Temer diz que Bolsonaro é fenômeno real » Rede Acontece
Últimas
23-10-2018 » Presidenciável do PSL | Bolsonaro promete R$ 10 bi à ciência e quer astronauta ministro 23-10-2018 » Após fala de Eduardo | Em carta a Celso de Mello, Bolsonaro diz prestigiar STF 23-10-2018 » Candidato do PT | Duas semanas após 1º turno, Marina Silva declara 'voto crítico' em Haddad 23-10-2018 » Marcado para 24 de outubro | TRF-4 nega pedido de Vaccari para adiar julgamento de Palocci 23-10-2018 » 'Marginais vermelhos' | PT anuncia ações contra Bolsonaro por apologia ao crime após discurso 23-10-2018 » Campeonato Brasileiro | Santos marca no fim e empata com Inter por 2 a 2; assista aos gols 23-10-2018 » Ministério do Trabalho | 2017: Salário médio das mulheres cresce mais que de homens 23-10-2018 » Não é só Remy | Relembre mortos que 'ressuscitaram' do autor de Segundo Sol 23-10-2018 » SUVs | Jeep Renegade mudado e novos rivais: como fica o mercado 23-10-2018 » Personalidade forte | Sassá, F. Melo: futebol evolui, mas jogadores indomáveis resistem 23-10-2018 » Papo com o técnico | Renato Gaúcho: Grêmio pode encarar o Real de igual para igual 23-10-2018 » Desfila na SPFW | 'Tento me posicionar de uma forma mais sutil', diz Camila Queiroz 22-10-2018 » Submundo do marketing político | Como opera o mercado ilegal de santinhos virtuais via WhatsApp 22-10-2018 » Mais votado no 1º turno no AM | Wilson Lima tem respaldo de grupo de comunicação e apoia Bolsonaro 22-10-2018 » Opositor do regime morto na Turquia | As versões dadas pela Arábia Saudita até admitir assassinato de jornalista
Publicidade
3 de setembro de 2018

Temer diz que Bolsonaro é fenômeno real

Foto Reprodução

Para o presidente Michel Temer, embora o quadro eleitoral ainda esteja indefinido, o crescimento da candidatura presidencial do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) é um fenômeno real.

Em entrevista ao apresentador José Luiz Datena, na TV Bandeirantes, ele disse ainda que não está chateado com seu ex-ministro da Fazenda e candidato ao Palácio do Planalto, Henrique Meirelles (MDB), por “escondê-lo” durante a campanha eleitoral.

“Eu não fico não, viu. Quem está na vida pública tem que ficar um pouco acima dos acontecimentos. Chega nesse período eleitoral, como a imprensa bateu muito em mim ultimamente, ele diz não vou falar no Temer”, avaliou o presidente.

“E ele tem falado muito do meu governo, confunde um pouco porque ele menciona a participação dele no governo do Lula [Meirelles foi presidente do Banco Central durante o governo do petista], mas também fala do seu trabalho no meu governo”, reiterou, conforme o Uol.

No programa eleitoral na TV, Meirelles “mistura” sua participação nos governos dos dois presidentes, com o argumento de campanha de que seja de um espectro ideológico ou de outro, quando precisa resolver o presidente “chama o Meirelles”.

Temer aproveitou a entrevista para fazer um desabafo. “A política realmente é muita injusta, você vê as inúmeras injustiças praticadas contra meu governo. Mas sabemos a natureza política destas críticas”, afirmou.

Alvo de uma denúncia criminal da PGR (Procuradoria Geral da República) congelada em votação no Congresso e investigado em inquérito da PF por suspeitas de receber propinas, Temer reafirmou que é inocente e vítima de um complô.


VOLTAR