TSE notifica Temer a apresentar defesa em processo eleitoral » Rede Acontece
Últimas
21-10-2018 » Só começa dia 4/11 | Celular mudou para o horário de verão sozinho? Saiba ajustar 21-10-2018 » Em 200 cidades | Manifestantes fazem atos hoje contra o PT e a favor de Bolsonaro 21-10-2018 » 2º turno em SP | França e Doria focam Lula e Bolsonaro em debates 21-10-2018 » 2º turno em MG | Verba de Zema cresce 318%; R$ 600 mil não têm origem declarada 21-10-2018 » Brasileirão | Corinthians enfrenta Vitória e tabu no 1º duelo direto na luta contra queda 21-10-2018 » Sucesso dos anos 90 | Depressão e budismo: a volta por cima de Deborah Blando 21-10-2018 » Mundial de surfe | Atrás do bi, Medina vai à 'final' na mesma situação de 1º título 21-10-2018 » Mais Brasileiro | SP ficou no jejum, mas teve gols na rodada de sábado; veja todos 21-10-2018 » Grávida de oito meses | Sabrina Sato revela em programa o nome da 1ª filha com Duda Nagle 21-10-2018 » Só 3.500 unidades | Renault Sandero 1.0 ganha série limitada GT Line por R$ 47.990 21-10-2018 » Semana decisiva antes das urnas | O que pensam eleitores em dúvida entre Haddad, Bolsonaro e voto nulo 21-10-2018 » 3 anos depois do surto | Mães de crianças com zika enfrentam dificuldade financeira e abandono 21-10-2018 » Advertência por 'transação comercial' | Nos anos 80, Bolsonaro vendia bolsas feitas de paraquedas do quartel 21-10-2018 » Disparo de mensagens | Relator de ação contra Bolsonaro tem fama de 'durão' e decisões contra PT 21-10-2018 » Eleições e economia | Privatizar estatais reduz dívida, mas não barra corrupção nem baixa preço 21-10-2018 » Região decisiva no 1º turno | Presidenciáveis jogam com o medo por voto do interior do Nordeste
Publicidade
3 de fevereiro de 2016

TSE notifica Temer a apresentar defesa em processo eleitoral

Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) notificou nesta terça-feira (2) o vice-presidente da República, Michel Temer, sobre a decisão do tribunal, proferida em outubro do ano passado, que reabriu ação de investigação eleitoral em que o PSDB pleiteia a cassação de seu mandato e da presidenta Dilma Rousseff. O tribunal também emitiu mandado para citar a presidenta, mas não há confirmação se o documento foi recebido. De acordo com a legislação, Dilma e Temer precisam ser notificados pessoalmente sobre o processo. Com a citação, os advogados da coligação de Dilma e Temer terão sete dias para apresentar defesa ao tribunal. Em fevereiro do ano passado, a ministra Maria Thereza de Assis Moura arquivou o processo, por entender que não havia provas suficientes para o prosseguimento da ação. No entanto, o TSE seguiu voto divergente do ministro Gilmar Mendes e aceitou recurso protocolado pela Coligação Muda Brasil, do candidato derrotado à Presidência da República Aécio Neves, do PSDB. A legenda alegou que há irregularidades fiscais na campanha relacionadas a doações de empresas investigadas na Operação Lava Jato. No processo, o PT sustenta que todas as doações que o partido recebeu foram feitas estritamente dentro dos parâmetros legais e posteriormente declaradas à Justiça Eleitoral. As contas eleitorais da presidenta e de Temer foram aprovadas por unanimidade pelo plenário do TSE, em dezembro de 2014.


VOLTAR