanças na Previdência | Idade inicial, capitalização e transição ainda são dúvidas na reforma 15-02-2019 » Líderes foram transferidos | Cúpula do PCC só soube que iria para presídio federal ao embarcar em avião 15-02-2019 » 'Onde estiver estarei' | A história de amor que movia Christian, morto no CT do Flamengo 15-02-2019 » Confissões de Carnaval | 'Os artistas que eu olhava na televisão já peguei todos', diz Gabi Prado 15-02-2019 » 'A gente parou de se falar' | Marcelo Falcão conta por que não foi ao enterro de Yuka, da banda O Rappa 15-02-2019 » Crise no governo | Chamado de mentiroso por Bolsonaro, Bebianno tem OK para manter cargo 15-02-2019 » Na Câmara do RJ | Carlos Bolsonaro apoia medalha a Mourão após crítica a 'discussão' 15-02-2019 » Ricardo Feltrin | Record rompe acordo e tira profissionais do SBT; Silvio vai retaliar 15-02-2019 » Reclamou de contexto | Damares aconselha pais de meninas a fugirem do Brasil 15-02-2019 » Teria de cobrar R$ 4 | SP desafia decisão da Justiça e mantém tarifa de ônibus a R$ 4,30 15-02-2019 » Senadora líder da CCJ | Tebet: 'Estou com as mulheres, mas sou contra o aborto' 15-02-2019 » Ela estará no CarnaUOL, em SP | Humor: Blogueirinha sugere derrubar bebida e se desculpar ao ver famoso na festa 15-02-2019 » UOL já viu o filme | Crítica: Marighella é um produto do Brasil polarizado pós-2013 15-02-2019 » Presidente dos EUA | Trump declara emergência nacional para construir muro na fronteira com o México 15-02-2019 » Morto em supermercado do RJ | Mãe viu filho levar 'gravata' de vigia e diz que ele iria para clínica
Publicidade
25 de junho de 2018

Sua voz pode ser a próxima tecnologia tão poderosa quanto o celular

Foto: Reprodução

Algumas pessoas já devem ter se questionado sobre: qual tecnologia poderá substituir os celulares. Alguns itens já vem tentando, como óculos ou relógios inteligentes, mas e se a sua voz pudesse mudar tudo na indústria tecnológica? Segundo Brad Abrams, gerente de produto do Google Assistente, ‘estamos vendo só o começo do que a tecnologia de falar com objetos poderá fazer’. O executivo garante que “estamos bem no começo dessa geração de entender a fala humana. Se você olhar todo o passado, nós sempre ensinamos humanos a interagir com computador do jeito que as máquinas precisavam. Agora é a primeira vez que nós estamos tentando ensinar computadores a interagir da maneira que os humanos querem”, afirmou Abrams, em uma entrevista ao portal UOL. Já existem alguns dispositivos assistentes virtuais como Google Assistente, Siri (Apple), Alexa (Amazon), Cortana (Microsoft) e Bixby (Samsung), mesmo que nem todos ainda funcionam em português. Mas o que você pode pedir com o comenda da sua voz ainda está para ser desenvolvido.
Um avanço esperado é que as assistentes se liguem a aplicativos de terceiros, o que fará com que a nossa voz seja capaz de fazer muito mais coisas com os dispositivos. Isso significa que não será apenas falar com o celular e sim com qualquer objeto – a ideia é conhecida como internet das coisas. “O que mais estou animado é com a ‘ambient computing’ (‘computação ambiental’). Agora você está interagindo com esse dispositivo, aquela tela grande, esse laptop. Acho que no futuro seria você só dizer ‘hey, que horas são’ e o sistema escolhe que dispositivo é o melhor para responder”, opina o gerente do Google. Ao que tudo indica, o futuro nos reserva grandes novidades no mundo tecnológico.


VOLTAR