Trabalhador que deixou para sacar PIS/Pasep em agosto receberá 8,97% a mais » Rede Acontece
Últimas
15-11-2018 » Assista ao gol | Cruzeiro bate por 1 a 0 Corinthians, que vê risco de ir à Série B 15-11-2018 » Ação sobre sítio de Atibaia | Lula diz não crer que Marisa pediu obras: 'Fácil falar nome dela' 15-11-2018 » Brasileirão | Palmeiras vence Flu por 3 a 0 e pode ser campeão domingo; veja gols 15-11-2018 » Mais Brasileirão | Sport e Vitória ficam no 0 a 0 na Ilha do Retiro; veja os lances 15-11-2018 » Veja único gol do jogo | Atlético-MG põe fim em jejum, bate Paraná e abre vantagem no G-6 15-11-2018 » 2 a 1 | De virada, Bahia vence Ceará e se afasta do Z4; assista aos gols 15-11-2018 » Opinião | No Salão de SP, Volks é a marca com atrações mais relevantes 15-11-2018 » Caso Daniel | Polícia pede prisão de gêmeo suspeito de envolvimento no crime 15-11-2018 » Mauricio Stycer | Após Edir e Silvio, sócio da RedeTV! declara apoio a Bolsonaro ? 15-11-2018 » Relação com mundo árabe abalada | Fala de Bolsonaro afeta até negócio de escovas progressivas brasileiro 15-11-2018 » São Paulo | Abrigo vira campo de batalha entre moradores de rua e venezuelanos 15-11-2018 » Profissional está no Brasil há 20 anos | 'No Nordeste, às vezes o cubano é o 1º médico”, diz Eduardo Rodriguez 15-11-2018 » Futuro ministro da Casa Civil | 'Continua indicado, ainda', diz Bolsonaro sobre Onyx após delação sobre caixa 2 15-11-2018 » Embaixador em Roma? | Não há nada nesse sentido, diz Bolsonaro sobre embaixada a Temer 15-11-2018 » Programa de saúde | Sem cubanos, governo avalia Mais Médicos com recém-formados do Fies 15-11-2018 » Cotada para educação | Viviane Senna diz não ter planos para virar ministra 15-11-2018 » Ernesto Araújo no Itamaraty | Diplomatas reagem mal à indicação por 'quebra de hierarquia'
Publicidade
10 de julho de 2018

Trabalhador que deixou para sacar PIS/Pasep em agosto receberá 8,97% a mais

Foto Rede Acontece

Cotistas do PIS/Pasep que não fizeram o saque deste ano até junho receberão os valores com acréscimo de 8,9741%, informou o Tesouro Nacional nesta terça-feira (10).

O reajuste veio bem acima da inflação acumulada em 12 meses até junho, de 4,39%, segundo o IBGE. A suspensão dos pagamentos no mês de julho é realizada exatamente para que seja computado o rendimento anual do fundo. No ano passado, foi de 8,8781%.

Na primeira etapa do cronograma de pagamento do PIS/Pasep, encerrada no dia 29 de junho, 1,1 milhão de trabalhadores com idade acima de 57 anos realizaram o saque, retirando uma soma de R$ 1,5 bilhão.
A partir de agosto, empregados de quaisquer idades poderão solicitar suas cotas.

As cotas são retiradas anuais de recursos depositados em contas de trabalhadores entre 1971 e 1988, quando ficaram inativas em razão da Constituição Federal. Até 2017, o saque era permitido para pessoas com mais de 70 anos, em caso de aposentadoria e em outras situações específicas. A partir do ano passado, o governo federal flexibilizou o acesso para pessoas de todas as idades.

Na segunda etapa, serão disponibilizadas, inicialmente, as cotas dos correntistas da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil. O crédito em conta será efetuado automaticamente no dia 8 de agosto.

A partir do dia 14, correntistas de quaisquer bancos poderão reivindicar o recurso. O prazo ficará aberto até 29 de setembro. Quem não sacar nesse período, perde o direito ao benefício.

CALENDÁRIO DE PAGAMENTO

Quem poderá pegar o dinheiro:

– Cotistas com 57 a 59 anos de idade: saques foram feitos até o dia 29 de maio;
– Clientes da Caixa e do Banco do Brasil de qualquer idade: dia 8 de agosto;
– Trabalhadores de qualquer idade que não são clientes dos bancos: de 14 de agosto a 29 de setembro.

ATENÇÃO

– Cotistas a partir de 60 anos têm direito ao saque a qualquer momento;
– Não confunda cota com abono do PIS.

COTA

– Até 1988, os patrões faziam depósitos individuais no fundo PIS/Pasep; por isso, só trabalhadores entre 1971 e 1988 têm direito;

– Depois, a Constituição Federal alterou as regras e o valor passou a ser do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), que paga o seguro-desemprego e o abono do PIS/Pasep.

ABONO

– É pago anualmente para quem, no ano-base, trabalhou com carteira assinada ganhando até dois salários mínimos;

– O valor é proporcional aos meses de trabalho, limitado ao salário mínimo do ano de saque.


VOLTAR