Trump consultou líderes evangélicos para criar “plano de paz definitivo” para Israel e Palestina » Rede Acontece
Últimas
>>> Ouça a Web Rádio Acontece <<< 20-05-2019 » Movimento xamânico | Indígenas usam turismo e ayahuasca por dinheiro e segurança na mata 20-05-2019 » Plano do governo Bolsonaro | Reserva que seria 'nova Cancún' tem golfinho isolado e área pequena 20-05-2019 » Reconhece sozinho o seu rosto | Com reconhecimento facial, vigia estilo anime ganha 'vida' no Japão 20-05-2019 » Relações exteriores | Apesar da promessa de Trump, Brasil não espera apoio formal à entrada na OCDE 20-05-2019 » Nível máximo de alerta em MG | Barragem em risco de desmoronamento cria 'terrorismo psicológico' 20-05-2019 » Brasileiro | Carille valoriza vitória fora de casa e minimiza pressão do Athletico 20-05-2019 » Acabou neste domingo | Game of Thrones tem final agridoce; saiba como a série termina 20-05-2019 » Confirmou oferta | Drogba explica por que não fechou com o Corinthians em 2017 20-05-2019 » Assista aos gols | Ceará faz 2 a 1 e mantém Grêmio na zona de rebaixamento 20-05-2019 » PM diz apurar o caso | Vídeo mostra PM dando voadora em moradores da Brasilândia, em SP 20-05-2019 » Está fazendo 'drama' | Janaina Paschoal se diz contra manifestações de apoio a Bolsonaro 20-05-2019 » Estreia de Luxemburgo | Com gol aos 49 min do 2º tempo, Avaí empata com Vasco por 1 a 1 20-05-2019 » Josias de Souza | Gestão da guerra, pela guerra e para a guerra 20-05-2019 » Mauricio Stycer | Globo e Record usam novelas contra crises 20-05-2019 » H. Schwartsman | Críticas de Bolsonaro servem para seu governo 20-05-2019 » Flávio Ricco | Record mira profissionais da Band 20-05-2019 » F. Torres | No Brasil, a mudança se deu com os milicos 20-05-2019 » Flávio Prado | Enquanto Sampaoli vai mal, Diniz vai bem 20-05-2019 » Mariliz P. Jorge | Não fui criada para ir ao supermercado 20-05-2019 » R. A. Pereira | Idiotas úteis são o melhor tipo de idiota
Publicidade
corretora de seguros
INTERSORFT 100 MEGA
9 de abril de 2019

Trump consultou líderes evangélicos para criar “plano de paz definitivo” para Israel e Palestina

Foto Reprodução

Líderes evangélicos “estão na linha de frente” do grupo de trabalho do governo de Donald Trump que elaborou o “plano de paz definitivo” para Israel e Palestina. O pastor Jack Graham, da Igreja Batista de Prestonwood, no Texas, revela que, ao serem consultados a maioria dos pastores ficaram “chocados”. “Falamos, é claro, da soberania de Israel que é muito importante para os cristãos que creem na Bíblia. Afinal, Israel tem o direito de existir e ter Jerusalém como sua capital”, explicou. As eleições israelenses desta semana podem mudar os rumos do Oriente Médio. A promessa de Trump é que os Estados Unidos apresentarão seu plano somente depois, para não influenciar os resultados. Graham assegurou que o secretário de Estado, Mike Pompeo, e o genro do presidente, Jared Kushner, sempre se preocuparam com a segurança de Israel. “Precisamos garantir que os israelenses estejam a salvo e que outras pessoas parem de jogar bombas contra Israel, pois assim será difícil manter a paz”, revelou Graham, ao falar sobre as linhas gerais do plano. “Também falamos sobre parcerias com países árabes e governos que poderiam ser parceiros, pois o desenvolvimento econômico fará parte do plano”, assegurou, deixando claro que muito do que se fala sobre guerra iminente é exagero da mídia. O pastor Jentezen Franklin, da igreja Free Chapel, na Geórgia, concorda. Ele também estava na reunião. “Está funcionando! Pessoas como Jared Kushner e Jason Greenblatt e outros estão trabalhando, tentando encontrar um meio-termo”, avalia, sem confirmar que isso significa uma “solução de dois Estados”, como pede a ONU. O desafio está na Autoridade Palestina, que se recusou a falar com a Casa Branca desde que o presidente Trump reconheceu Jerusalém como a capital de Israel. “Todo mundo precisa viver com esperança. Muitos palestinos estão vivendo sem esperança”, disse Graham. “Deus ama os palestinos e nós da comunidade evangélica também, mas não podemos permitir que partes de Israel sejam simplesmente entregues”, encerrou.


VOLTAR